Traduza este blog

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé




“Então o SENHOR olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu? E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. E o SENHOR lhe disse: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como se fossem um só homem.” (Juízes 6:14-16)


Amado(a),

O povo de Israel havia feito o que era errado diante de Deus e estava cativo nas mãos do midianitas. Mas Deus querida mudar a sorte do Seu povo. Escolheu para Si um homem que considerou valoroso e que aos olhos dos homens não teria jamais um chamado para servir a Deus e guerrear grandes batalhas. Deus escolheu a Gideão que sequer acreditava em si mesmo. Gideão não via em si força alguma, achava-se pequeno demais, pobre demais, considerando-se ele o menor em sua casa. Mas Deus não queria que Gideão tivesse outra força além do que já tinha. Ele disse a Gideão que fosse na força que tinha e que ele era o escolhido para livrar o povo de Israel do cativeiro feito pelos midianitas. Na verdade, muitas vezes passamos anos presos a conceitos e pré-conceitos, a situações de pecado ou de incredulidade, dívidas ou situações emocionais de luta. Ficamos presos, cativos, achando-nos incapazes de vencer as barreiras que se apresentam. Não vemos em nós força alguma. E, assim, o guerreiro dentro de nós fica adormecido. Mas Deus não precisa da nossa força para realizar os milagres, Ele precisa apenas do nosso coração. Se o nosso coração confiar na força de Deus, não importa quão pequeno sejamos, aliás, será até melhor que sejamos pequenos, porque em Deus somos mais que vencedores. O poder e a glória pertencem ao Pai. A força e vitória são do nosso Deus. A presença de Deus em nossas vidas faz de nós grandes guerreiros capazes de derrotar enormes exércitos como se fosse apenas um homem. Este é o nosso Deus e é isso que Ele quer fazer na sua vida.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Louvai ao SENHOR todas as nações, louvai-o todos os povos.”(Salmos 117:1)

Amado (a), a exortação do salmista confirma o objetivo de nossa existência: louvar! Prestar louvores ao Altíssimo é a nossa vocação natural e jamais devemos nos esquecer disso. Por isso o salmista reforça: todas as nações, todos os povos. Não apenas um grupo seleto, mas TODOS. E louvar não somente com nossos lábios, mas com nossas atitudes e ações contínuas. Começar o dia agradecendo a Deus pela salvação, pela dádiva de vida que Ele nos concede a cada manhã, pelas bênçãos infinitas que obtemos mesmo sem merecer. Deus é bom, amado(a), digno de louvor e de adoração e isso nos torna herdeiros das misericórdias, ainda que sejamos tolos, fracos, ingratos... O Senhor nos tornou participantes de Sua maravilhosa graça e deseja que habitemos em Seu santuário. Isso é fazer parte do Reino. Isso é motivo de júbilo e de comemoração sem fim. Comecemos, pois, nossos dias e o encerremos com louvor. Anunciemos que esse Deus maravilhosos nos concedeu a maior bem aventurança: a salvação eterna e o regozijo de habitar em Sua presença na terra e nos céus. Seria preciso mais motivos?
Graça e Paz!

domingo, 30 de agosto de 2009

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé




“Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” (Isaias 59:2)


Amado(a),

É tempo de grandes mudanças em nosso meio, tempo de renovação e alegria. Mas para que Deus possa fazer o que você precisa em sua vida é necessário que esteja em perfeita sintonia com Ele, mantendo a comunicação com o Pai. Para isso é preciso que não estejamos em erros permanentes, em que nossos pecados são mais comuns que as nossas tentativas de viver uma vida reta. Nossos pecados acabam por encobrir o rosto de Deus do nosso, impedindo que nossas orações e pedidos de socorro cheguem aos ouvidos do Senhor. Então é necessário confessar os nossos pecados a Deus para que Ele nos perdoe e nos purifique, destruindo todas as muralhas que separam nossas vidas da presença do nosso Pai.
Devemos manter nossa comunhão com Deus íntegra.
Grandes coisas têm o Senhor a fazer por nós. Deixe para trás a grosseria, as palavras torpes, a ira, a mágoa, o ódio, a inveja, as mentiras, os enganos, a prostituição, os vícios e tantos outros hábitos inadequados que nos levarão a destruição e impedirão o mover de Deus em nossas vidas.
É tempo de renovação.


Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Pois dou-vos boa doutrina; não deixeis a minha lei.”(Provérbios 4:2)

Amado (a), Salomão deu sábios conselhos ao seu filho para orientá-lo sobre as dificuldades da vida. Muitas vezes enfrentamos problemas, passamos por lutas, mas se estivermos firmados na boa doutrina- a palavra de Deus, certamente, sairemos vitoriosos. Quanto retemos em nosso coração as palavras do Senhor, adquirimos sabedoria, e ela nos guardará do mal e do laço inimigo. A sabedoria é a coisa principal. Exalta-a, e ela te exaltará, dizem as escrituras. Por causa das muitas armadilhas da vida, a sabedoria e a instrução são necessárias para nos livrar. Quantas vezes, por falta de sabedoria, somos impedidos de desfrutar o que há de melhor em prazer e prosperidade e levamos uma vida limitada. O orgulho e a tolice natural amarram e impedem que as pessoas desfrutem de alegria e sucesso. Se uma pessoa escolhe permanecer tola, ela não terá uma vida próspera e bem sucedida, sofre por cometer repetidamente os mesmos erros. É como se eles se transformassem em uma camisa de força que amarra e impede a pessoa de se mexer. Assim ela continua inerte, sem perspectivas. Sua vida nunca muda. Está sempre andando em círculos. Muda de endereço, mas não muda de vida. Troca de emprego, mas não troca a situação. Troca de relacionamento, mas não muda de atitudes. E assim segue circularmente errando os mesmos erros...
Sua tolice o prejudica de todas as formas. É certo que todos encontramos obstáculos, mas a sabedoria salva o homem prudente da maioria deles. Amparado pela boa doutrina, ele não vai tropeçar e cair em dificuldades como o tolo. Portanto, amado(a), se você quer ser próspero em todas as áreas de sua vida, faça o que ensina Salomão: não deixe a Lei do Senhor. Nela está a base da sabedoria e, se dela não se apartar, terá satisfeitos os desejos de seu coração, com as bênçãos do Senhor.
Graça e Paz!

sábado, 29 de agosto de 2009

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé



“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6:23)


Amado(a),

“Eu não tenho pecado, não faço nada disso, mas sei quem faz”. Esta afirmação é perigosa porque aquele que diz que não tem pecado, já está pecando. Deus ama o pecador, mas detesta o pecado. O pecado faz separação entre nós é nosso Deus. Não há como Deus agir planamente em nossas vidas se não admitimos nossas falhas. Nossas falhas sempre nos incomodam. Quando somos apontados naquilo que somos falhos a reação é sempre semelhante: Negação. Querido (a), cuidado com o não reconhecimento do pecado porque Ele não permite o perdão de Deus e muito menos a purificação. Mentir, enganar, falar mal dos outros, ser falso são alguns dos pecados que muitas vezes praticamos e negamos. Mas ainda existem aqueles para os quais não damos importância e trazem sobre nós separação do nosso Deus. Nosso inimigo deseja que nos omitamos em relação as nossas falhas, assim ele se apodera de nossas vidas e faz morada no nosso viver. Porém o Rei dos reis nos oferta de graça a vida eterna em Cristo. Precisamos atentar diligentemente para nossas falhas e lançar mão da confissão e obediência para sermos amigo de Deus e continuar enxertado na videira que é Jesus Cristo e viver uma vida de santidade.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Pagarei os meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo.”(Salmos 116:18)
Amado (a), assim como o salmista, passamos por momentos difíceis e invocamos a Deus para obtermos vitória e livramento. É verdade que não temos como retribuir a Deus a sua maravilhosa providência, mas podemos e devemos fazer algo que Lhe agrada, a fim de Lhe demonstrar nossa gratidão. As bênçãos do Senhor não têm preço, não temos como pagar com dinheiro, e a única coisa que podemos oferecer a Deus é devoção e gratidão.
A melhor forma de demonstrar a gratidão e devoção a Deus é entregar nossa vida a Ele, tomando o cálice da salvação, reconhecendo-O como nosso Senhor e Salvador e buscar sempre a Sua face e uma constante comunhão de com o Pai.
Outra forma de prestar gratidão a Deus é ser um cristão compromissado, honrando sempre os nossos compromissos com a casa de Deus, com os irmãos e com a sociedade de um modo geral. Nossa palavra deve ser sim, sim, não, não como afirma a Bíblia. Se fizermos um compromisso, seja ele qual for, devemos cumprir. Jamais devemos nos apressar em assumir um compromisso, mas devemos ser diligentes em cumpri-lo.
Se você prometemos evangelizar, visitar, orar, orientar, devemos fazer isso. Se prometemos amor e fidelidade a outra pessoa, isso é compromisso e deve ser observado.
Não nos esqueçamos também dos dízimos e ofertas, pois voto é compromisso e Deus está observando nossa fidelidade. E sabemos que os olhos de Deus estão em toda parte. Andar perante a face do Senhor é ser santo, não apenas na igreja, mas em todos os espaços e circunstâncias. O cristão mostra gratidão e fidelidade a Deus, quando anda em sua presença, não só na igreja, mas em todos os espaços.


Graça e Paz!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé




“Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.” (Hebreus 10:36)


Amado(a),

Você tem promessas de Deus para sua vida? E tem conseguido esperar o tempo de Deus ou reclama constantemente que está demorando? Gasta seu tempo reclamando de sua vida e dizendo o quanto está insatisfeito (a) com as coisas ou agradece tudo ao Senhor e aguarda Ele dizer que chegou a hora? A verdade é que necessitamos de paciência se quisermos alcançar as vitorias que o Senhor já nos disse que nos daria. A paciência denota calma e palavras de gratidão e não de reclamação. A paciência é uma virtude que nos faz suportar o tempo de espera com paciência. É necessário constância e não uma vida de altos e baixos com palavras como “Eu não aguento mais.”, “Estou jogando a toalha” e etc. Devemos nos deixar guiar pelo Espírito de Deus e não espíritos de inquietação e angústia. Enquanto esperamos, o diabo vai querer semear em nosso coração os sentimentos contrários aos que Deus deseja que tenhamos: inveja, raiva, ira, ciúmes, inquietação, desespero, desestímulo, impaciência e tantos outros. Tudo isso para lhe tomar o que já está prometido e lhe desviar da sua vitória. Afastamo-nos de Deus, entramo-nos numa atmosfera de murmuração, começamos a ver que tudo dos outros é melhor, achamos que não vamos conseguir esperar, e deixamos as definições do mundo entrar na nossa vida.
Não pode ser dessa forma. Primeiro devemos fazer a vontade de Deus e ter paciência e assim, ao seu tempo que é o tempo de Deus, as coisas irão entrar nos eixos e seremos abençoados.
Quer alcançar suas promessas? Então obedeça ao Senhor e não se afaste Dele.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Pagarei os meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo.”(Salmos 116:18)

Amado (a), Pagar votos é honrar compromissos. Muitos são os que se apressam em se comprometer, mas se descuidam em cumprir o compromisso. Fazem isso com as pessoas e de igual forma se comportam em relação a Deus. O salmista afirma que pagará os votos que fez ao Senhor, na presença de todo o seu povo. Isso nos lembra da responsabilidade que temos em cumprir os votos feitos. Deus não se agrada de quem age precipitadamente ao se comprometer e negligenciam o cumprimento da promessa. Pagar os votos diante do povo é sinal de reverência e respeito e o testemunho de bênção atrai maiores bênçãos a quem testemunha e edifica a vida de quem compartilha, pois declaramos diante da congregação as bênçãos do Senhor e a Ele damos honra e reconhecimento pelas promessas cumpridas. Deus é fiel em cumprir suas promessas e nós não podemos ser diferentes, deixando de pagar os votos feitos. A Bíblia diz que melhor é não votar do que não cumprir.

Graça e Paz
!

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé


“Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.” (Salmos 91:15)

Amado(a),

O nosso Deus é rico em misericórdia, todo poderoso, onisciente, onipotente e onipresente, tudo sabe, tudo vê, tudo entende e tudo resolve. Muitas vezes estamos caminhando a ermo, sem compreender de fato aonde nossas escolhas vão nos levar. Nascemos com características próprias, crescemos em ambientes particulares, temos vidas diferentes uns dos outros. Queremos contar com a ajuda das pessoas e muitas vezes nos pegamos sozinhos. Nossos amigos nos deixam sozinho (a) ou porque viraram as costas ou porque estão impossibilitados de nos ajudar ou ainda, porque eles nem sabem de fato o que está acontecendo conosco, nossa família sequer entende o que se passa em nosso coração, nós mesmos vivemos a vida que o cotidiano e o dia a dia nos levam a viver. Às vezes parece que a tempestade nunca vai acabar. Não enxergamos nada a nossa frente e não conseguimos avaliar friamente a situação. A compreensão fica embotada pela luta diária.
Querido (a), se você está em luta, creia que somente Deus pode lhe conduzir ao caminho correto onde a luz iluminará seus passos e a sua frente se abrirá todas as portas para solução de seus problemas sejam eles de qualquer natureza. Invoque ao Senhor e Ele vai te responder, no momento de angustia (seja culpa sua ou não), Ele esta com você (sinta você a sua presença ou não). Existe uma promessa muito séria de que o Senhor vai lhe retirar da sua angustia e te colocar em lugar de honra.
Invoque a Deus, clame seu auxílio, peça a Ele a sua proteção, confie independente da dificuldade que se apresenta diante de você, espere Nele, não se deixe abater pelas palavras alheias, não se deixe abater pelas armadilhas que o inimigo tem colocado para lhe fazer sucumbir. Humilhe-se diante da poderosa mão de Deus, e Ele em tempo oportuno vai lhe exaltar.
Confie meu irmão, descanse minha irmã.

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Porque tu livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés da queda.”(Salmos 116:8)
Amado (a), como é confortante ver que Deus age em favor daqueles que Nele esperam, com paciência e confiança, sabendo que o Senhor não deixa desamparado os Seus. Ainda que passemos pelo vale da sobra da morte, não temeremos, porque o Senhor está conosco e nos livra da peste e do laço. Quantos sabem de cor esse versículo e o repetem sem se dar conta de que ele encerra uma indiscutível verdade sobre esse Deus tremendo. Muitas vezes não entendemos os caminhos que Ele permite que trilhemos, mas certamente Ele conhece nossos corações e sabe o que é melhor para nós. Por isso há situações em nossas vidas em que o livramento do Senhor se mostra evidente, mas só o percebemos tempos depois. Quantas lágrimas são evitadas quando colocamos Deus no comando de nossas ações. Para impedir nossa queda, não raras vezes o Senhor permite que passemos por situações as quais não compreendemos. E chegamos a pensar que Ele se esqueceu de nós. Entretanto, se conhecemos a palavra, se somos fieis no seu cumprimento e nos empenhamos em conhecer a essência de Deus, sabemos que circunstancialmente vivenciamos algo que não nos agrada, que não corresponde aos nossos desejos, mas Aquele que sonda os corações tem o melhor para nós.

Graça e Paz!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Maná: Palavra Diária para Edificação





“Os mortos não louvam ao SENHOR, nem os que descem ao silêncio.”(Salmos 115:17)

Amado (a), embora algumas pessoas creiam que há outras vidas a serem vividas, após a morte física e que terão novas oportunidades para se redimirem de seus pecados e de se aperfeiçoarem com o pessoas em outras vidas, nós fazemos parte daqueles que creem estritamente no que está registrado na Bíblia e entendemos que não há outra interpretação possível para essa proposição do salmista: “os mortos não voltam para assegurar os direitos que são concedidos aos que vivem e tampouco podem louvar a Deus”. Essa prerrogativa é dada àqueles que vivem, enquanto têm vida e liberdade para fazê-lo. Portanto, amado(a), louvemos a Deus enquanto podemos fazer isso e façamos isso hoje. O único dia em que podemos efetivamente atuar. O amanhã é tão incerto quanto nosso controle sobre o passado. O que fizemos já está feito e não há como apagar. O que faremos é apenas plano, pois nada sabemos do porvir. Mas o hoje é a nossa única possibilidade de ação. E é nesse momento em que podemos agir, decidir, optar por morrer ou frutificar, assim como a figueira da parábola narrada em Lucas 13. Estamos no centro da atenção do Senhor, e podemos decidir por dar frutos ou sermos cortados como a figueira que mente, mostrando apenas aparência de folhas que escondem frutos. Podemos decidir se queremos ou não louvar ao Senhor, como seres viventes gratos ao Criador. Ou podemos escolher ser cortados da vara como planta estéril. Os mortos não louvam ao Senhor, diz o salmista, nem os que descem ao silêncio. Mas quantos de nós estamos vivendo em absoluta mudez diante de Deus, como mortos na fé e na santidade. Mortos porque não frutificamos, nem abrimos nossas bocas para louvar e agradecer ao Pai que ainda se preocupa conosco, apesar de nossa condição.
Amado(a), é tempo de acordar. De dar um novo sentido ao coração. De abrir nossos lábios e louvar a Deus, antes que venha a morte e nos silencie definitivamente. Pense nisto!

Graça e Paz!

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé





Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.” (Hebreus 10:36)



Amado(a),

Você tem promessas de Deus para sua vida? E tem conseguido esperar o tempo de Deus ou reclama constantemente que está demorando? Gasta seu tempo reclamando de sua vida e dizendo o quanto está insatisfeito (a) com as coisas ou agradece tudo ao Senhor e aguarda Ele dizer que chegou a hora? A verdade é que necessitamos de paciência se quisermos alcançar as vitorias que o Senhor já nos disse que nos daria. A paciência denota calma e palavras de gratidão e não de reclamação. A paciência é uma virtude que nos faz suportar o tempo de espera com paciência. É necessário constância e não uma vida de altos e baixos com palavras como “Eu não agüento mais.”, “Estou jogando a toalha” e etc. Devemos nos deixar guiar pelo Espírito de Deus e não espíritos de inquietação e angústia. Enquanto esperamos, o diabo vai querer semear em nosso coração os sentimentos contrários aos que Deus deseja que tenhamos: inveja, raiva, ira, ciúmes, inquietação, desespero, desestimulo, impaciência e tantos outros. Tudo isso para lhe tomar o que já está prometido e lhe desviar da sua vitoria. Afastamos-nos de Deus, entramos numa atmosfera de murmuração, começamos a ver que tudo dos outros é melhor, achamos que não vamos conseguir esperar, que não temos sangue de barata e deixamos as definições do mundo entrar na nossa vida.
Não pode ser dessa forma. Primeiro devemos fazer a vontade de Deus e ter paciência e assim, a seu tempo que é o tempo de Deus, as coisas irão entrar nos eixos e seremos abençoados.
Quer alcançar suas promessas? Então obedeça ao Senhor e não se afaste Dele.
Deus lhe abençoe!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Maná: Palavra Diária para Edificação




“Porque dirão os gentios: Onde está o seu Deus?”(Salmos 115:2)



Amado (a), com afronta ou zombaria, por diversas vezes somos questionados sobre onde está nosso Deus. Se atravessamos fases difíceis, quando parece que tudo está desabando, Deus é colocado em questão como se Ele fosse o responsável pelo nosso infortúnio. Os ímpios nos confrontam sugerindo que Aquele a quem devotamos nossa confiança não está nos ouvindo, ou sequer olha por nós, como se fosse insensível às nossas dores e surdo às nossas súplicas. Entretanto, nós sabemos quem é o Deus a quem servimos e estamos seguros de que se as coisas não nos parecem bem, há um propósito nisso, pois o certo é que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 31:8). Mesmo aquilo que se apresenta como um mal, pode se revelar um bem inesperado. Não devemos titubear ou nos sentir acuados quando os ímpios nos questionarem, pois, ainda que as circunstâncias se mostrem adversas, as promessas do Senhor não falham e serão concretizadas a Seu tempo na vida daqueles que esperam Nele. Conforme diz o profeta Isaías 40: 31 “.... os que esperam no SENHOR renovarão as suas forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”
Amado(a), quando os ímpios nos questionarem, nossa atitude deve ser a de testemunhar a irrestrita confiança no Pai. Ele, com toda certeza, responderá por nós, porque não é um deus de barro ou de pedra, não se quebra, nem se curva, não habita altares impuros, nem aceita a barganha desse mundo. Nosso Deus está nos céus e está vivo dentro daqueles que se fazem templo, que se consagram e se santificam para que Esse Deus soberano e absoluto possa reinar em seus corações, fortalecendo e dando entendimento e direção àqueles que não se curvam diante de outros deuses.
Graça e Paz!

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé




“Porque, como a terra produz os seus renovos, e como o jardim faz brotar o que nele se semeia, assim o Senhor DEUS fará brotar a justiça e o louvor para todas as nações.” (Isaías 61:11)


Amado(a),

Muitas plantas nascem sem a ajuda do homem. A terra foi criada para produzir suas plantas com o auxilio da natureza. Assim, o pólem e sementes são transportadas pelo vento, por insetos, por pássaros e acabam brotando da terra semeadas pela mão de Deus através de sua criação. O que foi semeado em um jardim, sejam rosas, gerânios, flores de todo tipo, terá sua semente propagada na terra formando um lindo campo de flores. Igualmente nosso Deus faz brotar sua justiça e seu louvor em nossas vidas. A semente é lançada em nossos corações e brota com o poder e cuidado de Deus. Temos apenas de aceita-Lo em nossas vidas e não recusá-Lo. Devemos ser fiéis ao nosso Deus, obedientes aos seus princípios para que a semente possa crescer em nossos corações e se transformar em um jardim. A justiça de Deus é para todos. Todos passarão pelo julgamento do Pai. É para todas as nações. Responderemos por nossos atos e seremos ou não justificados por Jesus, dependendo apenas de nosso querer o Reino de Deus em nossas vidas.

Deus lhe abençoe!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Treme, terra, na presença do Senhor, na presença do Deus de Jacó.”(Salmos 114:7)

Amado (a), esse versículo é um convite à reverência e ao reconhecimento de nosso Deus. Esse Deus imutável, O mesmo que fez maravilhas no passado que trocou a sorte de Jacó e o fez príncipe é o Deus de hoje que transforma aqueles que Nele depositam sua confiança e Nele esperam. Na presença desse Deus cantaremos louvores, sabendo que Ele é bom e que nos ama incondicionalmente, apesar do que somos. Treme terra e todos os seus habitantes reconheçam a soberania desse Deus, exorta o salmista. Não há dádiva maior do que pertencer à família desse Deus único, soberano, onipresente e onipotente e cujos adjetivos conhecidos não são suficientes para qualificá-lo. A terra treme e nós nos regozijamos em saber que somos, não por mérito, mas pela graça, eleitos, escolhidos para fazer parte daqueles que têm o privilégio de estar na presença desse Deus.
O Senhor nos escolheu. Isso é tremendo. Mas é preciso que façamos a nossa parte para nos manter sempre em Sua presença. É preciso que saibamos que nada somos e que tudo devemos ao Criador e Dele jamais podemos nos afastar, porque não devemos ser figueira que não frutifica, que dissimula em folhas que mentem e não mostram os frutos. O Senhor nos escolheu para louvá-lo e glorificá-lo em todo o tempo, e, todos os momentos de nossa vida, tanto na igreja, quanto em nossa vida secular. E Sua presença deve ser sentida e espelhada entre Seu povo e entre os ímpios para que toda a terra sinta o Seu poder. Amado(a), sua vida tem respondido essa exortação do salmista?


Graça e Paz!

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé



“Regozijar-me-ei muito no SENHOR, a minha alma se alegrará no meu Deus; porque me vestiu de roupas de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como um noivo se adorna com turbante sacerdotal, e como a noiva que se enfeita com as suas jóias.” (Isaías 61:10)

Amado(a),

A grande promessa na vida de um cristão é a eternidade com o Pai. Nada que aconteça pode ser maior que tal verdade. Nenhuma bênção é maior que a salvação em Cristo Jesus. Apenas tendo isso, temos tudo. Mesmo que todas as outras coisas não estejam bem, e todas as áreas de nossa vida mostrem fragilidade e problemas, ainda assim temos a jóia mais preciosa em nosso poder. E isso, por si só, já é motivo de regozijo, alegria, adoração a Deus e gratidão a Jesus. Nosso contentamento deve ser enorme, nossa alegria intensa, porque o Senhor é que nos vestiu de roupas de salvação. A salvação vem Dele não de nós mesmos ou de nossos atos. Ela é dádiva do Senhor quando apenas cremos de todo o coração Nele. Então Ele nos presenteia com manto de justiça e nenhuma acusação mais há em nossas vidas porque fomos comprados com preço alto demais. Imagine um noivo todo ornado com turbante sacerdotal e cuja noiva está arrumada e cheia de jóias. Assim é nosso Jesus em relação a cada um de nós, parte de sua noiva a quem Ele tanto ama e foi capaz de entregar a própria vida para tê-la por perto. Um casamento é uma cerimônia solene, os preparativos são intensos, a alegria que tal momento traz na vida de cada um de nós é de fato enorme. Estamos as vésperas do casamento, aguardando a chegada do noivo. Fazer parte da noiva, pertencer a Jesus e ter com Ele uma aliança eterna é de fato a maior dádiva que um ser humano pode ter. Regozige-se, alegre seu coração, mantenha as suas lamparinas acesas aguardando a chegada do noivo. Você tem um compromisso com Jesus, não ande pelos caminhos do adultério espiritual, traindo este amor tão profundo de Deus.

Deus lhe abençoe!

domingo, 23 de agosto de 2009

Palavra Viva: O Alimento Diário da Fé




“E a sua posteridade será conhecida entre os gentios, e os seus descendentes no meio dos povos; todos quantos os virem os conhecerão, como descendência bendita do SENHOR.” (Isaías 61:9)


Amado(a),


A aliança com Deus, o viver na verdade, a obediência, ter sobre si o Espírito do Senhor, faz de cada um de nós pessoas conhecidas no meio dos gentios, daqueles que não são seguidores de Cristo. E essa bênção se propagará no meio de nossos descendentes que serão célebres no meio dos povos. As pessoas ao redor saberão que seus descendentes são abençoados por Deus. A bênção do Senhor os perseguirá e os alcançará. Os inimigos serão como palha ao vento, suas obras serão conhecidas de todos, onde colocarem a planta do pé será terra será possessão. As promessas e as bênçãos são de fato muitas. Mas não é com uma vida afastada de Deus, cheia de mentiras, prostituição, engano, roubo, intriga, falatórios inúteis, fofocas, e tantos outros comportamentos contrários aos estabelecidos por Deus, que seremos abençoados. A obediência é fundamental, estar nos caminhos de Deus é imprescindível, falar com o Pai todos os dias, ter o Santo Espírito de Deus nos guiando é a chave da vitória. Por isso, não ande por lugares assolados nem busque assolação sobre sua vida. Não brinque de ser cristão, ame as pessoas, não as coisas, viva uma vida íntegra e reta diante do Senhor e certamente todos saberão a que Deus você serve e sua descendência será igualmente abençoada.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação





“Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.”(Provérbios 3:6)
Amado (a), quando aceitamos a vontade de Deus, tudo se torna mais simples. Passamos a Ele a procuração para agir por nós. E sendo um Deus que tudo sabe, tudo vê e tudo pode a nossa parte fica muito mais fácil. Basta reconhecer a Sua soberania em todos os caminhos. A promessa é que Ele endireitará as nossas veredas. Se estivermos em caminhos tortuosos, certamente o Senhor nos mostrará como acertá-los. É preciso que entendamos: o que é um reino humano na terra quando se tem um reino eterno nos céus? E o que vale um templo de pedras, quando se tem um templo feito por Deus para que o habitemos por toda a eternidade? Quando reconhecemos o Senhor em todos os nossos caminhos, deixamos de ser sábios aos nossos próprios olhos, sem nos estribar no nosso próprio entendimento, conforme ensina o sábio em Provérbios 3:5. Isso significa que não devemos seguir os nossos pensamentos “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR..Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos”. (Isaias 55:8-9). Mas devemos nos orientar pela palavra, como diz os Salmos 32:8 “Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos”. Porque “Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar” (Isaias 48:17). E jamais devemos deixar de nos orientar pela oração, como exorta o apóstolo Paulo aos Colossenses 4: 12 “... combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus”. Se assim agirmos, o Senhor endireitará as nossas veredas e aplainará nosso caminho: “E guiarei os cegos pelo caminho que nunca conheceram, fá-los-ei caminhar pelas veredas que não conheceram; tornarei as trevas em luz perante eles, e as coisas tortas farei direitas. Estas coisas lhes farei, e nunca os desampararei”. (Isaías 42:16). E nos guiará continuamente: “Porque este Deus é o nosso Deus para sempre; ele será nosso guia até à morte”. (Salmos 48:14).




Graça e Paz!

sábado, 22 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Porque eu, o SENHOR, amo o juízo, odeio o que foi roubado oferecido em holocausto; portanto, firmarei em verdade a sua obra; e farei uma aliança eterna com eles.” (Isaías 61:8)

Amado(a),

O nosso Deus é um Deus de justiça, Ele tem o poder de julgar e sentenciar as pessoas, só Ele conhece o coração do homem. E Deus detesta roubo, usurpação, apropriação de algo que pertence ao outro. Nosso Pai não aceita atos ilícitos, contrários a justiça e contrários à sua Lei. Não ofereça a Deus nada roubado, seja tempo, dinheiro, talento ou qualquer coisa que você ache que te pertence, mas na verdade não é seu. As vezes desejamos a aparência de alguém ou seu posto, sua inteligência, lugares em empresas ou na vida de pessoas. A usurpação pode ser algo tirado de alguém ou alguma coisa que desejemos e não nos pertença. Assim todos os dias devemos perceber a sutileza do pecado e nos afastar daquilo que nos conduzirá a um caminho de erro.
É na verdade que Deus nos firma, que firma nossos feitos e que conosco faz aliança eterna. Ande na verdade, seja em casa, no trabalho, na Igreja, junto aos seus amigos ou mesmo no meio daqueles que te desejam o mal.
A verdade traz não só libertação como também garantia de que estaremos acompanhados em todas as nossas ações, pelo Rei dos reis.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Levanta o pobre do pó, e do monturo levanta o necessitado, para o fazer assentar com os príncipes, mesmo com os príncipes do seu povo..”(Salmos 113:7-8)Amado (a), esse é o nosso Deus! Aquele que não nos deixa prostrados, quando caímos, que faz com que tenhamos vitórias apesar de nossas limitações. O salmista reconhece a soberania desse Deus eterno e onipresente que merece a adoração do homem. Mesmo sendo tão superior a todos, Ele se importa com os pequenos, exalta os pobres e dá filhos à mulher estéril. Mas é preciso que observemos atentamente não só a literalidade da segunda parte deste versículo, mas à luz de toda a Bíblia. Jesus pregou e exercitou a comunhão com todos e se assentou com os desprezados, com os humildes, com aqueles realmente precisavam Dele, não entre aqueles que se achavam poderosos. Devemos, pois, desejar ascensão pessoal e profissional, ter nosso trabalho conhecido e reconhecido entre os governantes e chefes, mas jamais deixar de conviver e nos assentar com os que não gozam de posição social.

Graça e Paz!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria.” (Isaías 61:7)

Amado(a),

Se você tem sido envergonhado, afrontado, enfrentado tristezas e problemas constantemente, esta palavra é para você. Nosso Pai quer nos livrar de todo mal, destruir toda cilada contra nossas vidas, salvar-nos e libertar-nos presenteando-nos com dupla honra, alegria, restituição e vitória. Deus não nos quer entristecidos e atormentados com os acontecimentos diários. Ele nos quer jubilosos e prontos para adorar o Seu nome. As promessas de Deus são grandiosas. Ele não é homem para mentir nem filho do homem para se arrepender, o que prometeu, certamente, cumprirá. O que Ele quer é nos dar grande livramento e bênçãos dobradas na terra que possuiremos. A terra pode ser uma família restaurada, reconhecimento no trabalho, crescimento espiritual ou qualquer outra bênção que Deus saiba que precisamos. Não permaneça triste, saia da frieza espiritual em que você se encontra não se afaste dos caminhos do Senhor, não deixe o inimigo permanecer roubando o que nosso Pai quer lhe entregar por estes dias. Vigie e ore, busque a Deus, saia da inércia em que se encontra, firme seus passos, não pense que esta palavra não é para você, entregue hoje o teu caminho ao Senhor, confie Nele e tudo o mais Ele fará.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“O ímpio o verá, e se entristecerá; rangerá os dentes, e se consumirá; o desejo dos ímpios perecerá.”(Salmos 112:10)
Amado (a), quantas vezes ficamos desapontados a impunidade dos ímpios, quando observamos que prosperam e aparentemente são bem sucedidos em tudo o que fazem, mesmo que seja fora dos princípios legais ou morais. Mas, se atentarmos para o sentido dos salmos 112, veremos que inicia afirmando o quão bem-aventurado é o homem que teme ao Senhor e que tem grande prazer em seus mandamentos. Ele nos lembra que a justiça de Deus tem os olhos abertos para a semente e a geração daqueles que praticam a Lei do Senhor e confiam Nele, por isso têm o coração inabalável diante das eventuais adversidades. O salmista ressalta que o homem fiel, cujo prazer é obedecer ao Senhor, é abençoado, porque é piedoso, misericordioso e justo e confia na justiça de Deus, sabendo que será estabelecido acima dos ímpios, e encerra afirmando que os perversos não serão bem-sucedidos. O versículo em epígrafe conclui o salmo que inicia exortando: “Louvai ao SENHOR”. Esse imperativo, somado ao versículo final, nos leva a concluir que todo aparente sucesso dos ímpios é ilusão, é efêmero e não se compara ao que o Senhor tem preparado para aqueles que o temem. Contudo, é preciso que tenhamos persistência e constância para isso, pois Jesus não prometeu que nossa vida na terra seria somente de prazeres e de fartura, mas Ele avisou que teríamos tribulações: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. (João 16:33). O certo, amado(a) é que aqueles que perseverarem verão todas essas promessas se cumprirem.
Graça e Paz!

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Porém vós sereis chamados sacerdotes do SENHOR, e vos chamarão ministros de nosso Deus; comereis a riqueza dos gentios, e na sua glória vos gloriareis.” (Isaías 61:6)


Amado(a),

Grandes coisas têm feito o Senhor por nós. É necessário louvá-Lo e bendizê-Lo pelas grandes obras de nosso Pai em nossa vida. A sua graça infinita e amor inigualável fazem com que nossas vidas tenham vitória mesmo quando não merecemos. Sua obra em nós não deixará duvidas e seremos chamados sacerdotes do Senhor, porque somos Ministros de Deus, separados para uma missão especial. Reconhecerão em nós algo diferente que se traduz em um semblante transformado e comportamentos modificados, assim, ouviremos de muitos o quanto estamos diferentes. Hábitos antigos desaparecerão e toda a obra da carne sucumbirá. A marca do nosso Deus fica a cada dia mais explícita em nossa face. Nosso Pai está fazendo grandes mudanças em nosso interior. Seremos respeitados e comeremos o melhor desta terra. Seremos cobertos pela glória de Deus e teremos uma alegria sem medida. É tempo de restauração, tempo de reconstrução, tempo de transformação, tempo de mudança, tempo de vitória no Senhor. Creia somente.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação





“Prosperidade e riquezas haverá na sua casa, e a sua justiça permanece para sempre.”(Salmos 112:3)

Amado (a), o salmista fala em prosperidade, riqueza e justiça neste versículo e nós sempre que ouvimos ou lemos essas palavras pensamos nas nossas referências sobre elas. As duas primeiras podem ser relativizadas, pois dependem realmente de nossos referenciais. Para alguém que não tem o básico, um assalariado é rico. Aquele que nunca teve um bem, se adquire uma vaca ou um pequeno pedaço de terra, já se sente próspero. Mas para aqueles que têm muito isso nada significa. Nem sempre nossas referências são os parâmetros mais fieis. Prosperidade pode não estar relacionada a dinheiro ou a bens, mas ao fato de podermos crescer e avançar sempre na perspectiva de alcançar a única e incorruptível herança. A que nos tornará de fato ricos, independente de quais parâmetros tenhamos: a maior riqueza é viver na presença do Senhor. Mas para a palavra “justiça” não cabe relativização. Justiça é justiça e ponto. Sem duas medidas, sem meias referências. Por isso o salmista afirma, sobre Deus, que a Sua justiça é eterna. Ela não muda de face, não considera apenas um lado, não se fixa em quem pode mais, como a “justiça” humana. A justiça de Deus é única e irrepreensível e é nela que devemos confiar, porque o Senhor não deixará Seus filhos serem julgados com a medida do mundo. O que pode nos parecer injusto bem cedo se revelará a mão justa do Senhor em nosso favor. Pense nisto e louve a Deus.
Graça e Paz!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

“Deu mantimento aos que o temem; lembrar-se-á sempre da sua aliança.”(Salmos 111:5)




 Deus jamais desampara os Seus. Aquele que teme ao Senhor sabe que tem um Pai provedor que nunca se esquece de seu compromisso. O salmista bem sabe disso e por isso afirma com segurança que Deus se lembrará sempre de sua aliança. E assim, nos lembra das grandes obras do SENHOR, assegurando-nos que ela é repleta de glória e majestade, e que a sua justiça permanece para sempre. 
Esse Deus que fez com que as suas maravilhas fossem lembradas é um Deus piedoso e misericordioso e jamais deixa seus filhos à mercê dos adversários. Ele é Deus de justiça e prova os corações, fazendo que com sejam conhecidas as obras daqueles que guardam os seus estatutos. Lembremos que aliança é símbolo de compromisso firme, um pacto firmado entre Deus e Seus eleitos. Não é adorno que posto e retirado do dedo, segundo os interesses, mas algo que dura, que permanece, porque vem Daquele é fiel.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; A apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do SENHOR, para que ele seja glorificado.” (Isaías 61:1-3)

Amado(a), Deus está nos dizendo a todos nesta hora que chegou o ano aceitável do Senhor. Ano de júbilo e de vitória, de riso e não de pranto, de liberdade e não de prisão, ano de restauração do que foi destruído. Não murmure mais, glorifique a Deus, rejubile sua alma ao invés de ficar triste, coloque roupas de louvor e não de opressão e sentimentos inquietantes.
O nosso Deus é rico, poderosos e misericordioso e Seu amor por nós não se explica ou compreende. Ele age agora a nosso favor com justiça e graça.
Ele deseja resgatar o que foi perdido, anular sentenças contrárias e dar descanso para nossas almas.
O Senhor deseja que sejamos conhecidos como árvores de justiça, cujos frutos são de boa reputação e refletem a glória de Deus. A plantação do Senhor é regada e cuidada por Ele mesmo. Por pertencer a Ele, suas árvores são frondosas e cheias de vida. Suas raízes estão em terreno fértil e se alimentam de alimento de qualidade.
O que te inquieta e entristece? Quais são as suas preocupações? Em que área você se sente derrotado (a)? O que você gostaria de resolver e não consegue? O que te preocupa?
Creia que nosso Pai quer nos dar um tempo de descanso e de grande alegria.
Prepare-se para receber grandes vitórias da parte de Deus e se surpreender com Seus grandes feitos em sua vida.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que cumprem os seus mandamentos; o seu louvor permanece para sempre.”(Salmos 111:10)
Amado (a), há várias expressões semelhantes a esta na Bíblia, frisando a importância do temor do Senhor, especialmente no livro de Provérbios. E no versículo em epígrafe o salmista ratifica essa afirmação, afirmando que temor é a base da sabedoria. E o que significa temor? Não é pavor irracional, ou medo, mas respeito ou reverência que vem do conhecimento sobre quem é Deus. É o temor de Deus que traz entendimento e nos protege dos maus caminhos (Jó 28:28; Provérbios 19:23; 22:4). E o respeito a Deus nos dá entendimento para que evitemos o pecado em nossa vida, conforme afiança o sábio: “Pela misericórdia e pela verdade, se expia a culpa; e pelo temor do SENHOR os homens evitam o mal” (Provérbios 16:6).
A busca pela sabedoria jamais pode ser separada da nossa busca por Deus, pois as verdades fundamentais sobre Ele constituem as bases do conhecimento.
Todo conhecimento e sabedoria do mundo nada valem se não forem estabelecidos em Deus e se não O buscarmos com humildade, respeito e reverência. Por isso o temor do Senhor é o “princípio” da sabedoria. É preciso que nos lembremos também que o orgulho sempre corrompe o processo de aprendizagem. Quando pensamos que sabemos mais do que realmente sabemos, quando não quebrantamos nosso coração para receber sem restrições a verdade divina, todo o conhecimento intelectual é inócuo. Entretanto, é o respeito pelo Criador que abre a porta para o crescimento intelectual. Aqueles que têm bom entendimento, que cumprem os mandamentos, certamente serão sábios e terão o privilégio de louvar ao Senhor perpetuamente.
Graça e Paz!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, a pregar liberdade aos cativos, e restauração da vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor.” (Lucas 4:18-19)

Amado(a),

O Espírito de Deus nos unge nos escolhendo e nos dando autoridade para falar de Jesus aos que necessitam Dele, unge também para sarar o coração ferido e disposto a receber a cura e para soltar as correntes que prendem muitos ao cativeiro. O Espírito Santo nos unge para dar a visão aos cegos espirituais que não enxergam o caminho que o Senhor tem para eles e também para curar a cegueira física. Também temos autorização para libertar os que estão oprimidos, debaixo de jugo desigual e humilhação. Não podemos esquecer-nos de proclamar o ano aceitável ao Senhor que é o ano de Júbilo, de alegria, de restauração e libertação.
Querido (a), a misericórdia de Deus está nos levando para um ano de resgate. Você verá em sua vida e na dos que estão ao seu redor o retorno aos caminhos corretos, os grilhões serão quebrados, os ferrolhos de ferro despedaçados, haverá cura em várias áreas, os que foram embora retornarão e grandes coisas o Senhor fará por nós. Há uma pequena nuvem do tamanho da mão de um homem no horizonte, o vento sopra onde quer, as torrentes de bênçãos estão se formando no céu e nosso Deus está pronto para derramar sobre nossas vidas bênçãos sem medida. Prepare-se para receber, não fique longe da casa do Senhor, ore todos os dias, leia a palavra de Deus, agradeça pelo amor e misericórdia do Senhor.
Esteja certo de que as trombetas estão anunciando grande vitória, você viverá um tempo novo. “Se o Senhor vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”
Receba a bênção do Senhor.

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Beberá do ribeiro no caminho, por isso exaltará a cabeça.”(Salmos 110:7)

Amado (a), a palavra ribeiro significa “curso de água”. E o que pode ser mais precioso ao caminhante sedento do que encontrar um ribeiro no caminho?
O peso corporal de um ser humano é formado por 70% de água. Por isso, sem alimento uma pessoa até pode resistir por cerca de 40 dias, mas, sem água, por apenas três dias. Daí a importância que o salmista atribui ao fato de podermos encontrar um ribeiro no caminho e nele saciarmos. Mas ele nos remete com esse versículo à fonte de água viva que temos a ventura de encontrar em nosso caminho: o Espírito Santo de Deus. Quando Jesus estava a caminho da Galileia, ele teve sede e pediu água a uma mulher samaritana, junto ao poço de Jacó. Quando ela estranhando o fato de um judeu estar se comunicando com uma samaritana que questionou porque Ele pedia água, Jesus respondeu: “Se conhecesses o dom que Deus tem para dar e quem é aquele que te está a pedir água, tu é que lhe pedirias e ele dar-te-ia Água Viva” (João 4: 10). Jesus disse à Samaritana que a Salvação acontece no nosso interior e “Aquele que beber da Água que eu lhe der nunca mais terá sede” (João 4: 14). A Água viva, diz o evangelho de São João, é o Espírito Santo (João 7: 39).Aquele que bebe desse manancial inesgotável será exaltado porque o Espírito Santo nos orienta e nos capacita a viver uma vida íntegra e a dominar os nossos inimigos não pela força, mas pela palavra. É o Espírito Santo que gera no nosso coração uma vida nova, a vida de Deus.
Amado(a), Jesus tem uma Água viva para nos dar, que vai fazer jorrar a vida eterna em nossos corações. Mas para beber da água de um ribeiro é necessário que nos curvemos. Pense nisto e receba a promessa do Senhor: “Vou derramar água sobre o que tem sede e fazer correr rios sobre a terra árida.


Graça e Paz!

domingo, 16 de agosto de 2009

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Porque os retos habitarão a terra, e os íntegros permanecerão nela.”(Provérbios 2:21)

Amado (a),

Dificuldades, lutas, tribulações, provações, injustiças são também vivenciadas por aqueles que escolhem seguir o caminho do Senhor. E isso tem sido questionado. Por que passar por isso se o caminho é reto, se a lei é cumprida? Ainda mais quando vemos o ímpio prosperar, os de má índole se gabarem de ter que o servo de Deus não tem. Se olharmos para essas circunstâncias, para a aparente prosperidade e impunidade dos maus e perversos, certamente pensamos: onde está Deus? Ou se Deus é por nós, por que os que estão contra nós se sobressaem? Mas não precisamos buscar respostas filosóficas para essas questões, nem fazer grandes pesquisas, pois a resposta está na palavra de Deus e é clara e translúcida. As promessas do Senhor não falham e se cremos nisso devemos compreender que não falha uma sequer. Todas já foram proferidas e todas serão cumpridas ao seu tempo. O Senhor prometeu a terra para Seus filhos e afirmou desde Gênesis que nela o homem seria senhor, que dominaria toda criatura. Isto inclui satanás. Muitos não tomam posse dessa palavra e se deixam enganar pelas astúcias do inimigo de nossas almas, quando nos quer fazer acreditar que não temos direitos. Mas Deus afirmou e Sua palavra é a verdade. E a terra é herança dos retos e íntegros. Isso quer dizer que pertence àqueles que não se deixam ludibriar pelas armadilhas do diabo, que não fogem do princípio para o qual foram criados e se mantêm firmes na e pela palavra. O sábio afirma que os íntegros permanecerão na terra. Isso quer dizer que apesar de satanás ser o príncipe desse mundo, chegará o dia em que terá de entregá-lo aos seus legítimos donos: os eleitos do Senhor. Os que guardam a Sua Lei e se mantêm íntegros e retos.
Graça e Paz!

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.” (Tiago 5:11)


Amado(a),

Os que passam por sofrimento têm a promessa de serem consolados. Passar por dor e provações traz um caminho melhor. A capacidade do ser humano é aperfeiçoada na fraqueza e na luta. O homem tem diante de si grandes oportunidades quando sabe ter a atitude certa em meio às tribulações. Jó tinha tudo e perdeu tudo. O inimigo de nossas almas foi até à presença de Deus pedir autorização para atacar a vida de Jó. Deus permitiu parte do plano de satanás para fazer de Jó um homem mais próximo Dele. E assim aconteceu. Jó sofreu, passou por dor, privação, luta e foi aprovado ao final de tudo. O Senhor abençoou Jó e lhe restituiu muito mais do que havia perdido. O que moveu o Pai foi o seu amor, misericórdia e piedade.
Você pode estar no meio de uma grande tempestade financeira, emocional, na saúde, em seus negócios, trabalho, na família... Não importa se é uma área ou em todas elas. O que realmente interessa é que a atitude correta levará você à vitória. Bem aventurados os que choram porque serão consolados. Jesus está pronto a lhe restituir tudo que foi perdido e como a palavra de Deus mesmo diz: “A glória da segunda casa será maior do que a da primeira”. Independente do que foi destruído na sua vida ou da situação pela qual você esta passando, firme-se nas promessas do Pai e veja o fim que o Senhor também lhe dará. Você não apenas conhecerá o nome do Senhor, mas o verá em sua vida.
Deus lhe abençoe!

sábado, 15 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.” (Lamentações 3:22-23)

Amado(a),

Deus nos perdoa apenas porque é longânimo, bondoso, amoroso e não por sermos nós merecedores de sua misericórdia. O pecado em nós é suficiente para nos destruir. Não fosse o amor que Jesus teve por nós, estaríamos agora mesmo em maus lençóis. Não seríamos alcançados pela graça de passarmos a eternidade com nosso Deus. As misericórdias de Deus não têm fim e todos os dias pela manhã se renovam. Isso gera em nossas vidas, a possibilidade diária de arrependimento e confissão de nossos pecados. Gera purificação de nossas falhas e grandes mudanças.
A fidelidade de Deus ultrapassa nosso entendimento porque mesmo quando não somos fiéis, Ele permanece fiel. Ele mantém seu amor por nós e seus braços em nossa direção para nos receber, basta, de nossa parte, acreditar em Jesus e estar disposto a segui-Lo. Também é necessário o reconhecimento diário de nossas limitações e erros para que haja porta em nossas vidas para as mudanças necessárias.
Usufrua hoje dessa misericórdia. Viva uma vida reta diante de Deus e dos homens, permita que sua vida seja colocada nos trilhos e as arestas apontadas.
Reconheça hoje seus pecados, seja você velho na fé ou recém nascido, e usufrua de forma integral da renovação que o perdão de Deus irá gerar em sua vida.
E lembre-se: Todos pecaram e destituídos foram da glória de Deus, você não é exceção. Não fique pensando em quem deveria ler esta mensagem no dia de hoje, mas leia você e reflita a seu próprio respeito.
Deus tem algo especial para sua vida hoje.


Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Mas tu, ó DEUS o Senhor, trata comigo por amor do teu nome, porque a tua misericórdia é boa, livra-me.”(Salmos 109:21)


Amado (a),
O Senhor é misericordioso e não nos desampara jamais. Essa é a legítima constatação. Deus nos ama apesar do que somos e não nos deixa sós quando a Ele clamamos. Ele trata diretamente conosco sem necessidade de intermediários. Basta que confiemos e a Ele levemos nossas petições. Grande e misericordioso é o Senhor, não há outro Deus além Dele que nos livra e nos socorre. Quantas vezes somos perseguidos e humilhados, mas é preciso que nos lembremos sempre de que acima de nossas angústias ou daqueles que nos subjugam está um Deus soberano que é justo e fiel. Na nossa tribulação Ele está presente e ainda que nos permita atravessar desertos e vales, jamais nos desampara. Antes faz com esses momentos sejam de aprendizagem para nossa constante edificação. Aquele que retém a palavra, que mesmo em face de tribulações e lutas confia e espera em Deus, certamente colhe as bênçãos dos céus.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir.” (Marcos 3:25)


Amado(a),

Várias são as estratégias para nos derrotar. Uma delas é a divisão. A divisão traz consigo a não sobrevivência, e, portanto, a destruição. A bíblia nos adverte que uma casa dividida não subsiste, não vive, não permanece. A palavra casa pode ser entendida como todo grupo do qual fazemos parte seja na família, igreja, trabalho ou qualquer outro. Todos os dias acontecem problemas de relacionamento entre os seres humanos e em decorrência disso, as desavenças, as fofocas, as intrigas, falatórios inúteis, mágoas, raiva, ira, falta de perdão e tantas outras coisas que embotam nossas emoções e nosso raciocínio. Não há como uma casa assim se manter em pé. Ela se destruirá por si só, não vai precisar da ajuda da concorrência.
Famílias de desintegram todos os dias em decorrência da falta de união que acontece em meio as lutas e problemas diários. Ao invés de um apoiar o outro e juntos sobreviverem as tempestades (assim serão mais fortes), brigam entre si, se acusam e se dividem. E a família caminha para a dissolução.
Empresas que tem pessoas de todos os tipos são fechadas porque o relacionamento entre os indivíduos é tenso, cheio de intrigas, invejas, falatórios e o famoso ato de “puxar o tapete”. As pessoas passam umas por cima das outras para garantir entre si um lugar ao sol e no coração do chefe. E para isso são capazes de coisas inimagináveis.
Igrejas racham, se dividem, em decorrência de pensamentos diferentes a respeite de assuntos de menor importância. Pessoas deixam de ir à casa de Deus porque se desentenderam, brigaram, ou simplesmente se feriram. E o corpo de Cristo fica desfalcado, ferido, machucado e muitas igrejas fecham suas portas, deixando de cumprir o seu objetivo que é dar testemunho de Jesus e trazer as pessoas para uma vida correta.
Você tem estado no meio de grupos assim? O que você faz quando coisas assim acontecem na sua vida?
Ninguém faz parte de um grupo assim sem ter alguma culpa da divisão que ocorre sobre si mesma. Portanto, reflita você sobre as condutas adotadas todos os dias em meio aos grupos de pessoas que lhe cercam e verifique quanto você precisa mudar.
Avalie-se hoje, busque em Deus a melhora e seja um pacificador no meio onde você se encontra.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Em recompensa do meu amor são meus adversários; mas eu faço oração.”(Salmos 109:4)

Amado (a) quantas pessoas não viveram a experiência de terem recebido a ingratidão e a hostilidade em troca de seu amor, ou de sua atenção. Quantas vezes fazemos o bem a uma pessoa e recebemos em troca o desprezo, a desatenção ou até mesmo a perseguição sem causa. Ainda assim, como cristãos devemos seguir o exemplo e o ensinamento de Jesus: perdoar setenta vezes sete. Não existe limite para o perdão. Foi o que Jesus quis dizer quando Pedro lhe perguntou até quando deveria perdoar seu irmão, se até sete vezes. E Ele responde: “Eu lhe digo: Não até sete, mas até setenta vezes sete".(Mateus 18: 21-35). Deus perdoou tantas coisas ao nos conceder o dom gratuito da Salvação em Cristo, que qualquer ofensa que outro ser humano possa praticar contra nós, é insignificante se comparada à Sua graça. Perdoar é o mínimo que podemos fazer, quando refletimos sempre acerca da bondade divina que tem sido derramada em nossas vidas.
Somos humanos e Deus compreende essa humanidade porque é Pai de misericórdia. Entretanto, recebemos uma natureza nova por meio da fé. Jesus é nosso Salvador e nosso referencial de humanidade. Ele conhece os pensamentos dos homens e é lá, nos pensamentos, que acontece o verdadeiro perdão – “Todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas” (Hebreus 4.13), por isso de nada adianta perdoar de boca e não de coração. O perdão genuíno se baseia na natureza da oração na igreja. (Mateus 6:14-15) e o Senhor Jesus deixa claro a onipotência da oração em nome de Cristo. Isso significa que o pleno perdão entre todos os membros é o que desencadeia a graça de Deus entre o seu povo. É necessário que perdoemos as pessoas que nos devem com a mesma misericórdia e generosidade com que Deus nos perdoa sempre. O perdão tem o poder de absolver o homem que feriu e o homem que foi ferido, trazendo assim a manifestação da cura na alma do homem. Em vista disso o salmista afirma que, apesar de ter recebido, em pagamento ao seu amor, a ingratidão, ele retribui em oração em favor daquele que não sabe reconhecer a graça e a misericórdia do Senhor e não vive os ensinamentos de Cristo.
O Perdão é a voz dos que aprenderam a linguagem do amor. E só que ama com amor de Cristo sabe retribuir o mal com o bem. E não há bem maior do que uma oração em favor dos adversários.

Graça e Paz!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“Porque o SENHOR dos Exércitos o determinou; quem o invalidará? E a sua mão está estendida; quem pois a fará voltar atrás?.”(Isaias 14:27)


Amado(a),

A determinação de Deus não pode ser mudada. Não há quem invalide ou torne nula uma sentença do nosso Pai. A porta que Ele abre ninguém fecha e a que Ele fecha ninguém abre. Quando Ele estende a mão para cada um de nós, ninguém o convence a recuar em sua decisão. A defesa de Deus é o melhor ataque. O nosso inimigo todos os dias, trama o mal contra nossas vidas e deseja ardentemente que haja perdição em nossa família. Mas nosso Senhor, em sua infinita misericórdia e poder, quer nos ver vitoriosos e plenos de sua graça. Estar do lado do exército vitorioso, o de Jesus Cristo, nos garante vitória. Mas cuidado para não escolher caminhos tortuosos e trazer sobre sua vida a derrota. Só há um que pode lhe ajudar neste tempo de tempestade e fazer acalmar as ondas do mar, só há um que pode lhe colocar em lugar de honra no seu trabalho e curar as suas feridas, só há um que pode lhe curar de suas doenças e enfermidades de uma vez por todas. Cuidado com o caminho que você escolher. Esteja certo da sua escolha. O inimigo de nossas almas não tem se cansado em fazer o mal, mas ele não o fará explicitamente. Ele irá lhe convidar para um banquete e colocará veneno em seu alimento, esperando que você morda a isca e morra envenenado. O banquete será bonito, terá aromas que lhe convidem a sentar a mesa com ele.
Jesus Cristo já conhece todas as armadilhas. Só Ele pode lhe livrar das armadilhas diárias. Entregue seu dia a Jesus Cristo, e também entregue seus problemas e dificuldades e Ele fará grandes coisas por você.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação







“Em Deus faremos proezas, pois ele calcará aos pés os nossos inimigos.”(Salmos 108:13)

Amado (a), sempre que oramos, solicitamos a Deus ajuda para atravessar situações difíceis?, incluímos súplicas e clamor por algo que almejamos, mas é bom atentarmos para esse versículo e observarmos que Davi não orou somente pedindo livramento, mas pela vitória. Veja que ele afirma, que anuncia a vitória, alicerçada em Deus. Com a ajuda de Deus podemos pedir mais do que a mera sobrevivência, ou auxilio para questões cotidianas, podemos clamar por êxito pleno em nossas vidas. Deus pode usar a nossa angústia como uma oportunidade de demonstrar o seu grande poder e nesse deserto nos apresentar um oásis e uma terra fértil que aos nossos olhos estão escondidos. Este salmo que termina com uma mensagem de fé, de esperança, de vitória, inicia também com uma expressão de fé do salmista dizendo "firme está o meu coração". Essa firmeza vem do Senhor! Crer e esperar: eis a grande mensagem e nossa única tarefa, pois podemos contar com a misericórdia, a benignidade do Senhor. E Ele está acima dos céus. Nem mesmo inimigos podem com o poder e a soberania do Senhor. Eles podem, temporariamente nos causar tristeza, chateação, mágoa, mas isso é momentâneo. Quando confiamos no Senhor, até mesmo quem se levanta contra terá que admitir o Senhorio de Deus. E Deus muitas vezes usa o mal que nos fizeram para nos abençoar e nos agraciar com as vitórias. Quando reconhecemos a soberania de Deus, passamos a fazer parte dos que podem contar com o Senhor e confiar no agir Dele, aguardando sempre o melhor! E até mesmo quem se levanta contra, acabará agindo para glorificar o Senhor, porque se tentarem o mal contra quem segue o querer de Deus, Ele irá transformar em bênção!
Na angústia, certamente, podemos confiar. Temos vitória ou a força para enfrentar as maiores lutas e dificuldades. E não em nossa força ou em nosso entendimento, mas porque em Deus faremos proezas! Quando buscamos a vontade do Senhor, vemos o Seu agir em nós. Até o que parece impossível, as pessoas verão acontecer, seguindo debaixo da vontade do Senhor! Amado(a), confie e viva debaixo da misericórdia de Deus e experimente sempre o Seu agir!
Graça e Paz!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009



“Porque o SENHOR dos Exércitos o determinou; quem o invalidará? E a sua mão está estendida; quem pois a fará voltar atrás?.”(Isaias 14:27)


Amado(a),

A determinação de Deus não pode ser mudada. Não há quem invalide ou torne nula uma sentença do nosso Pai. A porta que Ele abre ninguém fecha e a que Ele fecha ninguém abre. Quando Ele estende a mão para cada um de nós, ninguém o convence a recuar em sua decisão. A defesa de Deus é o melhor ataque. O nosso inimigo todos os dias, trama o mal contra nossas vidas e deseja ardentemente que haja perdição em nossa família. Mas nosso Senhor, em sua infinita misericórdia e poder, quer nos ver vitoriosos e plenos de sua graça. Estar do lado do exército vitorioso, o de Jesus Cristo, nos garante vitória. Mas cuidado para não escolher caminhos tortuosos e trazer sobre sua vida a derrota. Só há um que pode lhe ajudar neste tempo de tempestade e fazer acalmar as ondas do mar, só há um que pode lhe colocar em lugar de honra no seu trabalho e curar as suas feridas, só há um que pode lhe curar de suas doenças e enfermidades de uma vez por todas. Cuidado com o caminho que você escolher. Esteja certo da sua escolha. O inimigo de nossas almas não tem se cansado em fazer o mal, mas ele não o fará explicitamente. Ele irá lhe convidar para um banquete e colocará veneno em seu alimento, esperando que você morda a isca e morra envenenado. O banquete será bonito, terá aromas que lhe convidem a sentar a mesa com ele.
Jesus Cristo já conhece todas as armadilhas. Só Ele pode lhe livrar das armadilhas diárias. Entregue seu dia a Jesus Cristo, e também entregue seus problemas e dificuldades e Ele fará grandes coisas por você.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Dá-nos auxílio para sair da angústia, porque vão é o socorro da parte do homem.”(Salmos 108:12)

Amado (a), em quem você tem esperado o socorro? Quem você confia que pode te ajudar? O Salmista afirma que “vão é o socorro do homem”, porque ainda que alguns possam fazer algo, isto nem se compara ao que Deus pode fazer para nós. O próprio salmista completa este pensamento em outro versículo: “O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra”( Salmos 121:2).
Em 2ª Samuel 22:7 encontramos: “Porque na minha angústia invoquei ao Senhor, clamei ao meu Deus; e Ele no seu tempo, ouviu a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos”.
A Bíblia está repleta de indicações de quem devemos buscar nos momentos de angústia. Não há porque buscar em outros caminhos, em outros lugares, por isso, amado(a), entregue seus caminhos a Deus, e verá o socorro, a providência e a benção chegar mais rápido do que possa imaginar na sua vida. “O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra”. É a palavra que nos assegura essa confiança. É preciso que reconheçamos, como Davi, que o Deus inclina para nós os Seus ouvidos para ouvir o nosso clamor, e nos conceder no tempo devido aquilo pelo qual clamamos. Seja qual for a sua necessidade, creia que os ouvidos do Senhor estão atentos e Seus olhos estão continuamente sobre nós.
Deus quer que reconheçamos que Ele ainda nos atende e, para isso, precisamos nos achegar a Ele. Você tem se aproximado do Senhor, ou tem esperado no homem? Pense nisto!
Graça e Paz!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia. Descansa no SENHOR, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.”(Salmos 37:3-7)

Amado(a),

A vitória necessariamente passa por Deus. Nada acontece sem sua permissão, nem lutas, nem vitórias, nem o tempo de espera. Não cai um fio de cabelo de nossa cabeça sem que Ele permita, não cai uma folha de uma árvore sem que nosso Pai autorize. As regras para a vitória são várias e começa pelo confiar em Deus, e confiar significa entregar totalmente e aceitar a Sua vontade e a Sua forma de permitir que as coisas aconteçam. Nada acontece por acaso, e mesmo as coisas ruins e os injustos que prosperam em nosso caminho, tem a autorização de Deus.
Se você confiar em Deus e fizer o bem, o que é certo, aquilo que está escrito na bíblia como padrão de vida, então você habitará na terra e será verdadeiramente alimentado. Isso significa que você terá habitação, o seu lugar será garantido pelo próprio Deus e você terá alimento e não passará fome. Não somente alimento para o corpo, mas também para o espírito. Dê prazer a Deus com suas atitudes e tenha prazer nas coisas Dele e Ele concederá o que você mais deseja. Passe para as mãos de Deus o seu caminhar e deixe ele te direcionar. Confia no Pai e no seu modo de fazer as coisas, aceite o tempo que Ele determina para que as promessas se cumpram e Ele simplesmente fará as coisas acontecerem quando você menos esperar. Não somente realizará o teu desejo como vai também fazer a justiça estar do seu lado e o seu juízo (a sua forma de julgar as coisas) será sensato e brilhará como o meio dia de maneira que ninguém poderá deixar de notar e reconhecer o seu bom senso.
Repouse, tranqüilize seu coração em Deus, deite em seus braços e se entregue totalmente aguardando a solução do intelecto do nosso Pai. E enquanto não acontecer a sua vitória, enquanto ela não chegar, não olhe para o homem que prospera em seu caminho e nem fique aborrecido com a forma ardilosa como o homem a sua frente executa seus planos.
Nada prospera sem a permissão de Deus. Nada irá adiante sem a bênção de Deus. E creia: aquilo que Deus tem para você esta apenas começando.
Olhe para o dia de hoje e veja tudo que Ele tem feito até agora e aguarde porque muito mais Ele fará e seu coração se encherá de júbilo e gozo diante das grandes bênçãos que estão chegando.
A promessa de Deus nunca falha e nunca tarda.
Louve a Deus por isso. Louvemos ao Senhor pelo que Ele tem feito.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Então clamaram ao SENHOR na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”(Salmos 107:13)


Amado (a), Deus atende ao chamado daqueles a quem recebe por filho. Ainda que as coisas pareçam difíceis, que o problema pareça maior do que nosso ombro, Ele nos ouve quando clamamos pelo Seu Nome e nos livra. Esse é a grande verdade. As vezes passamos por lutas, por situações que nos angustiam e nos deixam cabisbaixo, mas ainda assim podemos confiar porque não há provação que supere o nosso Deus. Esses momentos devem servir para nos erguer, para nos elevar espiritualmente e para nos edificar. Quando somos fracos é que nos fortalecemos na força de Cristo Jesus. É preciso que nos lembremos sempre de que “se o Senhor é por nós, quem será contra nós?”. A porta que Ele abre não há quem possa fechar e Sua palavra jamais volta vazia. Portanto, amado(a), creia que se está passando por tribulações, por lutas e tempestades em sua vida, elas servirão para fortalecer sua fé, se invocar o nome do Senhor. Ele é poderoso e fiel para nos livrar de todo o mal e nos afastar de toda angústia.
Graça e Paz!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Respondeu o rei a Daniel, e disse: Certamente o vosso Deus é Deus dos deuses, e o Senhor dos reis e revelador de mistérios, pois pudeste revelar este mistério. Então o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitas e grandes dádivas, e o pôs por governador de toda a província de babilônia, como também o fez chefe dos governadores sobre todos os sábios de babilônia. E pediu Daniel ao rei, e constituiu ele sobre os negócios da província de babilônia a Sadraque, Mesaque e Abednego; mas Daniel permaneceu na porta do rei.” (Daniel 2:46-49)


Amado(a),

Após entregar a revelação ao rei, Daniel ouve de Nabucodonosor a exaltação ao Deus verdadeiro. O rei afirma que o Deus de Daniel estava acima de todos os outros, reconhecendo a soberania do nosso Pai. Impressionado, colocou Daniel em lugar de honra, presenteando-o com grandes dádivas e entregando-lhe o posto de governador de toda a província da Babilônia. Mas não foi Daniel que se exaltou, não foi ele que falou de si mesmo coisas que Deus é quem faria os outros verem. Além disso, Daniel não se esqueceu de seus amigos e companheiros de fé, pedindo por eles também. Toda luta traz a possibilidade a todos nós de crescer. Devemos procurar apresentar-nos a Deus, como obreiros, que não tem do que se envergonhar, mas que manejam bem a palavra da verdade (). Então, após passarmos pela luta e sermos aprovados, certamente estaremos em outro nível espiritual, além das grandes vitórias que o Senhor nos concede gratuitamente. Obedecer e manter-se na posição correta, nos mantém firmado na Rocha e nos dá a garantia de vitória que já foi decretada pelo nosso Pai.
Você que ser constituído sobre os negócios que se apresentam a sua frente? Quer ter vitória sobre a situação que se apresenta a sua frente? Então seja como Daniel e busque no Senhor a resposta. Obedeça e mantenha-se posicionado.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Os loucos, por causa da sua transgressão, e por causa das suas iniquidades, são aflitos.”(Salmos 107:17)
Amado (a), sobre a sabedoria e a busca do conhecimento, a Bíblia diz em Provérbio 3:13 que: “A sabedoria é o alvo do inteligente... Feliz o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento...” Essa busca deve incessante e deve pautar nossos caminhos apontando para o Reino de Deus, pois toda sabedoria sem o fundamento da fé é inócua. Sabemos que há um mundo espiritual e que o reino das trevas luta contra aqueles que têm como alvo o Reino de Deus. Nessa luta, serão vencedores aqueles que buscarem um profundo conhecimento do Senhor, conforme diz Oséias 6:3: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor...”
O conhecimento é algo que se alcança nos livros, nas escolas, nas faculdades pelas experiências da vida, mas a sabedoria é dom de Deus e somente Ele pode conceder. Inteligência, cultura, educação acadêmica não são sinônimos de sabedoria. Pode-se ter tudo isso sem ser sábio. O salmista nos chama a atenção para o fato de que os loucos são aflitos e isso se dá por conta de sua transgressão. Loucos podem ser inteligentes, cultos, educados, porém, jamais podem ser considerados sábios. E a aflição é uma conseqüência de não se ter Deus no coração, de não se ter um sentido para a vida. Uma situação remete à outra: aos loucos falta sabedoria e a falta de sabedoria, ou ação de Deus em suas vidas, leva à iniqüidade e à transgressão. Em geral, quem transgride ou subverte as leis tornam-se aflitos e essa aflição leva ao círculo vicioso da loucura, transgressão, iniqüidade, aflição...
O caminho para se fugir desse ciclo é a busca da verdade, pela palavra de Deus como nos ensina João 17:3 “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, ó único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.
Quando o Senhor nos diz: João 8:32: "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará", Ele fala sobre a verdade como algo exato e objetivo. A verdade é a palavra de Deus revelada. Em João 17:17, Ele disse: "tua palavra é a verdade".Paulo instruiu os Tessalonicenses: "Julgai todas as cousas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal" (1 Tessalonicenses 5:21-22). Os humanos podem andar em dúvida e incerteza, mas Jesus é inequívoco.
Quando conhecemos a verdade, podemos distinguir o certo do errado e caminhar em busca da sabedoria.
Graça e Paz!

domingo, 9 de agosto de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Então o rei Nabucodonosor caiu sobre a sua face, e adorou a Daniel, e ordenou que lhe oferecessem uma oblação e perfumes suaves.” (Daniel 2:46)


Amado(a),

Daniel foi usado por Deus para revelar a interpretação do sonho de Nabucodonosor. Assim que o rei ouviu, soube que era aquela a interpretação e caiu sobre a sua face. O Senhor falou com o rei por meio de Daniel. A interpretação não era de Daniel, mas de Deus. Quando Daniel entrega a mensagem, ele diz o que veio da boca de Deus. E era tremendo demais para não se prostrar.
Daniel foi colocado em lugar de honra em decorrência de se deixar usar por Deus.
O Senhor quer mudar a sua história e quer que você se deixe usar por Ele. Ele não deseja que você continue na vida que está. Não quer lhe ver doente, fracassado em seus negócios, cheio de dívidas, com problemas de relacionamento, sem ser respeitado (a) por onde anda, sem ser ouvido pelas pessoas, desacreditado (a) em seu trabalho. Deus quer que os reis lhe ouçam, quer que sua boca seja usada para falar das coisas Dele, quer te colocar em lugares altos. A oblação recebida por Daniel é um tipo de oferta que ser faz a santos ou a Deus. Assim Deus quer que você receba ofertas e aromas suaves. Quer te ver em lugares abençoados e agradáveis de estar porque tem um perfume leve. Não te quer ver em ambientes pesados e sujos.
Deus quer ver sua vida diferente. Ele não quer mais ver você passar pelas coisas que vem passando, mas quer lhe dar vitórias incontáveis.
Deixe-se usar pelo Pai, abra a sua boca para falar das coisas do nosso Senhor, passe aos outros a bênção de Deus por intermédio de seu testemunho e de suas palavras e veja como sua vida será abençoada pelo nosso Pai que usará as pessoas ao redor para colaborarem na sua vitória.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.”(Provérbios 1:7)



Amado (a), a palavra sabedoria significa, segundo o dicionário Aurélio, grande conhecimento, erudição, saber, ciência; qualidade de sábio; prudência, moderação, temperança, sensatez, reflexão; conhecimento justo das coisas; ciência; conhecimento inspirado nas coisas divinas e humanas. Os livros da Bíblia nos remetem a todas essas idéias apresentadas na definição e vai além, pois nos ensina como obter a sabedoria que procede de Deus, como viver em sabedoria e não apenas ter ou adquirir sabedoria.
Ter sabedoria, sabendo usá-la é viver e pensar em conformidade com a verdade e justiça de Deus e isso é essencialmente um dom que vem de Deus. Veja o que escreve Paulo em I Cor 2:8 “Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência”.
Há muitas pessoas que são inteligentes, mas não são sábias. Não sabem aplicar com discernimento as experiências que teve oportunidade de vivenciar.
Não há sabedoria sem temor, como não há temor sem fé. Deus é que nos capacita a ser sábios. Lembremos o pedido de Salomão quando o Senhor lhe deu a oportunidade de pedir o que quisesse: “Pede o que quiseres que eu te dê. Salomão pediu apenas uma coisa: Sabedoria e Conhecimento para governar o povo. Deus então responde: “Porquanto houve isto no teu coração, e não pediste riquezas, bens, ou honra, nem a morte dos que te odeiam, nem tampouco pediste muitos dias de vida, mas pediste para ti sabedoria e conhecimento, para poderes julgar a meu povo, sobre o qual te constituí rei, sabedoria e conhecimento te são dados; e te darei riquezas, bens e honra, quais não teve nenhum rei antes de ti, e nem depois de ti haverá.” ( II Crônicas 1:6-12).
Assim como fez com Salomão, também o Senhor fará a nós se lhe pedirmos em oração nos ensina Tiago 1:5 - “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.”
Na leitura contínua e constante da palavra temos uma fonte inesgotável de sabedoria e dela não nos desviaremos. O mesmo rei Salomão é um exemplo de ter sabedoria e não viver em sabedoria, quando se apartou dos mandamentos do Senhor. Portanto, amado(a), com esse rei podemos aprender com o exemplo e com o contra exemplo a buscarmos a sabedoria e não nos desviarmos dela se quisermos viver bem todos os dias de nossas vidas.
Graça e Paz!