Traduza este blog

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé




“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (João 3:7)

Amado(a),
Nós humanos temos mania de julgar as pessoas e determinar qual o castigo e que tipo de condenação o indivíduo merece. Gostamos de dizer o que deve ser feito com aqueles que erram, instituímos regras e conceitos onde geralmente a misericórdia não está presente. Mesmo quando somos cristãos Há muito tempo, ainda assim tentamos, dentro de nossa forma de pensar, estabelecer o julgamento para as pessoas. E negamos que fazemos isso. Negamos o fato de que julgamos sempre em algum momento de nossas vidas. No entanto, Deus não desejou condenação para ninguém. Ofereceu seu Filho unigênito para derramar seu sangue pelas nossas vidas e nos salvar de nós mesmos e de nossas falhas. O amor de Deus e o de seu próprio filho que aceitou passar por toda dor em nome da misericórdia nos ensinam que é necessário não julgar e nem condenar ninguém. Se nosso Deus não desejou isso, quem somos nós para fazê-lo. Então prossigamos em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Você se julgaria e condenaria a si próprio?
Deus lhe abençoe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!