Traduza este blog

terça-feira, 19 de junho de 2018

Mas vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão, e disse-lhe: Levanta-te, faze-nos deuses, que vão adiante de nós; porque quanto a este Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe sucedeu. Êxodo 32:1




A Bíblia reiteradas vezes nos diz não só para fugirmos da idolatria explícita como também de tudo aquilo que substitua Deus em nossas vidas. Assim como Arão que se deixou contaminar pela experiência idólatra vivida no Egito, muitos ainda hoje depois de conhecerem a Palavra de Deus ainda se voltam para a adoração de falsos deuses feitos por mãos humanas porque não conseguem entender a simplicidade da mensagem do Senhor que é muito clara quando diz para não fazermos nem nos prostrarmos diante de imagens, tampouco colocarmos a nossa confiança em qualquer coisa ou criatura que não o Senhor dos Exércitos

Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; Deuteronômio 5:8
Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura. Isaías 42:8


segunda-feira, 18 de junho de 2018

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, que são chamados segundo o seu propósito. Romanos 8:28





Quando o apóstolo Paulo usa a palavra “todas”, ele não exclui as adversidades que enfrentamos, e não afirma que apenas as coisas boas nos fazem bem. Mas nos dá a entender que o mal, ou as circunstâncias adversas também nos levam ao bem que vem de Deus. Paulo podia afirmar isso com convicção, porque de perseguidor de Cristo passou a ser Seu seguidor e entendeu plenamente as circunstâncias que transformaram sua vida. Ele que viveu de forma intensa o amor de Deus e, por ter abraçado a verdade, foi alvo de incompreensões e perseguições aprendeu a ver a ação do Senhor nos mais inesperados momentos. Assim como Paulo, precisamos pedir a Deus que nos ajude a dar graças não somente nas vitórias, mas também em meio aos problemas, pois às vezes eles são usadas para forjarem em nós um caráter firme e para nos preparar para a bênção que Deus tem nos preparado. Precisamos pedir discernimento para enxergarmos na tribulação do dia a dia aonde o Senhor quer nos levar, lembrando-nos de que as tribulações do dia a dia são instrumentos de Deus para nos aperfeiçoar, pois o Senhor faz com que tudo o que acontece na vida daqueles que amam a Deus tem o propósito supremo e soberano de nos conduzir para algo melhor conforme nos diz Paulo em Romanos 8:37

“Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.“

domingo, 17 de junho de 2018

E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam. Isaías 58:11




O profeta Isaías nos lembra de que a presença de Deus é uma promessa para aqueles que ouvem a Sua voz. Ele suprirá as nossas necessidades e nos dará saúde e vida plena, com unção e sabedoria para que sejamos Seus testemunhas e para que possamos levar a Palavra da Verdade e a Luz que vem do alto para aqueles que se encontram nas trevas. Deus é fiel e Suas promessas alcançam aqueles que servem ao Senhor e não se desviam de Seus mandamentos. O apóstolo Paulo nos garante em Filipenses 4:19

O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.


sábado, 16 de junho de 2018

O objetivo desta instrução é o amor que procede de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé não fingida. 1 Timóteo 1: 5



O apóstolo nos ensina com essa mensagem a desejarmos ter um coração puro estabelecido nas bases de um amor que produza em nós também uma fé genuína. É essa fé que nos impulsiona a uma vida de santidade que nos dá esperança e tranquilidade de consciência. A paz que vem do Senhor nos faz amar sem interesse. Ela nos permite viver uma vida abundante sem temer as adversidades, as crises ou as provações, porque sabemos que somos salvos e que Deus está no controle de tudo. Nosso agir deve espelhar a nossa fé e essa certamente demonstra as nossas motivações. Aquele que tem a certeza da salvação não teme a morte. Quando conhecemos verdadeiramente a Deus, sabemos que Ele guiará nossos passos e escolhas com sabedoria em um amor genuíno, fruto de um coração puro, uma consciência tranquila e uma fé não fingida.

Com ele está a sabedoria e a força; conselho e entendimento tem. Jó 12:13

sexta-feira, 15 de junho de 2018

A sabedoria construiu sua casa; ergueu suas sete colunas. Provérbios 9: 1



A Palavra de Deus nos ensina que a base da sociedade é a família e é nessa base que o Senhor estabelece as colunas de Seu Reino. A família é, por isso mesmo, o maior alvo do inimigo. Ao desestabilizar a base, arruinando o alicerce, satanás espera destruir a humanidade. Por essa razão temos observado tantas manobras malignas, muitas delas disfarçadas de preocupações sociais, investindo contra a estrutura familiar a fim de destruir essa instituição que foi estabelecida por Deus. Por essa razão vemos tantos lares desfeitos, tantas pessoas perdidas sem um rumo porque as colunas de sustentação de seus lares foram abaladas. Mas o Senhor nos exorta a edificarmos nossa família na Rocha. O projeto de Deus para as nossas famílias é que elas tenham a resistência, a firmeza, a estabilidade, e a durabilidade da rocha. E para isso precisamos firmá-la em Cristo. Precisamos colocar Jesus no centro das nossas decisões e como a base de nossa família, como Ele nos ensina em Mateus 7:25.

E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.



quinta-feira, 14 de junho de 2018

Deleita-te também no Senhor, e ele concederá o que deseja o teu coração. Salmos 37: 4


O salmista nos ensina a colocar o Senhor como centro de todas as nossas ações, e a Palavra de Deus como nossa bússola diária. Lâmpada e luz para nossos pés. Quando fazemos isso encontramos a chave da prosperidade em todas as áreas de nossas vidas. Mas antes precisamos entender que ser próspero é muito mais do que ter bens, riquezas, sucesso ou poder. Há pessoas que têm tudo isso e são carentes, infelizes e insatisfeitas. Mas quando entregamos nosso caminho ao Senhor e Nele confiamos os caminhos são retos e seguros. O pouco se multiplica e nos sentimos completos. Em Deus e só com Ele podemos ter uma vida plena independente do poder aquisitivo. Se o Senhor se agrada de nós nada nos falta, pois podemos descansar nas suas promessas.

 Lembrai-vos da palavra que vos mandou Moisés, o servo do Senhor, dizendo: O Senhor vosso Deus vos dá descanso, e vos dá esta terra. Josué 1:13

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. 1 João 4:8



O apóstolo João nos diz no texto em epígrafe que a essência de Deus é o amor, portanto, quem que não ama não conhece a Deus. O Senhor nos deu a Sua Palavra para pudéssemos conhecê-Lo, pois Ele se revela nas Escrituras. Mas a letra é morta se não for vivificada pelo Espírito e no Espírito há amor. O apóstolo Paulo nos diz que ainda que tivéssemos total conhecimento intelectual da Bíblia não conheceríamos a Deus se esse conhecimento não for acompanhado pelo amor. Por isso afirma em 1 Coríntios 13:1-3

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”

terça-feira, 12 de junho de 2018

Respondeu Jesus: " ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Mateus 22:37



Na data de hoje as pessoas celebram o amor, no entanto, o fazem segundo as conveniências sociais ou ditadas pelo mercado. Mas Jesus, amor ágape, refere-se a um amor que está muito além de palavras ou sentimentos. Amar a Deus significa fazer a Sua vontade e não a da carne, significa obedecer a Sua palavra e agir conforme os Seus mandamentos e isso implica conhece-Lo e adorá-Lo em espírito e em verdade. Jesus nos disse que aquele que tem os seus mandamentos e os guarda esse é o que o ama.

E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. 1 João 4:16


segunda-feira, 11 de junho de 2018

Contudo, Senhor, tu és o nosso Pai. Nós somos o barro; tu és o oleiro. Todos nós somos obra das tuas mãos. Isaías 64:8



O profeta Isaías nos recorda de que somos criatura de Deus e por Ele fomos escolhidos apesar de nossas falhas e fraquezas. Deus é como o oleiro que molda o barro até que esteja pronto para ser usado. Nas mãos do Senhor podemos ser transformados, a despeito de nossas falhas, porque Ele quer moldar nosso caráter para nos aproximarmos da estatura de Cristo. Precisamos passar pelas mãos do Oleiro para que a nossa vida seja restaurada e o nosso caráter seja transformado conforme a imagem e semelhança de Deus. Assim nos diz o profeta Jeremias 18:6

Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.


domingo, 10 de junho de 2018

Pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele. Filipenses 2: 13




O apóstolo Paulo nos diz que não devemos ficar ansiosos por algo que esperamos, mas nos ensina que devemos colocar nossos planos na direção de Deus certos de que Ele está agindo na nossa vida, mesmo que não estejamos vendo ou percebendo esse agir. Deus conhece nosso coração e nossas necessidades. Nossa tarefa é fazer o que Paulo escreveu aos filipenses.  Levar nossos pedidos a Deus, com liberdade e coração grato, confiando que Ele nos dará no tempo certo, com a consciência de que Deus sabe qual é o melhor momento de nos entregar as bênçãos que nos dispensou. Deus está no controle de tudo e, a despeito de nossa visão limitada, Ele que tem um proposito eterno irá nos abençoar não do nosso jeito, mas quando e como Deus mandar. Ele que enxerga nosso futuro nos conduz à vitória transformando as circunstâncias e revertendo a maldição em benção. Nosso papel é confiar e esperar que os planos de Deus se concretizem em nossa vida. Lembremos o que nos disse o profeta Jeremias 29:11 

Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.




sábado, 9 de junho de 2018

Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Timóteo 1:15



A Bíblia nos mostra que todos somos pecadores e carecemos da graça salvadora de Deus manifestada em Jesus na Cruz do calvário. Timóteo, fiel discípulo de Paulo, seguidor do Senhor Jesus nos convida a refletir sobre como deve ser a nossa conduta pessoal em relação a vivermos como verdadeiros cristãos, herdeiros da Promessa, feitos filhos pelo sacrifício de Jesus. Precisamos abandonar a rebeldia e nosso instinto natural de rebelião que caracteriza o velho homem, mas incompatível com nosso novo nascimento em Cristo. Precisamos assumir que somos salvos e agir como tal. Precisamos abandonar a bandeira do pecado e empunhar a bandeira do Senhor Jesus e desfraldar a mensagem da salvação pelas nossas atitudes, mostrando às pessoas quem é o Deus a quem servimos. Precisamos nos lembrar de que só temos uma oportunidade em uma vida efêmera, como nos diz o autor de Hebreus 9:27-28

E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Mas eu confio em ti, ó Senhor; e digo: Tu és o meu Deus. Os meus dias estão nas tuas mãos; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos que me perseguem. Salmos 31: 14-15




Em tempos de instabilidade social, financeira e em momentos em que a corrupção toma o espaço da confiança nos nossos líderes e representantes, ficamos inseguros em relação ao que fazer no presente e também ao que esperar para o futuro. Mas quando depositamos integralmente nossa confiança em Deus, Naquele que tudo pode e que tudo sabe, podemos descansar e vislumbrar dias melhores, sabendo que dias melhores virão, ainda que em meio a tempestades e turbulências. Quando estamos com o Senhor e seguimos os Seus Estatutos, Ele cuida de nós, mas

Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Salmos 127:1

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Então, aproximou-se, enfaixou-lhe as feridas, derramando nelas vinho e óleo. Em seguida, colocou-o sobre seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e cuidou dele. Lucas 10: 34




Compaixão é um sentimento próprio dos seres humanos e que se caracteriza pela piedade e empatia em relação à dor alheia. Aquele que tem compaixão mantém acesa em seu coração a chama do desejo de ajudar o próximo a superar os seus problemas, consolando e dando suporte emocional. Jesus nos ensinou isso em todas as Suas atitudes. Ele nos ensinou, sobretudo, a acolher os que precisam, os órfãos, as viúvas e aqueles que sofrem, principalmente os menos favorecidos. Mas precisamos refletir também que há pessoas que têm condições materiais que passam por lutas e estão carentes de ajuda emocional e espiritual. Uma pessoa que tem compaixão consegue enxergar a dor alheia e compreender o seu estado emocional predispondo-se a ajudar. Em tempos em que cada um procura os seus próprios interesses e se isola em seus próprios problemas a parábola contada por Jesus nos leva a refletir sobre qual tem sido a nossa atitude diante das necessidades das pessoas.

Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem; pois ele sabe do que somos formados; lembra-se de que somos pó. Salmos 103:13-14

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha. Mateus 7: 24-25



Uma casa firmada na rocha não se abala. Assim é com a família que tem seu alicerce na Rocha que é Cristo Essa é a grande lição do Senhor Jesus registrada em Mateus. Aquele ouve e põe em prática a Palavra de Deus e, sobretudo, edifica a sua família nos fundamentos desta Palavra não se abalará em meio às tempestades que por certo sobrevêm a todos indistintamente. Permanecer firmes e inabaláveis pode nos parecer impossível quando passamos por lutas se provações, principalmente quando nos sentimos desprotegidos e julgamos que Deus não ouve nosso clamor. Mas o Senhor nos ensina a confiar e a esperar Nele não importa como as coisas estejam em nossa casa, Deus tem poder para transformar maldição em benção., e nos diz por intermédio do profeta Isaías 55:8-11

“Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor. Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos. Assim como a chuva e a neve descem dos céus e não voltam para ele sem regarem a terra e fazerem-na brotar e florescer, para ela produzir semente para o semeador e pão para o que come, assim também ocorre com a palavra que sai da minha boca: Ela não voltará para mim vazia, mas fará o que desejo e atingirá o propósito para o qual a enviei.”

terça-feira, 5 de junho de 2018

Sinto-me muito fraco e totalmente esmagado; meu coração geme de angústia. Salmos 38: 8




No mundo em que vivemos muitas são as ofertas de felicidade instantânea, quer seja com a aquisição de produtos, de participação em eventos ou fórmulas magicas para nos fazer felizes. Contudo, o que vemos é que estamos cada vez mais cercados por muitas pessoas, poucas, somos a cada dia mais populares, no entanto poucas se importam realmente conosco. O índice de suicídios entre os jovens tem crescido assustadoramente. Faltam valores a uma sociedade que tem patrocinado o hedonismo. Além disso, a corrupção dos costumes e as notícias que nos assolam contribuem para nos desanimar. Mas se buscarmos refúgio na Palavra de Deus encontraremos refrigério para nossa alma. Precisamos nos lembrar de que Jesus prometeu para nós vida em abundância e o apóstolo Paulo disse que em Cristo somos mais do que vencedores. Se temos Cristo, mesmo em face dos piores momentos, podemos enfrentar as lutas. Façamos  como o profeta Jeremias escreveu em Lamentações 3:21-26:

“Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele. Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.”

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Foi assim que demos meia volta e partimos novamente para o deserto pelo caminho do mar Vermelho, exatamente como o Senhor me ordenara. E durante muitos anos andamos em redor dos montes de Seir. Deuteronômio 2: 1



Moisés narra a saga dos israelitas no deserto, depois de escapar da perseguição do exército de faraó e de anos de escravidão. Livres e com a perspectiva de encontrar a terra prometida após uma travessia no deserto que deveria ter durado apenas alguns dias, o povo não fez o que era agradável a Deus e por causa da incredulidade vagou por 40 anos no deserto onde muitos morreram sem conhecer a terra prometida por Deus que jorrava leite e mel. Isso aconteceu porque duvidaram, reclamaram com saudades dos alhos e das cebolas do Egito e pela falta de água, apesar de vivenciarem o milagre do maná e da água brotando da pedra. Em vez de adorarem o único Deus que os tirou das mãos de faraó, os israelitas criaram ídolos e murmuravam dizendo ser impossível conquistar a terra. O povo obstinado e desobediente pagou um alto preço por ter irritado a Deus. Todos viram o Mar Vermelho se abrindo, o maná caindo do céu caindo, e muitos outros milagres, mas mesmo assim não acreditaram no Deus vivo. Infelizmente, isso ainda acontece nos dias de hoje. Mesmo vendo o livramento e o agir de Deus em suas vidas, muitos se sentem independentes para agir e comandar seus caminhos contrariando os princípios do Senhor. A onda é ser feliz e fazer o que lhes dá prazer, não importando se contrariam a Palavra de Deus. Assim, o povo continua marchando em círculos sem a perspectiva de entrarem na terra prometida. Mas o Senhor hoje faz a mesma pergunta que fez a Moisés em Números 14:11

“Até quando este povo me tratará com pouco caso? Até quando se recusará a crer em mim, apesar de todos os sinais que realizei entre eles?” (Números 14:11-12).

domingo, 3 de junho de 2018

Moisés estendeu a mão sobre o mar, e Deus, o Senhor, com um vento leste muito forte, fez com que o mar recuasse. O vento soprou a noite inteira e fez o mar virar terra seca. As águas foram divididas. Êxodo 14: 21




A Palavra de Deus nos dá inúmeros exemplos para não perdermos a fé e a esperança de que dias melhores virão, mesmo quando atravessamos os piores momentos. Ainda que diante de nós esteja um mar e em nosso encalço um exército inimigo poderoso e numeroso, podemos confiar no mesmo Deus que esteve à frente de Moisés a guiar Seu povo. O mesmo Deus que abriu as aguas fazendo passar a seco os Seu povo e destruiu toda a força de faraó. Ler a Bíblia com o coração pronto a receber sua mensagem nos ajuda a compreender os momentos de provação que vivemos e assim entendemos que, quando enfrentamos uma situação aparentemente impossível de ser resolvida, assim como Moisés, temos que nos lembrar que servimos a um Deus de milagres e que pelo sacrifício de Seu único Filho nos trouxe a certeza da vitória sobre o inimigo.

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. João 16:33

sábado, 2 de junho de 2018

Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Mateus 6: 10



O Senhor Jesus nos ensina que não importa qual área da nossa vida esteja nos preocupando, devemos entregar nas mãos de Deus e deixar que Ele opere, segundo a Sua vontade, pois os pensamentos de Deus não são como os nossos. O Senhor conhece todas as coisas. Sendo Ele onisciente, onipresente e onipotente saberá o que fazer, quando e como fazer, enquanto nós só podemos esperar e confiar. Esperar em Deus é agir com fé e ter a convicção de que Ele fará o melhor, ainda que seja aquilo que não desejamos. Se buscarmos em primeiro lugar as coisas do Senhor, certamente Ele aquietará nosso coração.

Confia ao Senhor as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos. Provérbios 16:3


sexta-feira, 1 de junho de 2018

Mas eu confio em ti, ó Senhor; e digo: Tu és o meu Deus. Os meus dias estão nas tuas mãos; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos que me perseguem. Salmos 31: 14-15



A palavra confiar vem de fiar (tecer) e com (alguém) e quer dizer tecer com alguém. Confiar é atribuir autoridade e liberdade de ação a outra pessoa. Confiar em Deus é depositar Nele a nossa esperança, dando a Ele o controle de nossa vida, certos de que, diferentemente das pessoas falíveis, Deus é onisciente, onipresente e onipotente. Se muitas vezes nos parece que Deus não responde as nossas orações, é porque Ele tem um propósito: Ele quer nos ensinar a confiar Nele, a FIAR com Ele, a não agirmos com independência do Criador. Para que possamos tecer, ou fazer algo com alguém é necessário antes de tudo depender de outra pessoa, com humildade, comunhão e perseverança.

Confia ao Senhor as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos. Provérbios 16:3

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Elevo os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra. Salmos 121: 1-2



Davi, nesses salmos nós dá uma grande lição de como devemos agir quando estamos enfrentando dificuldades, quando nos vemos cercados por inimigos e nos sentimos impotentes diante da situação que nos apresenta. Davi sabia a quem clamar e em quem colocar sua confiança. Estamos todos sujeitos a momentos de luta, independentemente de nossa condição social. O rei Davi nos mostra que nenhum poder, posição ou riqueza nos garantem a segurança em nossa casa, nas ruas, no trabalho. Ele nos leva a refletir sobre a importância de clamarmos a Deus, em todas as circunstâncias. Deus pode mudar as circunstâncias a nosso favor. Dele vem o socorro, ainda que não vislumbremos a solução. Só Ele pode nos abençoar e nos fazer prevalecer sobre os inimigos.

“muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas” (Salmos 34:19).


quarta-feira, 30 de maio de 2018

Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve. Malaquias 3: 18



A Bíblia nos diz que precisamos fazer diferença nesse mundo. A partir do momento em que aceitou a Cristo como nosso Senhor e suficiente Salvador, fomos justificados diante de Deus e aos Seus olhos somos considerados justos. Por essa razão, Ele já liberou promessas para nós. Contudo, é fundamental que nossas atitudes e palavras revelem nossa filiação. Quem é justo obedece a Deus e permite que Jesus governe a sua vida, e, em vista disso, suas atitudes em relação ao pecado mostram a sua fidelidade a Deus. Assim, devemos atender à exortação do apóstolo Paulo quando nos ensina a fugir de tudo o que nos aproxima do mundo e nos afasta de Deus.

Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te (2Timóteo 3:5).

terça-feira, 29 de maio de 2018

Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo. 2 Pedro 2:19



A Bíblia como a história da humanidade nos ensinam que onde está o homem haverá sempre a possibilidade de corrupção. Isso ocorre com desde o Éden! Eva, com todo privilégio e regalia que desfrutava no Paraíso, foi corrompida pelo desejo de ter o que não lhe foi facultado pelo Criador e, movida pela desobediência, convenceu Adão que, assim como muitos hoje, não foi capaz de dizer não e tampouco de assumir sua escolha errada. Preferiu por a culpa na companheira e, por extensão, no Criador: “Foi a mulher que tu me deste...”Caim se deixou corromper por um prato de lentilha! Jacó foi corrompido pela assessoria da própria mãe. Sansão se deixou corromper pela beleza de Dalila. Salomão, com toda riqueza e sabedoria, pelas diversas mulheres estrangeiras que teve... Homens naturais são passíveis de corrupção, independente da classe social, do poder econômico ou da religião. O que nos livra da corrupção é a busca cotidiana pela santificação apoiados na Palavra de Deus, convictos de Sua proteção, tal qual o salmista.

Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção. Salmos 16:10

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Por acaso não é verdade que cinco passarinhos são vendidos por algumas moedinhas? No entanto Deus não esquece nenhum deles. Até os fios dos cabelos de vocês estão todos contados. Não tenham medo, pois vocês valem mais do que muitos passarinhos! Lucas 12: 6-7



Jesus continua nos assegurando que Deus tem cuidado de nós e que se preocupa conosco. Ele nos diz que o Criador tem cuidado especialmente de cada criatura, e nos mostra que de toda a criação somos a parte mais preciosa. Se, para Deus, até os passarinhos que, nos tempos de Jesus como hoje, praticamente não têm valor, entanto merecem cuidado, quanto mais o homem feito à semelhança de Deus. Mesmo quando nos sentimos ameaçados, desprezados ou injustiçados, podemos ter a certeza de que, para Deus, temos um valor incalculável e se para nos salvar Ele pagou um alto preço certamente não nos deixará. Por isso lembremo-nos do que nos diz o salmista

O Senhor está comigo; não temerei o que me pode fazer o homem. Salmos 118:6


domingo, 27 de maio de 2018

Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. Jonas 1:2



Temos no profeta Jonas um grande exemplo de desobediência revelado pela Bíblia. Em vez de atender de imediato à ordem de Deus e fazer aquilo pelo qual foi designado, Jonas preferiu agir conforme seu próprio entendimento e seguiu o caminho contrário. O resultado conhecemos: Jonas enfrentou uma tempestade e um naufrágio e foi engolido por um grande peixe e teve que aprender uma lição com o milagroso resgate. Jonas teve a oportunidade de fazer o certo desde a primeira vez em que foi chamado para ir à Nínive, assim como nós quando ouvimos a exortação de Deus. Assim como fez a Jonas, se preferirmos não atender e escolhermos outro caminho, possivelmente, Deus nos dará outra oportunidade, mas, certamente, colheremos as consequências de nossas escolhas. Se não aprendermos com os erros dos outros, teremos que aprender com nossos erros e, se ainda assim nos recusamos a aprender, infelizmente, não teremos como ouvir do Senhor o que Ele disse em Lucas 23:43

E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.


sábado, 26 de maio de 2018

Porque os servos do rei da Síria lhe disseram: Seus deuses são deuses dos montes, por isso foram mais fortes do que nós; mas pelejemos com eles em campo raso, e por certo veremos, se não somos mais fortes do que eles! I Reis 20: 23





A Bíblia nos revela que o Senhor se faz presente nas nossas vidas mesmo quando enfrentamos as piores crises, quando atravessamos desertos e vales e nos mostra que Deus não é um expetador passivo, mas Ele tem visto nossas lutas para agir no momento certo e nos dar a vitória sobre tudo o que tem nos afligido. A promessa do Senhor é a de que não nos deixaria e, não importam as circunstancias, Deus não é homem para mentir, tampouco se esquece de Suas promessas. Se hoje estamos vivendo momentos difíceis em um país onde vigora a corrupção, o desgoverno, a divisão da sociedade e o desrespeito aos princípios do Senhor, aqueles que conhecem a Palavra e a vivem precisam compreender que o mesmo Deus que livrou Israel de Faraó e alimentou o povo no deserto também dará o livramento e a provisão aos Seus
.
Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança. Salmos 33:12

sexta-feira, 25 de maio de 2018

O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei? Salmos 27: 1




O salmista sabia em quem podia confiar quando passava por situações difíceis, quando estava cercado por inimigos. Mas ainda que reconhecesse a sua fragilidade, ele tinha a plena certeza de onde poderia buscar forças e esperança. Assim nos ensina a seguir seu exemplo quando o medo vier nos paralisar. Mesmo na situação mais assustadora sabemos que podemos encontrar paz em Jesus. Quando depositamos Nele a nossa confiança Ele nos ajuda a ver a situação claramente e a tomar a decisão certa. É natural sentir medo, mas a Palavra de Deus nos mostra que não precisamos ser dominado por ele, pois a Palavra do Senhor nos dá o poder para enfrentar nossos medos e viver de forma equilibrada. Davi conhecia a Palavra e mais do que isso vivia conforme os preceitos de Deus, por isso fez coro às palavras de Moisés em Êxodo 15:2

O Senhor é a minha força, e o meu cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus, portanto lhe farei uma habitação; ele é o Deus de meu pai, por isso o exaltarei.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? Mateus 6:33



 A Palavra de Deus expressa pelo próprio Jesus e registrada em Mateus vem para nos tirar toda ansiedade, e nos levar a descansar em Suas promessas. Quando colocamos o Senhor como prioridade em nossas vidas a e entregamos a Ele nossos problemas, certamente, Deus nos apresenta soluções melhores e nos surpreende com bênçãos sequer imaginadas. Jesus nos ensina a buscar primeiramente o Reino dos Céus e nos preocupar com a Sua Obra e nos promete que se assim agirmos Ele cuidará de todas as demais coisas que necessitamos, e nos exorta em Mateus 6:25

- Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.



quarta-feira, 23 de maio de 2018

Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. Isaías 55:11




O profeta Isaías reafirma que a palavra de Deus tem o poder de transformar vidas e nos lembra que ela não voltará vazia, mas sempre cumprirá seu propósito para o qual foi liberada no tempo definido por Deus. Por essa razão devemos sempre ensiná-la aos nossos filhos e mais do que isso, devemos colocá-la em prática em todos os momentos de nossas vidas. Jesus, na parábola do semeador, comparou a semente à Palavra de Deus e a terra ao coração do homem e mostrou que, quando a semente cai em boa terra, ela produz muito, enquanto aquela que cai entre os espinhos é sufocada e morre, levando-nos a refletir sobre as atrações do mundo que sufocam a Palavra. Mas, conforme nos diz João 8:47

Quem é de Deus escuta as palavras de Deus;

terça-feira, 22 de maio de 2018

Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir; mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça. Isaías 59: 1- 2



O profeta nos diz que Deus está sempre pronto a nos perdoar se estivermos dispostos a nos arrepender e a buscar Nele a força que precisamos para nos afastar do pecado que nos rodeia de todas as formas. Nossas escolhas do dia a dia precisam ser pautadas na Palavra de Deus, que deve ser a nossa regra de fé e de condita. Se clamarmos ao Senhor e nos arrependermos de nossos erros, certamente, Ele nos ouvirá e nos acolherá. Mas o profeta nos alerta que, estando em pecado e agindo de acordo com a batuta do inimigo, permanecemos miseravelmente separados Daquele que pode nos dar a vida plena e a salvação na Glória. Não podemos nos esquecer de que, embora o plano se Deus seja nos abençoar e nos salvar, existem princípios espirituais que não podem ser quebrados, pois o pecado nos separa Dele. Lembremo-nos, pois, do que nos diz o Senhor Jesus por intermédio do apóstolo em 1 João 2:1

Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.


segunda-feira, 21 de maio de 2018

Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Tito 3:10



A Bíblia nos leva a refletir sobre nossos relacionamentos e nos ensina que amar é diferente de gostar. Amamos apesar daquilo que não gostamos nas pessoas, mas não por isso precisamos gostar da pessoa ou de seu comportamento. Jesus ama a todos indistintamente, mas certamente não aprecia o pecado ou os nossos erros. E Ele nos deu o exemplo de como devemos lidar com as pessoas: precisamos amá-las e, consequentemente, aceita-las sem fazer acepção, mas não temos que concordar com elas ou fazer vistas grossas aos seus pecados. Tito nos ensina a lidar com o homem que não aceita a soberania do Senhor. Ele diz que devemos admoestá-lo, mostrar a ele o caminho da verdade, mas não que devemos conviver com ele, concordando com seu modo de vida.

Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a. Salmos 34:14


domingo, 20 de maio de 2018

Para que todos os povos da terra conheçam a mão do Senhor, que é forte, para que temais ao Senhor vosso Deus todos os dias. Josué 4:24



Pela oração o Senhor derruba as barreiras que nos parecem intransponíveis como fez por intermédio da oração de Josué e de tantos outros homens de oração que a Bíblia traz como exemplo. Por mais que o inimigo nos resista e nos tente a desistir, precisamos saber que é pela oração que conseguiremos alcançar a vitória, o livramento e o refrigério para a alma angustiada. Jesus nos ensina a descansar Nele e deixar as nossas inquietações ao Seu cuidado, pois o Senhor peleja ao nosso favor, quando levamos a Ele as nossas súplicas e esperamos que Ele transforme nosso choro em alegria e nos retire do cativeiro. Ainda que não seja em nosso tempo humano, podemos ter a convicção de o Senhor inclinará para nós os Seus ouvidos e, assim como o salmista, também poderemos  afirmar

O  Senhor já ouviu a minha súplica; o Senhor aceitará a minha oração. Salmos 6:9




sábado, 19 de maio de 2018

Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. Mateus 6:34



O Senhor Jesus nos ensina a descansar Nele e deixar as nossas inquietações ao Seu cuidado. Quem assim consegue agir gozará de saúde espiritual que certamente se refletirá na saúde física. Jesus não nos garante uma vida sem problemas, sem lutas ou sem contrariedades, mas nos orienta a viver a cada dia o seu mal sem nos rendermos a ele. Quem conhece e vive a Palavra de Deus pode ter a certeza de que neste mundo não ficará imune às provações convicção de que pode se fortalece na promessa de Cristo de que a vitória é de que entrega o controle de sua vida Àquele que venceu o mundo, pois como nos diz o sábio em Provérbios 21:31:

Prepara-se o cavalo para o dia da batalha, porém do Senhor vem a vitória.


sexta-feira, 18 de maio de 2018

E o Senhor disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar. Gênesis 4: 6-7



Assim como pais zelosos, Deus nos avisa sobre os problemas que eventualmente teríamos se nos aproximarmos de coisas, pessoas, ou situações que poderão nos levar à queda. E tem usado pessoas, próximas ou mesmo anônimas para nos admoestar e nos fazer refletir antes de nos embrenharmos no erro. Muitas vezes não percebemos esses recados, outras o compreendemos com total nitidez, mas em todas as situações temos a confirmação na própria Bíblia. Lá existem muitos exemplos de homens que flertaram com o pecado e enfrentaram as consequências de suas decisões equivocadas, ou das más influências. Na Palavra de Deus temos a orientação para nos afastarmos do mal, conforme nos lembra o salmista

Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho. Salmos 119:105

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes. Jeremias 33: 3



O profeta nos dá a chave para obtermos os favores do Senhor: clamar a Ele. Se fizermos como nos ensina Jeremias, a resposta divina virá, e Deus quer que reconheçamos que foi Ele quem nos atendeu. Não devemos atribuir o milagre, ou a benção que do Senhor recebemos é o que nos ensina o profeta. E quando entendemos a quem devemos clamar, Ele nos promete ensinar-nos coisas grandes que estão guardadas exclusivamente para aqueles que clamam, confiam e creem que Ele é soberano e fiel para cumprir a sua promessa. Aqueles que clamam têm a resposta, e os que ouvem e obedecem são chamados filhos

Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Romanos 8:14

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Como cantaremos a canção do Senhor em terra estranha? Salmos 137:4




O salmista se refere ao cativeiro do povo judeu na Babilônia. Nesse período que durou setenta anos os jovens foram mortos à espada, as crianças esmagadas sob as pedras, as jovens violentadas e muitos morreram de fome dentro das muralhas. E os que voltaram, relembrando o passado, vivem de reminiscências dolorosas e amargas, sem conseguirem apagar de seu cotidiano as lembranças que um dia os fizeram sofrer. Mesmo com o fim do cativeiro eles se lembram melancólicos do cerco doloroso quando deixaram de cantar e com tristeza dependuraram suas harpas. Precisamos refletir sobre esse episódio e considerar se não estamos trazendo para nossa liberdade em Cristo a amargura dos tempos da escravidão do pecado. Ainda que em tempos diferentes a escravidão é a mesma. Os cristãos de hoje precisam ter a convicção de que já saíram do cativeiro e não devem pendurar suas harpas nos salgueiros, tampouco devem cantar em louvor da Babilônia. A Bíblia é prodiga em nos estimular a louvar a Deus e a colocar somente Nele a nossa confiança. Precisamos ter a certeza de que a última palavra é de Deus e não do carrasco, por isso em vez de melancolia, devemos dar espaço no nosso coração para canções de glória ao Salvador.

Exultai no Senhor toda a terra; exclamai e alegrai-vos de prazer, e cantai louvores. Salmos 98:4

terça-feira, 15 de maio de 2018

O Senhor terá compaixão de Jacó; tornará a escolher Israel e os estabelecerá em sua própria terra. Os estrangeiros se juntarão a eles e farão parte da descendência de Jacó. Isaías 14:1




A Bíblia deixa claro que Israel é a nação santa, o povo escolhido por Deus para Ele mesmo. E Ele prometeu a Abraão que o Seu povo seria numeroso e abençoado, e que por meio dele todos os povos do mundo também seriam abençoados. Por essa razão Deus decidiu que Jesus Cristo nasceria desse povo. E é também por essa razão que o Senhor protege a Israel e àqueles que defendem o Seu povo. Vejamos o que afirma o profeta Jeremias 31:35-36: “Assim diz o Senhor, aquele que designou o sol para brilhar de dia, que decretou que a lua e as estrelas brilhem de noite, que agita o mar para que as suas ondas rujam; o seu nome é o Senhor dos Exércitos: "Somente se esses decretos desaparecerem de diante de mim", declara o Senhor, "deixarão os descendentes de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre". Não foi por acaso que os judeus sempre receberam o livramento do Senhor em toda a História: “Assim diz o Senhor: "O povo que escapou da morte achou favor no deserto". Quando Israel buscava descanso, o Senhor lhe apareceu no passado, dizendo: "Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atraí. Eu a edificarei mais uma vez, ó virgem, Israel! Você será reconstruída! Mais uma vez você se enfeitará com guizos e sairá dançando com os que se alegram”. Jeremias 31:2-4. Mas podemos ver no Novo Testamento pelo ministério do apóstolo Paulo que Deus também ama e se revelou aos gentios aqueles que acreditam em Jesus são salvos, e tudo isso aconteceu por meio da nação santa, Israel. Contra aqueles que tentam destruir essa nação a Bíblia nos diz ”O Senhor terá compaixão de Jacó; tornará a escolher Israel e os estabelecerá em sua própria terra. Os estrangeiros se juntarão a eles e farão parte da descendência de Jacó”. Isaías 14:1. E, aqueles que creem podem repetir o que disse Moisés em Números 23:23
Não há magia que possa contra Jacó, nem encantamento contra Israel. Agora se dirá de Jacó e de Israel: 'Vejam o que Deus tem feito!'

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Mas a esperança volta quando penso no seguinte: O amor do Senhor Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim. Lamentações 3: 21-22



O ser humano tem uma tendência a guardar na memória os momentos de sofrimento e a mantê-los vivos por muito mais tempo do que as situações que lhe trouxeram felicidade. Essa atitude traz uma angústia desnecessária, dá vida longa e potencializa os nossos problemas, distanciando-nos das pessoas e das bênçãos que já foram proferidas a nós. A Bíblia, sobretudo no Novo Testamento que nos traz as boas novas pela missão de Jesus, ao contrário do que nossa natureza humana nos impulsiona a fazer, ensina-nos a agir com otimismo em relação aos problemas e às circunstâncias ruins. Como faz o sábio Salomão

Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei. Lamentações 3:21

domingo, 13 de maio de 2018

Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? Mateus 6:33




O recado de Jesus por intermédio de Mateus nos leva a refletir sobre como estamos ocupando o tempo que o Senhor nos deu nessa terra. Precisamos observar quais têm sido as nossas prioridades e qual é a posição de Deus, da família e dos amigos na nossa ordem de preferência. A Bíblia nos ensina que não importam os problemas que enfrentamos, devemos sempre ter em mente que Deus está no controle e se estamos passando por uma situação, ainda que angustiante, devemos confiar Nele, certos de que Ele tem um propósito em nossa vida com aquela situação adversa. Vários personagens bíblicos servem de exemplo para entendermos como o Senhor age por intermédio dos problemas os quais enfrentavam. Podemos nos lembrar de José do Egito, quando sofreu perseguições dos próprios irmãos, mas no tempo de Deus acabou sendo recompensado e sua história serviu de testemunho para muitas vidas. Vários outros podem ser lembrados como referência para que não nos preocupemos com o que nos acontecerá se agirmos como nos recomenda o salmista em Salmos 37:5

Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará.

sábado, 12 de maio de 2018

O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica. Salmos 119: 50




Muitas pessoas procuram preencher suas vidas por intermédio da diversão, ad religião, de entorpecentes, de jogos, do álcool, e, quase sempre se frustram e acabam se sentindo mais vazios ou mais angustiados, pois apenas encontram uma satisfação efêmera. Mas aqueles que buscam consolo à sua angústia na Palavra de Deus encontram a paz e o descanso. A Palavra de Deus tem o poder de nos trazer vida porque ela é a própria vida de Cristo em nós. Precisamos compreender que Deus nos fala por meio da Sua Palavra e que ela nos foi dada com o propósito de nos mostrar o caminho da salvação. Se assim entendermos, nosso coração pode experimentar, por meio da Palavra, o consolo de Deus. Aquele que recebe a Palavra com o coração não somente consegue entender o que afirma o salmista no texto em epígrafe, como recebe o dom de edificar-se a si e àqueles a quem transmite a Palavra. A Bíblia nos diz que não importam as circunstâncias que nos angustiam sempre encontraremos na Palavra de Deus o conforto que precisamos, por isso o salmista nos garante

O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Salmos 30:5


sexta-feira, 11 de maio de 2018

Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas. E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela. João 11: 3-4





O texto em epígrafe nos leva ao episódio da ressurreição de Lázaro e nos faz refletir sobre os limites e o potencial de nossa fé. Jesus foi chamado pelas irmãs de Seu amigo que esperavam um milagre, mas quando chegou ele já estava morto e aos olhos humanos nada mais havia para ser feito. Vemos naquela família amada do Senhor o limite do desespero! O corpo já cheirava mal quando o Senhor ordenou que fosse tirada a pedra do sepulcro, mas Marta, irmã do morto enxerga o limite o impossível. Aquela pedra que afastava Lázaro da vida em família é o símbolo do limite da fé. Jesus nos mostrou que para superar situações complicadas basta tirarmos a pedra que simboliza nosso orgulho, nossa teimosia, nossa falta incredulidade. Se crermos, veremos a glória de Deus, assim como aquelas irmãs. É o nos garante Jesus em Marcos 9:23

E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. 

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele. Filipenses 2: 13




O conselho de Paulo aos Filipenses é um alerta para aqueles que acreditam que Deus não atende ou não se importa com o seu problema. Deus tem um plano muito maior na vida daqueles que ama e age no momento certo, apesar de nosso ceticismo. Ele sabe o momento certo e como agir, por isso Paulo nos diz que o Senhor é que opera em nós tanto o querer quanto o realizar. Quando, pelo sacrifício da Cruz, nascemos de novo, Deus nos tirou o velho espírito,  mundano, corrupto e enganoso, e nos colocou um novo ser, com uma nova natureza e uma nova identidade, imprimindo em nós o DNA de filho, para a salvação, compreendemos o que nos revela o apóstolo Paulo em Romanos 8.1-2

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.


quarta-feira, 9 de maio de 2018

Em todo o tempo sejam alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça. Eclesiastes 9: 8



O conselho do sábio Salomão é para que mantenhamos sempre alvas as nossas vestes e nunca falte o óleo sobre a nossa cabeça. Vestes alvas significam santidade, pureza, separação do pecado. Quando aceitamos a Cristo, nascemos de novo para uma vida livre do pecado e a partir daí Deus nos dá novas vestes. Isso significa que Ele purifica nossa vida e retira de nós a mancha do pecado, e troca nossas vestes sujas por uma túnica alva que simboliza a pureza, a santidade e a integridade que reveste a vida cristã. Assim, as nossas atitudes devem ser coerentes com o propósito que nos motivam a seguir buscando a Estatura de Cristo.

Ele, por sua Graça e misericórdia, nos alcançou e nos purificou pelo seu sangue. Isaías 64:6

terça-feira, 8 de maio de 2018

Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Mateus 7:17



Somos seres imperfeitos, mas criados à semelhança de Deus para caminharmos em busca da estatura de Cristo, temos a liberdade de escolher o que fazer e como fazer enquanto estamos no mundo. Jesus nos ensina como devemos agir em todas as situações de nossas vidas. Podemos escolher os argumentos do mundo ou podemos fazer como Jesus faria se estivesse na mesma situação. Apesar de nossa tendência pecaminosa, podemos renunciar nosso lado carnal e buscar no exemplo de Jesus o nosso padrão de conduta e, assim, demonstrar o fruto do Espírito.  

(Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade); Efésios 5:9


segunda-feira, 7 de maio de 2018

“Então, Josué disse a todo o povo [de Israel]: (…) Escolhei hoje a quem sirvais; (…) porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” (Josué 24:2-15)



Em tempos nos quais o inimigo tem investido fortemente contra a célula da sociedade e tem procurado destruir de forma sutil, minando e desestabilizando as forças da família, precisamos urgentemente ficar atentos ao menor sinal desses ataques. Se nossa família que é não só a nossa fortaleza e espaço simbólico de nossas resistências quando estamos em perigo for destruída, então fica fácil destruir a nação e, consequentemente, o povo. Por essa razão, assim como fez Josué, como pais, uma das escolhas que temos de fazer é se iremos ou não preparar nossos filhos para servirem em uma missão de em prol do Reino de Deus. Como pais, temos a responsabilidade de preparar nossos filhos para que sejam íntegros e desenvolvam o mais profundo o desejo de servir ao Senhor. O Senhor confiou esses filhos a nós, logo, teremos que prestar contas deles. Como filhos, precisamos entender e aceitar a exortação do sábio em Provérbios 1:8

Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe.

domingo, 6 de maio de 2018

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. João 16:33




Ninguém está livre de passar por problemas, mesmo os cristãos. A diferença é que aqueles que entregam suas vidas ao Senhor e Nele confiam têm a certeza de que passarão pelas lutas e vencerão, porque esperam confiantemente pela promessa de Jesus que disse que estaria conosco até o final dos tempos. Jesus não disse que estaríamos livres dos problemas, mas sim que estaria ao nosso lado. Nos tempos atuais vivemos tempos difíceis e que anunciam dificuldades de toda sorte: catástrofes naturais, violência sem controle, desgoverno, corrupção institucional e familiar, desarmonia em família, lares desfeitos sob qualquer pretexto, e prenúncios de crise financeira em todo o mundo. Mais do que nunca precisamos nos apoiar nas promessas do Senhor, observando que as profecias bíblicas estão se cumprindo de uma forma incontestável e a cada momento vemos a confirmação dos fatos anunciados há mais de dois mil anos. O que nos conforta, entretanto, é que as promessas de livramento para aqueles que vivem a palavra de Deus também permanecem. Por isso, confiamos nas promessas registradas em Isaías 43:2.

“Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti”. (Isaías 43:2)