Traduza este blog

sábado, 31 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé


“Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência.” (Deuteronômio 30:19)

Amado(a),


Todo o dia Deus nos dá a oportunidade de escolher entre o que é certo e o que é errado, entre obedecer e desobedecer, abençoar e amaldiçoar, ser abençoado e ser amaldiçoado, viver ou morrer.
As oportunidades em acertar são enormes porque temos o Deus todo poderoso do nosso lado, mas muitas vezes escolhemos o caminho errado e com uma atitude, colocamos tudo a perder. Uma palavra, um gesto, um passo em falso e escolhemos fazer o errado afetando nossas vidas e a dos que estão próximos. As vezes até atingindo a vida de terceiros.
Hoje Deus te propõe a vida e a morte. Escolha a vida para que não só você, mas também os teus sejam abençoados por Deus e tenham uma vida de obediência.

Deus lhe abençoe!

“Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão.”(Salmos 127: 3)



Amado (a), criar filhos atualmente tem sido um crescente desafio neste mundo cujas ofertas e seduções do maligno militam contra a nossa vontade e os propósitos de Deus. Mas os filhos são herança do Senhor e a Ele devem ser consagrados. Nada, nem ninguém pode nos tirar a autoridade de pais e abençoadores se estivermos firmes em Cristo e se seguirmos as Suas orientações nesse sentido. A Bíblia por diversas passagens nos ensina como criar os filhos dentro do caminho correto.
As crianças já estavam no plano de Deus desde a criação. Em Gênesis 1:27-28, podemos ler: "Tenham muitos e muitos filhos."
Mas o que significa: Os filhos são a herança do Senhor?
Significa que nossos filhos são a herança do Senhor. Que vieram de Suas mãos e são a nós confiados para que o eduquemos na palavra divina. Contudo, Deus, espera receber os filhos das mãos de seus pais, na volta de Cristo.
Deus deu aos pais toda a autoridade necessária para a educação dos filhos e espera que sejamos bons educadores. A Bíblia declara: "Coroa dos velhos são os filhos dos filhos, e a glória dos filhos são os pais." Provérbios 17:6
Não podemos fazer como Eli, que era um pai transigente, e em vez de admoestar os filhos, ou castigá-los, submetia-se às suas vontades e os deixava seguir seu próprio caminho. Não corrigia os maus hábitos e paixões de seus filhos. E "Filhos que desonram e desobedecem aos pais e não levam em conta seus conselhos e instruções não podem ter parte na terra feita nova. A terra purificada nãos será lugar para filhos rebeldes, desobedientes e ingratos. Nenhum transgressor pode herdar o reino de Deus."
É nossa responsabilidade, como pais, cuidarmos da herança do Senhor e zelarmos para que se tornem homens e mulheres tementes a Deus para que possam também herdar o Reino dos Céus.

Graça e Paz!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009




“Porquanto te ordeno hoje que ames ao SENHOR teu Deus, que andes nos seus caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e o SENHOR teu Deus te abençoe na terra a qual entras a possuir.” (Deuteronômio 30:16)


Amado(a),
O que Deus mais quer para você é que entre na terra que Ele te dá hoje. Nesta terra você encontra a certeza de que estará sempre com Ele, nesta terra ou na próxima onde moraremos com Jesus. Mas existem várias coisas dentro desta terra e a promessa principal é a vitória em todas as coisas. Somente é vitorioso aquele que obedece a Deus. Parece um pouco incoerente esta história de fazer apenas o que Deus quer, mas na verdade, por ser Deus onisciente, saber de todas coisas que aconteceram, acontecem e acontecerão, Ele pode dizer o que devemos fazer para não errarmos o caminhos. Ele nos vê nossa vida de uma forma que não somos capazes de enxergar. Os sinais de Deus são muitas vezes confundidos com derrotas. Mas a verdade é que, às vezes vemos algo como bênçãos, e Deus sabe que é maldição. Então, Ele fecha a porta e não nos permite entrar por ela para que não nos firamos. Em Isaías 1:19 diz que se quisermos e OBEDECERMOS, comeremos o melhor desta terra. Isso significa que não teremos apenas a promessa de morarmos com nosso Pai celeste quando formos chamados, mas teremos o melhor nesta terra onde vivemos hoje. Esta terra pode ser a sua família, o seu trabalho, a sua escola, sua Igreja. E se não for fácil obedecer a Deus, (e às vezes não é mesmo), devemos nos lembrar que Ele nos ajuda até nisso quando nos promete em Filipenses 2:13 “Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.” É Ele quem nos transforma, temos apenas que nos entregar e dizer que mesmo que não estejamos conseguindo, o nosso Senhor vai mudar em nós o querer e vai nos ajudar a fazer o que não damos conta. Assim, mataremos em nós a nossa carne, para que Jesus possa viver em nós através de nossas vidas.

Deus lhe abençoe!

“Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.”(Salmos 127: 1)


Amado (a), a casa significa o nosso espaço de comunicação, comunhão, convivência e afetividade. Entretanto, atualmente, mesmo com todos os recursos humanos, tecnológicos, científicos, a família sem se desagregado visivelmente.
O ser humano anseia por encontrar um lugar de refúgio, de convivência e de paz no lar, mas ao que parece, a casa a cada dia , está mais distante dessas pretensões.
Tem faltado uma presença sustentadora, fortalecedora, renovadora e reintegradora de Deus nos lares. Cristo, que deve estar como o centro de reconciliação da vida e reintegrador da comunhão com o Pai, tem sido deixado de lado pelo computador, pela TV, pelo futebol, pelas ofertas do mundo...
Palavra de Deus é fundamental na vida familiar, e proporciona condições para a convivência por meio da graça, do amor, da tolerância, do acolhimento e do perdão. E em muitos lares ela tem sido negligenciada.
Podemos ter todo o dinheiro necessário para a provisão de nossas necessidades, podemos ter poder, bens materiais, status e aquilo que nosso coração anseia, mas se o Senhor não estiver em nossos lares, nada disso se aproveita. Podemos trabalhar dia e noite e colher o fruto do que semeamos, contudo, tudo isso se torna inútil quando nos afastamos de Deus. Nenhum aparato, por mais moderno e sofisticado que seja, substitui a segurança advinda do Guarda de Israel. A segurança e a paz que necessitamos só pode ser realmente desfrutada se estivermos em sintonia com Deus. Jesus é o nosso bem maior e Ele nos garante tudo o que precisamos. O resto é sedução do mundo. É engano do seu príncipe e só nos torna dependentes do que jamais poderemos ter de fato longe do verdadeiro e único Deus.

Graça e Paz!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” (Gálatas 2:20)


Amado(a),
Se arrepender é apenas parte do processo. Como diz em Mateus 3:8, é necessário produzir frutos dignos de arrependimento. Isto significa que aquele que mentia não minta mais, o que roubava não roube mais, o que fofocava não fofoque mais, o que agredia os outros não o faça mais, aquele que destratava seus pais aprenda a honrá-los, os que se prostituíam aprendam a guardar seu corpo para o dia de seu casamento e assim tudo que antes você fazia, e não era correto, deixe de fazer e busque a mudança todos os dias. O arrependimento gera a conversão e conversão é mudar de direção. Não ande mais em direção às trevas, mas ande na luz de Jesus.
O ato de converter-se, para muitos é lento. Mas se pensarmos que conversão é mudança de direção, isso necessita ser decidido e executado rapidamente para que não prossigamos em direção a morte eterna. Como as falhas são muitas, a conversão de nossa vida é progressiva e continua. A cada dia vencemos um pecado, a batalha é árdua, a perseverança é totalmente necessária. É necessário matar a carne. Você precisa morrer para que Jesus possa viver em você. É necessário que sua arrogância morra, para que a humildade de Jesus reine em sua vida, é preciso que sua desobediência seja destruída, para que o espírito obediente de Jesus invada a sua vida. É fundamental que cada coisa fora do lugar em sua vida seja substituída pelo caráter de Jesus.
A confissão de nossas falhas precisa ser diária para que nada rompa nossa comunhão com Deus. Continue a praticar I João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.”
Deus lhe abençoe!

“Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.”(Salmos 126: 5)




Amado (a), o salmista insiste que aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos. Quantas vezes suplicamos ao Pai pela solução de um problema em nossa vida, pela cura de um enfermo, pela conversão de nossos familiares e nos debulhamos em lágrimas esperando a ação de Deus que parece não chegar nunca? O certo é que Deus é fiel e suas palavras são verdadeiras, e se estamos em comunhão com Ele, nossas petições, ainda que regadas com nossas lágrimas, serão aceitas e atendidas para a honra e a glória do Senhor. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã, diz o salmista, sabendo ele próprio que as lutas são necessárias ao nosso crescimento espiritual e que elas nos fazem mais fortes para receber e valorizar as nossas conquistas que estão alicerçadas em Deus e não nas nossas próprias forças.
Essa palavra nos remete á missão do cristão: a de obedecer ao que Disse Jesus: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16: 15)
Ela nos mostra que ser missionário é aceitar desafios e esquecermos as dificuldades, apoiando-nos no Senhor da obra, pois só Ele sabe como usar os nossos defeitos e trabalhar os nossos problemas.
Quantas vezes semeamos com olhos cheios de lágrimas e nos perguntamos: Por que, Senhor? Mas é na nossa fraqueza que o Pai se mostra e nos faz ver que depois da chuva vem a colheita. Nossas lágrimas regam nossa plantação e nos conduz à alegria da mesa farta, na presença do Senhor. Aleluia!
Graça e Paz!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (João 3:7)

Amado(a),
Nós humanos temos mania de julgar as pessoas e determinar qual o castigo e que tipo de condenação o indivíduo merece. Gostamos de dizer o que deve ser feito com aqueles que erram, instituímos regras e conceitos onde geralmente a misericórdia não está presente. Mesmo quando somos cristãos Há muito tempo, ainda assim tentamos, dentro de nossa forma de pensar, estabelecer o julgamento para as pessoas. E negamos que fazemos isso. Negamos o fato de que julgamos sempre em algum momento de nossas vidas. No entanto, Deus não desejou condenação para ninguém. Ofereceu seu Filho unigênito para derramar seu sangue pelas nossas vidas e nos salvar de nós mesmos e de nossas falhas. O amor de Deus e o de seu próprio filho que aceitou passar por toda dor em nome da misericórdia nos ensinam que é necessário não julgar e nem condenar ninguém. Se nosso Deus não desejou isso, quem somos nós para fazê-lo. Então prossigamos em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Você se julgaria e condenaria a si próprio?
Deus lhe abençoe!

“Grandes coisas fez o SENHOR por nós, pelas quais estamos alegres..”(Salmos 126: 3)




Amado (a), basta a nós abrirmos os olhos pela manhã para termos motivos suficientes para glorificar o Senhor que nos deu a vida e nos sustenta. Mas Ele tem nos honrado com muito mais, tem nos colocado por cabeça e mostrado aos nossos inimigos que, se Ele é por nós, ninguém poderá ser contra. Nossas vitórias diárias, nossos livramentos confirmam o quanto somos amados pelo Pai.
Amado(a) demonstremos alegria diante desse Deus tremendo que nos dá a todo momento motivos para exultarmos. Grandes coisas tem feito o Senhor por nós. Como o salmista, rejubilemos na presença santa do Altíssimo, certos de que Ele cumpre as Suas promessas e zela pela Sua palavra. Esteja certo(a), amado(a), a promessa do Senhor em sua vida se cumprirá, a seu tempo, pois ninguém é maior do que Ele para revogar Seu edito. Espere e confie. Sua bênção está às portas. È sua e ninguém pode tirar o que o Senhor lhe deu. E essa alegria é perene porque sabemos em temos crido e Ele é fiel e justo e jamais nos desampara. E se você ainda precisa de motivos para se alegrar, lembre-se da grande dádiva que é ter o nome inscrito no Livro da Vida.
Graça e Paz!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade,” (II Timóteo 2:25)


Amado(a),
A instrução, o ensino, o jeito de tratar, o modo de falar a forma de agir diante dos nossos irmãos deve ser mansa. E quanto mais se perceber que há resistência, mais mansos deveremos ser. Desta forma, estaremos nos permitindo ser instrumentos de Deus para que Ele possa gerar arrependimento aos corações e lhe fazer conhecer a verdade. Nosso sentimento deve condizer com o que diz em II Coríntios 12:21 “Que, quando for outra vez, o meu Deus me humilhe para convosco, e chore por muitos daqueles que dantes pecaram, e não se arrependeram da imundícia, e prostituição, e desonestidade que cometeram.” Devemos acolher com mansidão e clamar pelas vidas que se aproximam de nós para serem tratadas, saradas e limpas. Em lugar de tratamento, sempre há aqueles que resistem e mantém-se pecando. Mas Deus os ama, e quer usar a cada um que se dispuser a servir, para que sua glória se manifeste por meio do nosso falar, do nosso andar e do nosso agir.
Deus lhe abençoe!

“Quanto àqueles que se desviam para os seus caminhos tortuosos, levá-los-á o SENHOR com os que praticam a maldade; paz haverá sobre Israel.”(Salmos 125: 5)




Amado (a), uma coisa é certa: a vontade de Deus prevalecerá. O diabo pode até ter permissão para reinar nesse mundo secular e com isso enganar a muitos, apresentando falsas perspectivas. Pode cauterizar a consciência de muitos, tentando fazer crer que tudo é permitido aos homens, que não há mal algum em levar uma vida promíscua, que sexo fora do casamento é normal no mundo de hoje, que união desigual é aceitável, que mentira e algumas espertezas não fazem mal desde que seja por uma boa causa, entre outras tantas coisas as quais planta de forma sutil na mente daqueles que não atentam para a palavra de Deus e se julgam capazes de controlar seu comportamento longe do Senhor. Mas o fato é que para Deus só há uma verdade e o que Ele prometeu cumprirá na vida de quem abre o seu coração e se arrepende de seus maus caminhos. Paz haverá em Israel, garante o Senhor e paz haverá para aqueles que O temem. Quanto aos que se desviam, estes ficarão com que lhes são afins. O Senhor não deixará de cumprir nem um item de suas promessas e uma delas é de que os Seus escolhidos, os que perseveram na reta e digna conduta herdarão o reino dos céus e habitarão na terra com todas as suas riquezas, porque a terra e tudo que nela há pertence aos filhos de Deus. Amado(a), de que lado você quer estar?
Graça e Paz!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” (Miquéias 6:8)


Amado(a),
Deus nos diz o que é certo a fazer. Ele nos aconselha, nos pede, nos aponta o caminho certo. Nosso Pai se preocupa com nossos atos, com a conseqüência destes atos, com o caminho que escolhemos seguir e com toda a nossa existência. Ele deseja para cada um de nós o melhor. Quer-nos andando em santidade, sabedoria e de vitória em vitória. Os seus conselhos são os melhores porque nos garantem uma vida em paz. As palavras que Deus nos ensina nos ajuda a vencer os inimigos todos os dias e manter-nos firmes nos momentos de angustia e tempestade. Nos momentos de calmaria o obedecer a Deus também nos ensina porque nos faz lembrar sempre, sem esquecer um minuto, que Ele é Deus e é poderoso em nossas vidas.
Faça o que é bom, siga as regras da justiça todos os dias vivendo-a em sua vida (isso é praticar), ame a misericórdia não julgando a ninguém e compadecendo-se do pecador, ande com humildade não colocando a si mesmo acima dos outros, mas servindo a todos com alegria como se servisse ao próprio Jesus.
Certamente estes conselhos levarão a todos nós a uma vida diferente e vitoriosa.

Deus lhe abençoe!

“Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.”(Salmos 125: 1)




Amado (a), o salmista está evidenciando a força que têm aqueles que põem a sua confiança no Senhor. Observe que ele destaca essa força comparando-a com algo forte, rígido e visível à distância. Quem confia em Deus e não em suas próprias forças, quem confia no Altíssimo e não nos homens, quem confia no Pai misericordioso e não em dinheiro, amigos ou no poder temporário é sábio e pode testemunhar em sua vida o resultado dessa ação. Confiar significa fiar com. Isso é não fazer sozinho, mas ter alguém que tece junto conosco os fios de nosso destino. Somos artesãos que tem a opção de escolher as formas e as cores do tecido de nossas vidas. Podemos tecer o enredo de nossa história, todavia, aqueles que confiam, que escolhem tecer junto do Deus soberano, são, como afirma o salmista, inabaláveis e eternos. Glória a Deus que nos dá essa confiança.
Graça e Paz!

domingo, 25 de outubro de 2009




“E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.” (II Reis 6:16)


Amado(a),
Toda luta tem sua angústia, seu momento de dor e solidão. Não passamos por situações fáceis sempre, muitas vezes estamos preocupados com problemas financeiros, familiares, emocionais ou de outra ordem. Às vezes pessoas se levantam contra nossas vidas e nós ficamos a mercê do medo e da perseguição. Aflitos, não sabemos como batalhar corretamente. No momento da tormenta, acabamos escolhendo o caminho errado ou às vezes tentamos desesperadamente resolver os problemas com nossas próprias mãos.
Mas Deus diz a você neste momento para não temer, porque muitos são os que estão com você, mais do que com a situação ou pessoa que lhe afronta. Na verdade, só a presença de Deus em sua vida já é definição de vitoria a seu favor. Com Deus somos mais que vencedores.
Não temas.
Deus lhe abençoe!

“A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos.”(Provérbios 12: 4)



Amado (a), é interessante notarmos como, em vários textos do livro de e Provérbios, Salomão se dedica a apresentar a mulher, segundo os princípios de Deus. Ele afirma que ela precisa ser discreta, que deve ser virtuosa, pois, caso contrário, toda beleza ou ornamento, por mais rico que seja, nela, será inútil. O sábio rei atribui à mulher uma grande responsabilidade em relação à integridade da família e ao sucesso do marido. Se a mulher é sabia e se comporta com retidão e equilíbrio, a casa é edificada e o sacerdote do lar é honrado, sendo reconhecido na sociedade. Mas se ela se comporta de forme torpe, vulgar ou imprópria, o lar é maculado, a família aviltada e o marido ultrajado diante dos homens.
Entretanto, nesse mundo em que vigora a distorção de valores, em que o que se prega é a conduta imoral e fora dos princípios bíblicos, se não há discernimento e sabedoria no momento de se escolher a companheira, o resultado, certamente, é a falência da família, a desagregação moral e a vergonha. E, como afirma Salomão, os ossos apodrecem. Essa alegoria nos leva a pensar em ossos como estrutura, como base que firma a pessoa e que a sustenta. Isso significa também que a mulher é uma coluna. E se a coluna está podre, a casa desmorona.
A mulher equilibrada mantém o lar em pé, por isso a Bíblia enaltece o papel da mulher na edificação do lar e na retaguarda do esposo, como fundamento de apoio ao sacerdote do lar. Amado(a), se você encontrou essa coluna, valorize-a. Dê a ela o valor apregoado em
Graça e Paz!

sábado, 24 de outubro de 2009




“Guarda a minha alma, e livra-me; não me deixes confundido, porquanto confio em ti.”(Salmos 25:20)


Amado(a),
Somos ovelhas cercadas de anjos guardiões, mas também de lobos famintos prontos para nos devorar, todos os dias caminhamos para o matadouro onde seremos submetidos a morte. No entanto, nosso Deus Todo Poderoso pode intervir e não permitir que a morte entre em nossas vidas. A morte entra pelo pecado. Davi entendia perfeitamente como funcionava o mecanismo de assassinato tramado pelo inferno contra a vida dele. Ele dizia a Deus para guardar sua alma, seu coração, de onde procedem as fontes para o errar. Só Deus pode nos guardar e nos livrar. Só Ele pode nos revelar aquilo que está escondido. As armadilhas prontas para nos destruir, os planos feitos pelas nossas costas para nos atingir, os enganos a que somos submetidos diariamente para escolhermos o caminho errado e darmos um passo em falso, todas estas estratégias são reveladas por nosso Deus que nos avisa antes, nos abre os olhos e não nos deixa confundidos.
Para isso é necessário confiar em Deus porque quando assim o fazemos, primeiro vamos à sua presença e buscamos Nele a resposta e a proteção para as nossas almas.
Querido (a), só Nele encontramos o sucesso para as nossas vidas e as vitórias das quais tantos precisamos.
Deus lhe abençoe!

“Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós.”(Salmos 124: 2)





Amado (a), quando lutamos nossas lutas pessoais, muitas vezes pensamos estar sozinhos, diante de inimigos maiores e mais bem aparelhados para a guerra do que nós. Se lutamos com nossas forças, ainda que a vitória nos pareça certa, se confiamos em nossas qualidades, títulos, posição social ou amigos influentes, certamente nos decepcionaremos. Mas se nossa força está no reconhecimento de nossa fraqueza e na confiança de que nosso Deus é poderoso e não nos abandona, sairemos vitoriosos, porque Ele está do nosso lado quando os homens se voltam contra nós. Amado(a), essa constatação, embora pareça desnecessária, é muito importante, pois o Senhor espera que entreguemos a Ele a nossa fragilidade para que nos fortaleçamos na Sua força.
O Senhor é fiel e não nos deixa caídos, pense nisto, quando se sentir em perseguição, em desalento, em lutas que parecem não ter fim. Deus nos deixa caminhar no deserto, para nos mostrar uma terra próspera, sabendo reconhecer nossa total dependência dEle.

Graça e Paz!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Então disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E naquela mesma hora o seu criado sarou.” (Mateus 8:13)


Amado(a),
Todos os dias nos deparamos com situações difíceis em nossas vidas: é um filho que se desviou e tem dificuldades em obedecer, no trabalho a convivência difícil com os colegas e muitas vezes injustiça e perseguição por parte de chefias ou outros funcionários, problemas familiares, brigas conjugais, amigos que se desentendem, problemas financeiros ou de saúde, enfermidades da alma como depressão , síndrome do pânico ou outras difíceis de enfrentar, dúvidas, dificuldades em tomar decisões, escolhas erradas, frutos colhidos de uma semeadura infeliz e tantas outras coisas complicadas de se viver. Podem ser fruto de pecado, parte do treinamento para as batalhas espirituais ou simplesmente motivo para manifestação da glória de Deus. Mas de qualquer forma exigem de todos nós força, firmeza e principalmente buscar em Jesus a resposta, a solução e a cura para todos os problemas. Jesus, Rei dos reis, Senhor dos senhores é quem sempre pode nos ajudar e usar a nossa fé como instrumento poderoso nesta batalha diária.
Busque fé, peça fundamental da armadura que Deus nos confere e requisito indispensável para grandes vitórias. Tenha Jesus como a base da sua fé e seja abençoado pelo seu poder maravilhoso.
Deus lhe abençoe!

“O nosso socorro está no nome do SENHOR, que fez o céu e a terra.”(Salmos 124: 8)



Amado (a), por quantas lutas passamos diariamente? Mesmo professando nossa fé em Deus, sabemos que não estamos livres das dificuldades que o mundo e a sociedade presidida pelo deus deste século nos oferece. O cristão não está isento de sofrimentos e angústia, ao contrário, muitas vezes está exposto a elas com mais intensidade porque satanás, o inimigo de nossas almas, procura tirar a paz daquele que tem a Jesus como seu único Senhor e salvador. Essa é a sua ocupação principal, mesmo sabendo que é um derrotado, que no nome de Jesus há um poder jamais dado a ninguém nesta terra, o diabo tenta nos fazer crer que ele pode nos oferece algo melhor. Entretanto, temos a certeza de que aqueles que permanecem firmes passam pelo vale da sombra da morte e são tomados nos braços do Senhor. Ele peleja por nós e nos faz mais do vencedores.
Amado(a), ainda que passemos por experiências dolorosas, que enfrentemos o deserto, o Senhor está a nossa frente e não nos desampara. Quando o salmista fez esta afirmação: “o meu socorro vem do Senhor...” ele tinha plena convicção de sua confiança porque viveu a experiência de ter esse Deus que fez o céu e a terra à sua frente vencendo as maiores batalhas, mesmo que aos olhos dos homens ela parecesse perdida. Essa deve ser a nossa confiança. Nossos olhos devem estar fixos nEsse Deus. Ele nunca perdeu e nunca perderá, tampouco aqueles que estiverem com Ele. De que lado você está?
Graça e Paz!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Se dissermos que temos comunhão com Ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.”(I João 1:6)


Amado(a),
Andar em algum lugar significa estar inserido em algum caminho. Se andarmos nas trevas, o ambiente em que vivermos, as pessoas com quem convivermos e todas as coisas relativas ao espaço onde estivermos, vão refletir se estamos em trevas ou não. Então, a forma como falamos, como nos comportamos, o que fazemos, com quem andamos traduzem a nossa comunhão com Deus. A comunhão é o andar no mesmo espírito, ter a mesma fé, comungar das idéias relativas a andar corretamente. Então, quando temos comunhão com Deus, nós estamos inseridos no caminho proposto pelo nosso Pai e quando saímos dele nos sentimos mal. Quando temos comunhão com Deus simplesmente não conseguimos seguir outro caminho porque quando o fazemos sofremos muito. E logo somos reconduzidos pelo Espírito de Deus para acertar o passo. Se resistirmos, nos afastamos Dele.
Andar com Deus é andar na luz.
Deus lhe abençoe!

“A nossa alma está extremamente farta da zombaria daqueles que estão à sua vontade e do desprezo dos soberbos.”(Salmos 123: 4)



Amado (a), não é de hoje que o povo de Deus tem sido perseguido. Jesus já nos advertiu que pelo Seu nome passaríamos por essa situação. Entretanto, sentimo-nos desconfortáveis e indignados quando vemos alguém zombar ou escarnecer do nome do Senhor. Muito mais porque sabemos quem está por detrás disso, conforme diz Paulo em II Coríntios 4:3-4: “Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.”
o diabo desde o princípio tenta ser igual a Deus, enganando os homens, escravizando-os ao pecado, tentando impedir que ouçam e creiam no Deus Verdadeiro e na Obra Redentora do Seu Filho Jesus. Ele faz com muitos participem da roda dos zombadores que escarnecem e desprezem os escolhidos de Deus.
Faz com a palavra semeada não frutifique, como mostrou Jesus em Marcos 4:15 “São estes os da beira do caminho, onde a palavra é semeada; e, enquanto a ouvem, logo vem Satanás e tira a palavra semeada neles”.
Mas Jesus nos enviou a rechaçar os escarnecedores, a amar o pecador e a abominar o pecado, levando-lhes a boa nova, a palavra que salva e santifica,
“para lhes abrires os olhos e os converteres das trevas para a luz e da potestade de Satanás para Deus, a fim de que recebam eles remissão de pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim”. (Atos 26:18).
É preciso que rejeitemos a ofensa do mundo, mas que tenhamos clara convicção de nosso papel de sal da terra, pois existem duas leis diante de nós: a de Deus e a de satanás. Aquela que guardamos nos fará escravos ou adoradores de um ou de outro. De nada adianta professar o culto ao Deus e fazê-lo apenas no aspecto exterior, se, ao mesmo tempo, obedecemos à lei do diabo. Se assim fizermos seremos reconhecidos como seus súditos, e a ele sobem nossas orações e louvores.
O diabo que quer gastemos nosso tempo com os zombares, não para lhes mostrar o Reino de Deus e a necessidade de arrependimento para o perdão dos pecados e mudança de vida, mas que busquemos todos nossos prazeres, coloquemos nossa a esperança neste mundo, que ele preside, e que usemos nossos momentos em deleites sensuais para evitar a fixação dos nossos pensamentos na busca da vida eterna.
Graça e Paz!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus, e os estendeu, e espraiou a terra, e a tudo quanto produz; que dá a respiração ao povo que nela está, e o espírito aos que andam nela.” (Isaias 42:5)


Amado(a),
Deus diz a você neste momento que Ele é quem fez todas as coisas, criou os céus e a terra, alargando os espaços e fazendo todas as coisas e tudo que é produzido. É Ele quem lhe faz respirar e a todos sobre a terra e é Ele mesmo que põe o espírito em nós para que sejamos seres vivos. Tudo que somos e tudo que temos ao nosso redor foi criado por Deus e só Ele pode todas as coisas em relação a todas as situações. Seu poder é ilimitado, sua forma de agir é incompreensível às vezes e, certamente, surpreendente, Ele é o grande Rei e o único que pode lhe ajudar em qualquer situação. Glorifique ao Senhor em sua vida e reconheça a sua soberania.
Deus lhe abençoe!

“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do SENHOR.”(Salmos 122: 1)



Amado (a), a casa do Senhor é a nossa casa. Lá deve ser um lugar no qual nos sentimos acolhidos porque estamos na casa do Pai, na comunhão com os irmãos. O salmista se alegra com a possibilidade de ir à Casa do Senhor justamente porque sabe que não há lugar mais aprazível para quem busca a verdadeira paz. É por isso que também afirma: “Por causa da casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem”. Ele sabe que na casa de Deus estão aqueles que partilham do mesmo sentimento de paz, que querem servir ao Altíssimo. Na casa de Deus não há lugar para discórdia e nem concordam os que servem a outro senhor que não ao verdadeiro Deus. Mas os verdadeiros cristãos se alegram quando estão na casa do Pai.
Graça e Paz!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé



Não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.” (Mateus 6:34)


Amado(a),
A inquietação nos tira a paz, faz-nos ficar agitados e inseguros, gera medo em nossos corações e aflição à nossa alma. Não podemos prever nada que nos acontecerá amanhã se o próprio Deus não nos avisar, portanto não adianta ficar inquieto e desesperado com algo que pode acontecer ou não. Na maioria das vezes geramos expectativas erradas a respeito do que vai acontecer. Ficamos ansiosos, sofremos por antecipação e no final das contas, tudo acaba bem. Não devemos esquecer que nada acontece sem a permissão de Deus e que pela noite enquanto dormimos, Ele cuida de nós e nos dá o que precisamos. Não se angustie com nada, entregue no altar do Senhor e espere Nele. Não deixe seu coração agitado, creia somente no Senhor e espere Nele e tudo se resolverá.
Deus lhe abençoe!

“Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Paz esteja em ti.”(Salmos 122: 8)





Amado (a), o salmista se alegra em se dirigir à casa do Senhor e clama ao povo que ore pela paz de Jerusalém, para haja paz dentro de seus muros, e prosperidade nos seus palácios. Também nós precisamos orar pela paz em nossos lares, pela paz em nossa nação. Para o Príncipe da Paz seja recebido em espírito e em verdade nos corações das pessoas e possa transformar verdadeiramente aqueles que o aceitem como Senhor.
Jesus é o Príncipe da paz, e veio para derrubar todo muro de separação e reconciliar o homem com Deus, Deus com o homem, o homem com o homem e o homem consigo mesmo. Jesus abriu o caminho da paz verdadeira, quando morreu pelos nossos pecados. O caminho da paz passa, portanto, pela cruz. Quando Ele disse “Minha paz vos dou!” “Não como o mundo a dá” estava dizendo que essa paz só pode ser transmitida pela verdadeira compreensão da mensagem da cruz.
Não é a falsa paz expressa com palavras vazias traduzidas por gestos formais ou rituais simbólicos que nada transformam.
Não é a paz dos sistemas de filosofia e falsas religiões. Eles professam a paz, mas vivem essa paz internamente. Não passam de falsos paliativos, não removem o pecado, origem da ausência da paz, tampouco reconciliam o espírito com Deus.
A paz da qual o salmista nos fala é aquela que satisfaz todos os anseios da nossa alma, que silencia os alarmes da consciência e permanecerá sempre, mesmo diante de mudanças e tempestades. Por isso o Senhor nos diz em João 14:27 “Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”. Portanto, amado(a), andemos em paz. A paz que o Senhor Jesus nos trouxe e que deve ser sempre o nosso conforto, porque seu nome é: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim” (Isaias 9:6,7b).
Graça e Paz!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. “(João 15.5)


Amado (a),
Uma planta tem vários galhos, nos galhos brotam as flores onde nascem os frutos. Da raiz até a última folha flui a seiva que mantém viva toda a planta. Se o galho for cortado fora da árvore, ele morre e para de produzir frutos. Então é necessário que o galho permaneça na sua planta para viver e produzir flores e frutos. Nosso Jesus é a videira e nós somos os galhos desta videira. Se estivermos Nele e Ele em nós, esse vai produzir muitos frutos: frutos de arrependimento, de justiça, vidas para o Reino de Deus, uma vida mansa e viva e regada pelo sangue de Jesus. Sem Ele nada podemos fazer, absolutamente nada, nem mesmo as coisas mais simples da vida. Esteja ligado a Jesus e não se afaste dele por nada.

Deus lhe abençoe!

“O SENHOR te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.”(Salmos 121: 7)




Amado (a), essa é a confiança que devemos ter: o Senhor guarda e livra de todo o mal aquele a quem chama por filho. Mas é preciso entender essa afirmação do salmista com uma observação. Antes de afirmar isso, o salmista inicia o salmo com as palavras: “elevo meus olhos para o monte”. Se nossos olhos estão elevados para o monte, estão postos Naquele que fez o céu e a terra, não estão olhando para baixo. Isso significa que nossa conduta segue a orientação de cima e não daquele que pode nos dar rasteira. Se olharmos para o alto, nossos pés não vacilarão e se precisarmos de socorro ele virá. Daquele que não cochila, do guarda de Israel que não tira os olhos de nós. Ele nos guardará de todo o mal porque Nele estamos seguros. É tolice pensarmos que podemos olhar para baixo, e nos desviar dos caminhos do Senhor, deixar de seguir Seus estatutos porque Ele tem cuidado de nós, como afirma o salmista. É prudente pensar que toda ação tem uma conseqüência e que não estamos livres de pagar o preço de nossas escolhas erradas. Se desviarmos os olhos do Senhor, certamente corremos o risco de vacilar e de tropeçar. Mas se nossa escolha estiver alicerçada no guarda de Isael então a vitória é certa, ainda que as lutas nos sobrevenham e que nos pareça inatingível.

Graça e Paz!

domingo, 18 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé



“Em lugar do espinheiro crescerá a faia, e em lugar da sarça crescerá a murta; o que será para o SENHOR por nome, e por sinal eterno, que nunca se apagará.” (Isaias 55:13)

Amado(a),
Quando a obra de Deus se faz em nossas vidas o espinheiro que havia se torna faia. A faia é uma árvore que nasce acima dos trópicos e que tem uma folha em forma de papel que se torna cor de ouro no outono. O interessante é que é no outono que as folhas caem, mas no caso da faia elas apenas mudam de cor de verde para dourado. E a ação de Deus em nossas vidas transforma também a sarça em murta. A sarça é uma espécie de mato, mas a murta é um tipo de arbusto perene, não seca nas estações sem chuva. É isso que Deus tem para nossas vidas, mudar aquilo que é ruim ou nos faz mal em algo grandioso, resistente e valoroso. Este é o resultado de o nome de Deus ser glorificado e sinal eterno que jamais se apagará em nossas vidas. Temos de estar em Deus, em seus caminhos e glorificando o Seu Santo nome em todo o tempo porque Ele é poderoso para fazer muito mais do que pedimos ou pensamos.

Deus lhe abençoe!

“Como jóia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição.”(Provérbios 11: 22)



Amado (a), Salomão está nos dizendo que a mulher precisa ser discreta. Caso contrário toda beleza ou ornamento, por mais rico que seja, nela, é inútil. E quando ele fala em discrição não se refere apenas a se vestir com classe, sem exageros, sem vulgaridades, mas também e, sobretudo, à forma de se comportar socialmente. Saber falar, o que falar, quando e a quem falar é sinal de bom senso e equilíbrio e a mulher equilibrada mantém o lar em pé. A verdade e as boas palavras, sempre inspiradas nas Escrituras, são os maiores ornamentos da mulher sensata. Melhores e mais preciosos do que uma jóia. A mulher discreta não ofende o marido, nem o expõe diante da congregação ou da sociedade, antes enaltece suas qualidades e procura não enfatizar seus defeitos, ao tempo em que lhe permite reconhecê-los na privacidade, em conversas particulares. De que servem os adornos, as jóias, se quem os porta se apresenta na imundície ou de forma vulgar? Essa é a figura apresentada pelo sábio ao mostrar que a mulher espalhafatosa, que não age com discrição, desperdiça os adornos pois nela nada há de coerência.

Graça e Paz!

sábado, 17 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;” (Romanos 12:12)

Amado(a),

Esperança é algo que devemos ter sempre, e este é um bom motivo para estar feliz. E todos os momentos de dificuldades e lutas fazem de nós uma pessoa mais paciente, esperando o momento certo para ser abençoado (a). Não importa se os dias sejam bons ou maus, orar sempre, agradecer e adorar a Deus é o segredo para a liberação da graça. Deus ama aquele que sabe agradecer e reconhecer a Sua presença, ainda que as coisas não tenham ainda se materializado. O Senhor está sempre disposto a nos ouvir e a nos atender, mas quer que falemos com Ele sobre nossas angústias, ansiedades e desejos. Ele tem prazer em nos ouvir. Paulo nos exorta a sermos pacientes, perseverantes e alegres em todo o tempo e lugar. Esperar com alegria, perseverar em oração são atitudes que o Senhor espera de nós.
Deus lhe abençoe!

“Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.”(Salmos 121: 3)



Amado (a), o Senhor cuida de nós. Essa é uma verdade inquestionável. Até mesmo quando as lutas são interiores, quando nossa carne milita contra o espírito, o Senhor é o nosso socorro. Que alegria é saber que podemos ter a mesma certeza que o rei Davi teve: Deus é o nosso socorro!
Não importa a situação, não importa se merecemos ou não, Deus sempre virá ao nosso socorro se clamarmos por Ele, com fé e sinceridade de coração.
Não nos esqueçamos disso: Seu nome é DEUS EMANUEL! É Deus conosco e jamais nos deixará na mão. Jamais nos desamparará. Jamais nos esquecerá. Ele nos amou primeiro e isso já diz tudo.
Graça e Paz!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Porque com alegria saireis, e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cântico diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas.” (Isaias 55:12)


Amado(a),
Comece seu dia em paz, alegre, saia sempre feliz e adorando ao Deus de nossas vidas. Faça isso e seu caminhos serão de paz porque o Senhor guiará a sua vida. AS colinas e montes à sua frente serão rompidos diante de vidas em cânticos e louvores. Não importa o tamanho da colina, ela se romperá e o que era difícil será transformado em bênção na sua vida. A natureza vai conspirar a seu favor porque você saiu de sua casa exaltando o nome do Rei dos Reis.
Se você quer ter paz em sal vida, não reclame, não murmure, mas alegre-se diante de Deus e o Deus de Paz estará ao seu lado dirigindo todo o seu viver.

Deus lhe abençoe!

“SENHOR, livra a minha alma dos lábios mentirosos e da língua enganadora.”(Salmos 120: 2)




Amado (a), Deus ama a verdade e abomina a mentira que tem como pai o diabo. Mas ainda que vivamos em retidão e dentro da verdade ensinada pelas Escrituras, sabemos que a nossa volta persistem aqueles que têm a mentira como fundamento em suas vidas. Aqueles que acreditam que há mentiras sociais e mentiras necessárias e de mentira em mentira vão tecendo uma teia de engano e uma armadilha que captura a alma. A Bíblia está repleta de instruções sobre o cuidado que se deve ter com ela para não sermos condenados. Por isso diz o apóstolo Pedro: Porque quem quer a vida, e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano. (I Pedro 3:10).
O apóstolo nos ensina a refrear a língua. Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana; mas nenhum homem pode domar a língua.
Com ela bendizemos a Deus Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus, afirma Tiago 3:5-9. É por isso que o salmista clama ao Senhor para que o mantenha longe dessas pessoas, que os livre daqueles que armam ciladas com a própria língua.

Graça e Paz!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” (Isaias 55:10-11)


Amado(a),
Não há como a chuva voltar para onde veio a não ser por evaporação. Mas ela não pode cair do céu e voltar na mesma hora e do mesmo jeito. Quando ela cai, ela tem um objetivo, molhar a terra, regar as plantas, encher os mananciais, dar vida. A neve quando derrete não volta a ser neve, mas de igual forma ela é enviada para o propósito de nos abastecer com água e vida fazendo brotar as sementes, crescer as plantas, encher os ribeiros de água e oferecer sustento ao homem. A palavra de Deus é exatamente igual, sai de sua boca para cumprir um propósito que certamente acontecerá, porque ela nunca volta vazia para Deus. Sua palavra faz o que Deus ordenou e cumpre exatamente o objetivo determinado por Deus para acontecer. Basta uma palavra de Deus, apenas uma e tudo se faz como Ele determinou. Portanto é melhor estar de acordo com a sua palavra porque ela vai se cumprir em nossas vidas. Deus já determinou a nosso respeito. Não lute contra isso.

Deus lhe abençoe!

“A minha alma bastante tempo habitou com os que detestam a paz.”(Salmos 120: 6)




Amado (a), quantos de nós podemos também repetir o que disse o salmista neste versículo? Quanto tempo de nossas vidas perdemos em convivência com aqueles que ignoram a palavra do Senhor e detestam a paz que só tem quem conhece Jesus? Quantas vezes deixamos a comunhão com os irmãos, com os que partilham da alegria de estar nos átrios do Senhor para freqüentarmos as rodas dos escarnecedores? Mas a grande alegria é saber que Deus nos chama pelo nome, nos tira do abismo e do fundo do poço e nos faz repousar em pastos verdejantes e restaura nossa alma quando olhamos para o autor e o consumador da fé, reconhecendo que nada somos ou podemos fazer fora de sua graça e misericórdia. O Senhor é bom e é o único que pode nos dar paz, ainda que atravessemos vales e turbulências. Tudo isso é momentâneo porque a certeza de que romperemos salvos e seguros vem do Deus de paz que habita entre os que seguem os Seus preceitos. Se um dia afirmamos o que registra o salmista no texto em epígrafe, pela graça podemos afirmar que habitaremos por toda eternidade entre aqueles que amam a paz. A paz que excede todo o entendimento. A paz que nada ou ninguém pode tirar porque somos povo eleito, escolhido e santificados pelo nome santo de Cristo Jesus.
Graça e Paz!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” (Isaias 55:8)


Amado(a),
Falando ainda sobre caminhos, vamos refletir hoje sobre nossas escolhas. A profissional, a emocional, a familiar, a espiritual e as demais escolhas pessoais que refletem no seu modo de viver. Como você tem utilizado seu tempo? O que tem feito para obra de Deus? Como você tem dedicado seu tempo a sua família e quais as decisões são tomadas para que ela cresça? Seus relacionamentos são de acordo com a palavra de Deus? Em que lugar esta a sua profissão em sua vida? Você tem cuidado de sua saúde, tem tido momentos de lazer? Ou seu nome é “trabalho”? Onde estão os seus amigos em sua vida? Onde está Deus em sua vida, em que lugar exatamente Ele se encontra? Você desiste fácil dos lugares e promessas que Deus te deu em meio às dificuldades? Logo se emburra e faz cara de criança mimada dizendo que não quer mais tal coisa? Continue se perguntando sobre as coisas que se referem a sua vida e faça principalmente as perguntas que fazem parte daquilo que mais lhe incomoda nas pessoas: por exemplo: Eu fofoco dos outros?
Vamos ser honestos conosco e com Deus no dia de hoje e vamos entender que os caminhos de Deus e os pensamentos de Deus são mesmo mais altos que os de todos nós. Está na hora de um posicionamento mais firme diante do Reino de Deus. Passou da hora de murmurar e reclamar de tudo colocando defeito e culpa nos outros e esquecendo que as nossas escolhas ou parte delas estão de fato erradas. Podemos enganar aos outros e até tentar enganar a nós mesmos, mas de Deus, de fato, não temos como esconder nada.
Mude de vida hoje.
Deus lhe abençoe!

“Muitos são os meus perseguidores e os meus inimigos; mas não me desvio dos teus testemunhos.”(Salmos 119: 157)



Amado (a), assim como o salmista também nós sofremos perseguições e temos inimigos até mesmos desconhecidos. Mas sabemos que nossa luta não é contra a carne e o sangue e sim contra principados e potestades. Os homens são usados pelo inimigo de nossas almas para nos desviar do caminho, para nos causar tribulações e nos entristecer. O objetivo é o de roubar nossa paz e nos fazer cair na fé. Entretanto, conhecendo o que está por detrás disso não devemos esmorecer na fé. Não podemos baixar a guarda e nos entregar diante disso. Se não nos desviarmos da vontade soberana de Deus, como ensina o salmista, não perecemos, ainda que um grande número de valentes venha sobre nós. Maior é Aquele a quem servimos do que a legião dominada por satanás. Somos vencedores em Cristo e isso é o verdadeiro testemunho. Nada poderá ser maior do que essa certeza. O diabo procura minar nossas forças, colocando pedras de tropeço, desviando nosso foco e nos atribulando com armadilhas. Muitas vezes usando pessoas próximas a nós. Mas é precisar entender que esses não são os nossos inimigos e que nossa força vem Daquele que reina soberano sobre todos e nos deu poder de dominar sobre todas as criaturas da terra. Isso inclui satanás e seus demônios. Isso inclui os nossos inimigos. Portanto, amado(a), nada, nem ninguém poderá nos derrotar se estivermos revestidos da armadura de Deus, conforme ensinou Paulo aos Efésios 6:11-17: "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes. Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz. Tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;"
Graça e Paz!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR.” (Isaias 55:8)


Amado(a),
Não conseguimos entender a mente de Deus, os Seus caminhos certamente são mais altos, mais sábios e são os corretos. Nossa mente não pode compreender a mente do Altíssimo. Temos uma limitação grande diante da extrema inteligência de Deus e de seus atributos divinos. Sendo onisciente Ele sabe todas as coisas e sempre conhece o melhor para nossas vidas, sendo onipotente, pode todas as coisas e mesmo que nos permita vivenciar caminhos difíceis, Ele pode nos livrar com um sopro, sendo onipresente, sempre está conosco, nunca nos abandona e está pronto a segurar a nossa mão e nos por nos colo no momento certo. Sendo assim, necessitamos crer e confiar plenamente neste Deus Pai Todo Poderoso, que tudo criou e quer sempre, o melhor para todos nós.
Entenda que as suas escolhas não são muitas vezes a que Deus determinou para sua vida, e mesmo que tudo pareça certo, lá no fundo, Ele nunca nos deixa enganados (as). Como Pai Ele sempre nos diz, nós é que queremos mesmo ouvir só aquilo que está de acordo com nossas convicções e vontade. Então, amado(a), não dê desculpas para não fazer a vontade de Deus em sua vida e siga em frente para o alvo que lhe foi proposto.

Deus lhe abençoe!

“Por isso estimo todos os teus preceitos acerca de tudo, como retos, e odeio toda falsa vereda.”(Salmos 119: 128)



Amado (a), Vereda é caminho estreito, em geral sinuoso, no qual se tem que andar com redobrada atenção, pois os perigos são constantes, seja por conta dos obstáculos, seja pelos perigos de animais nocivos e de inimigos ou assaltantes, pois não se trata de uma via de circulação comum. Nos salmos 23: 3 o salmista pede “guia-me pela vereda da justiça por amor do Seu nome”. Ele está se referindo aos caminhos tortuosos os quais temos que atravessar, mas que sob os olhos do Bom Pastor estamos seguros porque Ele endireita as veredas para que atravessemos seguros. Mas observemos que no texto em epígrafe o salmista fala nos preceitos do Senhor, destacando a sua estima por tudo que é reto. A retidão da conduta endireita as veredas e nos faz andar em chão firme. Sabemos que há falsas veredas e nelas não devemos andar e, como o salmista, devemos odiar esses falsos caminhos. São atalhos que nos parecem bons, que se apresentam seguros, mas se mostram perigosos desvios que nos levam à morte, ao desespero e à tristeza.
Amado(a), examine suas veredas e verifique se elas estão de acordo com a palavra de Deus. Se estão alicerçadas nos preceitos do Senhor e se houver algum desvio, algum atalho, fuja dele, ainda que tenha que suportar uma caminhada mais longa. Ao final verá que a estrada segura é aquela que conduz a Cristo. Todas as outras levam a armadilhas que nos conduzem á perdição.
Mas não de esqueça do que disse Jesus que estreito é o caminho, e que poucos acertarão por ele. Graça e Paz!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009



“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” (Romanos 5:3-5)


Amado(a),

Geralmente ficamos intrigados quando a palavra de Deus nos diz que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Quando estamos diante de uma situação não muito favorável às nossas vidas, perguntamos onde está a vontade de Deus tão perfeita. Mas nos esquecemos que um Pai não faz apenas o que o filho deseja, mas sim o que é necessário para o seu crescimento de forma saudável e correta.
Por isso somos advertidos a nos gloriar nas nossas tribulações porque elas produzirão frutos de vida eterna em nossas vidas. Gloriar significa estar extremamente feliz e envaidecido por ser atribulado. Difícil de aceitar e entender. Mas os valores de Deus não são os nossos valores. Ele deseja que sejamos pacientes e que tenhamos experiência nas coisas relativas ao reino de Deus.
Essa paciência gera expectativa de sermos consolados por este sentimento de espera e finalmente, firmeza em nossas atitudes. Não devemos ser confusos, para que nossa vida esteja em ordem, sem perturbação e tumulto, e estejamos firmes sobre a Rocha, guardados pelo Espírito de Deus que nos auxilia e consola em todo o tempo e intercede por nós com gemidos inexprimíveis diante do Pai.
Então veremos como o amor de Deus nos preenche e invade nossas vidas, levando para longe todo o medo, e trazendo para nossas vidas, a segurança, a confiança e a certeza da vitoria, características próprias de quem esta firme na Rocha.
Deus lhe abençoe
!

“A minha alma está de contínuo nas minhas mãos; todavia não me esqueço da tua lei.”(Salmos 119: 109)




Amado (a), o salmista neste versículo reconhece que em suas mãos está o poder de decidir entre o certo e o errado, entre o bem e o mal, entre andar nos caminhos do Senhor ou ficar entre os ímpios participando da mesa dos escarnecedores. Ele entende que pode decidir e que Deus não força entrada em sua vida, mas sabe, todavia, que há uma orientação segura para quem não quer se perder. Para quem não quer perder a sua alma: a palavra de Deus. Nela estão todas as orientações necessárias, seguras e eficazes para que vivamos em paz e em segurança. Temos a liberdade de escolher e de decidir por onde nossos pés irão, mas, como o salmista ensina, se estivermos sob a condução da palavra de Deus, se nossos olhos estiverem de contínuo voltados para a Lei do Senhor, teremos a garantia da vida eterna e de vida em abundância, ainda que passemos pelo vale das sombras da morte e que as dificuldades nos cerquem.
Nossa alma serenará e estaremos tranqüilos cientes de que nosso Deus não nos desamparará.
Graça e Paz!

domingo, 11 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.”(Isaias 55:7)


Amado(a),
Às vezes achamos que não precisamos de Deus ou então que já temos o suficiente Dele em nossas vidas. Quando isso acontece é comum que nós nos afastemos do Senhor sem perceber e comecemos a praticar atos que não estão de acordo com a palavra de Deus. Você pode ser um cristão há muitos anos, ir a Igreja e pensar: “Isso não acontece comigo, estou sempre na Igreja”. Mas quero lhe dizer amado (a) que isso não é suficiente. O afastar de Deus pode acontecer inclusive freqüentando a Igreja quando você fala de seu irmão, quando não perdoa, quando não respeita seus líderes e os critica, quando se sente menosprezado por todo mundo e na verdade é você quem tem se isolado e não quer mudar no que precisa. Isso pode acontecer sim, com os que estão dentro da Igreja. Então os caminhos não são agradáveis a Deus, os pensamentos não são pensamentos de paz e sim de mal e quem mais sai perdendo nisso tudo é você que se afasta das pessoas ao invés de aceita-las e orar por elas. Nós temos que avaliar nossas ações todos os dias e verificar o quanto elas estão próximas de Deus. Se fizermos algo que está fora da obediência ao nosso Pai e repetimos continuamente este ato achando que estamos certos, nossa consciência é cauterizada e perdemos a noção do erro. Um exemplo disso é quando falamos de alguém e dizemos “Não estou falando mal, estou apenas comentando.”
Vamos refletir no dia de hoje e verificar o quanto precisamos mudar nossas ações, deixar o caminho errado e converter-nos ao Senhor que é rico em misericórdia e está pronto a nos perdoar e nos sarar.
Deus lhe abençoe!

“Aquilo que o perverso teme sobrevirá a ele, mas o desejo dos justos será concedido.”(Provérbios 10: 24)



Amado (a), nada mais certo nesta vida do que a lei da colheita. Aquilo que semeamos, certamente, colheremos. Assim como o que plantamos em terra fértil cedo germinará, também aquilo que plantamos em nossas mentes será germinado. Por isso, amado(a), é preciso ter cuidado com nossos desejos e nossos temores, pois eles se materializarão. O salmista afirma que tanto o justo quanto o perverso terão concedidos aquilo que está em seu pensamento.
Deus conhece o nosso coração. Antes de termos uma forma, ele já nos conhecia, afirma o Salmo 139. Ele conhece os nossos desejos mais secretos. Portanto, cuidemos desses desejos como quem cuida de uma fonte preciosa. Dele jorrarão água pura ou contaminada. Cabe a nós escolhermos, pois o Senhor cumpre a Sua palavra.
Mas quando a sua resposta é um ‘espere’ ou um ‘não’ como ele disse a Paulo, podemos ter a plena confiança de que o melhor está por vir. E o melhor que podemos ter de Deus é a sua graça.

Graça e Paz!

sábado, 10 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.”(Isaias 55:6)


Amado(a),
Quando buscamos algo, ficamos a procura até que encontremos. Para muitos é comum conhecer a Deus e achar que isso já foi o suficiente. A verdade é que devemos buscá-Lo em todas as situações, sempre e jamais devemos deixar de procurá-Lo em nossas vidas. Devemos buscá-Lo na fartura e na dificuldade, em tempos de luta e em tempos de paz, nos momentos bons e maus. Devemos buscá-Lo sempre, quando acordamos, quando nos deitamos, quando estamos trabalhando ou de férias em algum lugar. Sempre que tivermos uma decisão para tomar, um problema para compartilhar e principalmente quando tivermos algo para agradecer devemos procurar o nosso Deus. Ele deve ser o primeiro a ser lembrado em qualquer momento pelo qual passemos. Isso deve ser feito enquanto Ele puder ser achado. Clamar o seu nome, invocá-Lo, gritar por auxilio ou pela sua presença precisa ser feito agora, enquanto Ele está perto. Olhe agora o que precisa mudar em sua vida e o quanto mais você precisa estar perto de Deus. E não se engane, sempre podemos fazer mais para nos achegar a Ele.
Deus lhe abençoe!

“Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.”(Salmos 119: 105)




Amado (a), o salmo 119, em toda a sua extensão, reverencia a Palavra de Deus. Do início ao fim, o salmista enaltece as sagradas escrituras e deixa clara a importância de darmos o devido valor e apreço à voz do Senhor expressa no Livro Sagrado. No versículo em epígrafe, a Palavra de Deus é comparada a uma lâmpada. Essa metáfora serve para nos mostrar o quão importante é para nós a leitura e a obediência ao que está registrado na Bíblia. A lâmpada serve para iluminar e clarear a escuridão. Por isso, a Bíblia é comparada com uma lâmpada, porque os seus ensinamentos mostram o caminho do bem.
Isso significa que as verdades escritas são recados de Deus que nos ajudam a viver bem com nossa família, colegas, vizinhos, e amigos.
Sem a palavra como lâmpada, nossos passos se descontrolam, ainda que aparentemente pareçamos ter tudo. Falta-nos o farol a nos guiar, falta-nos o rumo, pois no escuro nada podemos enxergar. O mundo apresenta-nos uma falsa luz, que em vez de nos orientar cega-nos e nos desorienta. Eis porque o salmista usa 176 versículos para exaltar a palavra de Deus.

Graça e Paz!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a.” (I Pedro 3:9)


Amado(a),
Conselho sensato, correto e que traz grandes bênçãos a quem o segue. Fique longe do que não é bom, das mentiras, das falcatruas, das facilidades ofertadas pelo mundo e das sugestões ou conselhos errados. Não adianta seguir o caminho mais curto se ele não for o certo. O final dessa escolha certamente acabará mal. Busque a paz, procure ser pacificador e no que depender de você a tenha com todos. Siga o caminho que leva a paz. Não fale mal, não faça fofocas, não jogue as pessoas umas contras as outras demonstrando aos outros suas insatisfações em relação a alguém, não provoque rebelião contra lideranças (toda a autoridade é instituída por Deus), não provoque polêmicas, afaste-se de falatórios inúteis. Sempre avalie o que se apresenta a sua frente e procure verificar onde tal situação se encaixa, então, escolha o caminho certo fazendo o bem e seguindo a paz.
Deus lhe abençoe!

“A minha língua falará da tua palavra, pois todos os teus mandamentos são justiça.”(Salmos 119: 172)



Amado (a), o salmista está nos alertando sobre algo bastante relevante na vida cristã, também expresso por Jesus no relato de Marcos 16:15 “15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Portanto, em atenção a essa exortação a nossa língua deve se abster de assuntos maledicentes, de se ocupar de fofocas e de frivolidades. Contudo, deve se movimentar sempre que possível para proferir a palavra de Deus. Assim como o salmista devemos reconhecer que na palavra do Senhor há justiça e verdade e nada pode nos afastar desse fundamento. O Senhor é fiel e justo e jamais perdemos em render-Lhe as devidas honras, em confessar diante do mundo a Sua soberania em nossas vidas. Sabendo que só o Senhor é Deus e só Ele é justo e misericordioso, não podemos nos calar diante dos irmãos e dos ímpios. Essa deve ser a conduta do cristão.
Graça e Paz!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Portanto, guardai diligentemente as vossas almas, para amardes ao SENHOR vosso Deus.” (Josué 23:11)


Amado(a),
Nossas almas devem ser guardadas com zelo, cuidado e de forma diligente como quem guarda algo para não se estragar. Nossas emoções são refletidas pela nossa alma: o que sentimos, o conteúdo de nosso coração e que afeta diretamente nosso coração. Do coração procede a fonte da vida, do que ele estiver cheio assim se encherão nossas palavras. Aquilo que preencher os espaços do nosso coração será o que terá em nossas vidas o primeiro lugar. Deus nos alerta para guardamos com muito esmero as nossas almas para que possamos amar ao Senhor nosso Deus. Assim teremos nossas emoções preenchidas da presença de Jesus, nossas palavras falarão das coisas do Reino de Deus, nossas ações serão reflexo da nossa comunhão com Deus e nossa vida será guiada pela vontade do Pai. Temos sido privilegiados em ouvir de Deus constantemente, temos liberdade para decidir se vamos escolher a bênção ou a maldição, então usemos nossa liberdade com prudência e vivamos de forma correta, sendo testemunho vivo do Pai e não pedra de tropeço para aqueles que nos cercam.

Deus lhe abençoe!

“Desgarrei-me como a ovelha perdida; busca o teu servo, pois não me esqueci dos teus mandamentos.”(Salmos 119: 176)



Amado (a), quantas vezes nos desviamos da palavra de Deus e seguimos como ovelhas desgarradas do rebanho. Nesses momentos podemos sentir claramente nossa necessidade do Pastor. Às vezes nos sentimos tão auto suficientes e pensamos que podemos caminhar sozinhos e é exatamente nessa hora em que nos perdemos. Damos ouvidos às vozes daqueles que não partilham de nossa fé e de nossos princípios e pretensiosamente acreditamos que teremos o controle da situação. Que engano! Esse é o desejo do inimigo de nossas almas, que sempre se aproveita de nossas brechas criadas pela desobediência e pelo orgulho que teimamos em mostrar, quando somos admoestados a voltar ao rebanho. Somos tolos quando acreditamos em nossas forças e nos afastamos do convívio daqueles que nos ajudam a nos manter firmes na presença do Senhor. Mas àqueles que não se esquecem dos mandamentos, o Senhor busca e sustém. Não há quem possa afirmar que, estando firme na presença de Deus, tenha se decepcionado. O Senhor honra a fé e a obediência de Seus filhos. Amado(a) você pode afirmar que faz parte desse grupo? Se não, lembre-se: o Senhor busca a ovelha desgarrada “Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove, e não vai após a perdida até que venha a achá-la?” registra Lucas 15: 4, quando Jesus questionou os fariseus e os escribas. E ainda hoje Ele questiona a nós. Se estamos desgarrados, voltemos ao rebanho, pois Jesus é o bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas e ao lado dele estaremos seguros.

Graça e Paz!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009



“Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” (Romanos 10:13).”

Amado (a),

Esta é uma afirmação forte: TODO AQUELE QUE INVOCAR O NOME DO SENHOR SERÁ SALVO. Não é para alguns, não é para poucos, não tem imposições, a palavra diz somente que TODO que invocar o nome de nosso Senhor será salvo. Salvo da morte, salvo do inferno, salvo de qualquer problema que surgir. A primeira grande promessa é morar no céu com nosso Deus. Mas podemos invocar em qualquer situação e Ele está pronto para nos ajudar e nos salvar do perigo e das coisas ruins. Temos uma grande bênção em nossa vida: o favor de nosso Deus que se fez nosso Pai e cuida de nós com todo o amor e atenção.
Deus lhe abençoe!

“Fica por fiador do teu servo para o bem; não deixes que os soberbos me oprimam.”(Salmos 119: 122)








Amado (a),

Como cristãos vivemos paradoxalmente em dois mundos ao mesmo tempo. Por isso nossa carne milita contra o Espírito e o Espírito milita contra a carne, porque são opostos entre si, conforme mostra o apóstolo Paulo em Gálatas 5:16. O tempo todo estamos sujeitos a escolhas entre um ou outro lado dessa luta. Mas sabemos que a vitória contra este inimigo, o pecado que habita em nós, não vem sem luta e que ela só é ganha graças a Deus que nos deu a vitória em Cristo.
É na carne, assim como Jesus, quando se fez homem entre nós, que enfrentamos esse mundo. Mas é pelo Espírito que mortificamos o pecado e nos tornamos participantes do Corpo de Cristo. É preciso, pois, que saibamos que toda a luta nos mantém preparados para a redenção, mas que a vitória já é nossa pela graça. Cristo Jesus foi nosso fiador e resgatou nossas dívidas. Fiador é aquele que nos protege e paga o preço daquilo que não conseguimos pagar. Não há mais o que temer das ameaças do inimigo. A promissória já foi resgatada. Jesus já pagou o preço. Ele é nosso advogado e nosso único credor. Só a Ele devemos prestar contas. Se estamos sendo afligidos por ameaças dos soberbos que se interpõem como emissários de satanás para nos roubar a paz, o sustento, é por absoluta falta de conhecimento acerca da Palavra. Lembremos o que nos ensinou Paulo em carta aos Romanos 8:12-17: “Portanto, irmãos, somos devedores, não à carne para vivermos segundo a carne; porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai! O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus; e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados”.
Graça e Paz!