Traduza este blog

terça-feira, 31 de maio de 2016

Porque todos os deuses dos povos são ídolos; porém o Senhor fez os céus. 1 Crônicas 16:26


Quando a Bíblia fala em ídolos, pensamos que se tratam apenas de estátuas ou imagens que as pessoas adoram. Mas nem todos consideram que a televisão, o automóvel, a casa, certos bens, um hobby, uma pessoa, um partido político, o trabalho, um esporte, um vício ou qualquer outra coisa que ocupe o espaço de Deus pode tornar-se um ídolo.  Uma obstinação ou devoção a algo é como a idolatria aos olhos de Deus.    O que precisamos entender que tudo o que é mais importante para uma pessoa do que ao próprio Deus pode ser considerado um ídolo. O que o Criador  espera de nós é adoração exclusiva. Deus não divide a Sua honra e glória com nenhum outro deus, seja ele em forma de ídolo, objeto de devoção ou prática. Deus fez os céus e a terra e nenhum outro deus reflete a Sua soberania. Por essa razão só a Ele devemos culto e por essa razão devemos atender o que nos ensina o apóstolo Paulo em Colossenses 3:5


Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria. 

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Tributai ao Senhor, ó famílias dos povos, tributai ao Senhor glória e força. 1 Crônicas 16:28


A Bíblia conclama as famílias a tributar a devida honra e glória ao Senhor. Mas vivemos em um tempo em que as famílias estão sendo o maior alvo de satanás no seu propósito de destruir a criação de Deus. Destruindo a célula familiar, desvirtua a obra de Deus e obtém o seu intento. Essa é a estratégia do inimigo e sabendo disso precisamos nos blindar das suas ciladas. A família é o fundamento de nossa sociedade, o alicerce de nossas vidas e a base da Igreja de Cristo. Se a família for destruída, a Igreja perde a força e, consequentemente nos enfraquecemos e nos distanciamos dos propósitos de Deus. O plano de satanás, portanto, é semear a discórdia dentro dos lares, principalmente nos lares cristãos, e difundir a ideia de que as coisas do mundo são mais importantes do que a família. Mas para não darmos brecha para que o adversário opere, devemos fazer o que a Bíblia nos ensina e ao nos mantermos íntegros em família, tributamos a Deus.


Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; 1 Pedro 5:8

domingo, 29 de maio de 2016

Buscai ao Senhor e a sua força; buscai a sua face continuamente. Lembrai-vos das maravilhas que fez, de seus prodígios, e dos juízos da sua boca; 1 Crônicas 16:11-12


A Bíblia diz em I Crônicas 16: 7 que Davi, em primeiro lugar, deu esse salmo para que, pelo ministério de Asafe e de seus irmãos, louvassem ao Senhor. Com ele percebemos a importância de buscar a Deus constantemente. Aquele que está fraco, sem forças o Senhor renova e refrigera a alma, pois assim como fez aos filhos de Israel, Ele transforma desertos em mananciais, terras secas em rios, abate os inimigos, levanta e fortalece o caído. A Bíblia nos diz que aquele que busca encontra, e nos se chegarmos a Deus, Ele se chegará a nós! Quando O buscamos continuamente e de todo o coração, contemplamos a Sua glória, desfrutamos da Sua presença, somos fortalecidos e nos enchemos das virtudes do fruto do Espírito. Assim agradaremos a quem tudo fez para nos salvar. Busquemos ao Senhor, porque os seus caminhos, os seus pensamentos são bem mais altos que os nossos! E é o próprio Senhor Jesus quem nos exorta a buscar, lembrando-nos de que se nosso foco for o Reino de Deus, tudo o mais nos será acrescentado



Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Lucas 12:31

sábado, 28 de maio de 2016

E entendeu Davi que o Senhor o tinha confirmado rei sobre Israel; porque o seu reino tinha sido muito exaltado por amor do seu povo Israel. 1 Crônicas 14:2


Assim como Deus confirmou Davi no trono e deu a conhecer os caminhos pelos quais deveria ou não seguir, o Senhor confirma os passos dos que fazem o bem e se regozija no caminho que o seu servo segue! Confirmar significa dar a direção, apontar qual caminho está certo e que não trará dores, além de agradar ao Senhor. Para isso é preciso fazer a vontade do pai, buscando crescer na graça e no conhecimento, é preciso consultar ao Senhor em toda e qualquer momento de dúvida e de decisão para agir sempre conforme a palavra de Deus. Davi andou conforme a direção de Deus, mas também se desviou. Todavia, nesses momentos, ele se arrependeu e buscou com sinceridade de coração voltar para o caminho certo e seguro, sob a orientação do Senhor. Nós seres humanos somos falhos e nada podemos fazer sem o Senhor,  e se erramos ou tropeçamos, assim como Davi, podemos estar certos de que o nosso Deus diante dessa queda não nos deixará prostrados, pois o próprio Senhor nos sustém com as suas mãos. É o Senhor  Deus quem confirma que fomos escolhidos


“Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel”  (Atos dos Apóstolos 9.15).

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Assim morreu Saul por causa da transgressão que cometeu contra o Senhor, por causa da palavra do Senhor, a qual não havia guardado; e também porque buscou a adivinhadora para a consultar. 1 Crônicas 10:13


Saul morreu por suas transgressões diante de Deus, principalmente por ter consultado uma vidente, pois Deus não admite adivinhações, premonições, vidências, jogos de cartas, búzios, tarô, necromancias, consultas a espíritos ou qualquer outra coisa que tenha por objetivo prever o futuro, pela simples razão de que somente Ele sabe de todas as coisas. Tentar adivinhar o futuro é tentar usurpar a Onisciência de Deus. Saul foi ungido por Deus para ser o primeiro rei de Israel e tinha, portanto, a proteção e a visão de Deus em seu reinado. Tinha tudo para ter dado certo, mas não se mostrou preparado espiritualmente para assumir tão alto cargo e por isso se deu mal, pois desobedeceu a Deus, escolhendo, diante do silencio de Deus, consultar uma vidente. Essa foi a pior decisão de sua vida. Muitos inda hoje agem como Saul e dão ouvidos ao diabo que instiga as pessoas a querer saber o que vem pela frente Aquele que obedece a Deus sabe que não precisa consultar o futuro, mas, ao contrário do que fez Saul, consultar a Bíblia e viver conforme os seus princípios


Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança. Romanos 15:4

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido. 1 Crônicas 4:10


Nesse versículo, conhecido como a oração de Jabez, percebemos que Deus quer nos mostrar que ao invocarmos o Seu nome, assim como fez esse homem, cujo nome significa dor e que, embora não se tenha mais detalhes sobre a sua vida mereceu destaque na Bíblia. Jabez orou. Isso foi o suficiente para que Deus o atendesse. Ao clamarmos pela bênção de Deus, estamos pedindo aquilo que não poderíamos conseguir com nosso próprio esforço reconhecendo que Ele pode fazer o que não podemos em nossa limitada condição. Jabez deixou inteiramente nas mãos de Deus a natureza da bênção, onde e como ela lhe seria dada. Ele clamou por mais e maiores oportunidades para realizar os propósitos de Deus para sua vida. Aprendemos com essa oração que, quanto mais Deus nos responde, mais devemos nos preparar enfrentar ataques espirituais. Precisamos aprender a orar como Jabez, a confiar plenamente no Senhor e a contar com Ele para nos livrar do mal, certos do que nos assegura Jesus em Mateus 21:22


E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

E fez o que era reto aos olhos do Senhor; e andou em todo o caminho de Davi, seu pai, e não se apartou dele nem para a direita nem para a esquerda. 2Reis 22:2


Esse versículo se refere ao rei Josias, que reinou em Israel por trinta e um anos, e desde sempre fez o que era reto aos olhos de Deus, mesmo sendo filho de um rei ímpio e que até a sua verdadeira conversão fez tudo o que contrariava a Palavra de Deus. Josias tinha tudo para seguir o exemplo do pai, Amom, que era muito mau, assim como seu pai, o Rei Manassés, havia sido. Mas a Bíblia conta que Manassés tinha sido um rei muito perverso durante anos, mas depois de ser capturado pelos assírios e levado cativo para Babilônia, enquanto estava preso, Manassés implorou a Deus que o perdoasse, e quando foi libertado voltou a Jerusalém e começou a reinar de novo. Assim, pode corrigir as coisas ruins que tinha feito e ajudar o povo a servir ao Senhor. Contudo, seu filho Amom não seguiu seu bom exemplo. Mas seu neto, Josias, escolheu seguir o bom exemplo de seu avô arrependido, em vez do mau exemplo de seu pai, Amom. Embora Josias fosse jovem, ele estava determinado a servir ao Senhor e ouviu os que conselheiros que amavam a Deus em vez de aqueles que tinham sido amigos de seu pai. Ele não precisou fazer novos erros, bastou-lhe optar pelo caminho certo ao ser advertido pelos erros de passadas gerações. Assim como Josias somos tentados ao erro, mas também podemos nos desviar dele, sabendo de suas consequências. Josias escolheu fazer o que era reto e "não se desviou nem para a direita nem para a esquerda". Como alguém que ocupou uma posição de confiança, resolveu obedecer à instrução que tinha sido dada para a guia dos governantes de Israel; e sua obediência tornou possível que Deus o usasse como um vaso de honra. Com esse rei aprendemos que é melhor obedecer a Deus e nos desviar daqueles que nos ensinam o contrário, conforme nos diz Paulo



Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. 2 Tessalonicenses


3:14

terça-feira, 24 de maio de 2016

Também pôs uma imagem de escultura, do bosque que tinha feito, na casa de que o Senhor dissera a Davi e a Salomão, seu filho: Nesta casa e em Jerusalém, que escolhi de todas as tribos de Israel, porei o meu nome para sempre; 2 Reis 21:7


Manassés sucedeu Ezequias no trono, mas ao contrário de seu pai, o rei mais fiel ao Senhor de todos os que reinaram sobre Judá, ele caiu na idolatria e fez coisas mais abomináveis a Deus do que os cananeus que haviam sido expulsos pelo Senhor diante dos israelitas. Todas as coisas que Deus condena esse rei sanguinário e idólatra foi capaz de fazer, apesar do bom exemplo que recebeu. Ele voltou a edificar os altos que seu pai havia derribado, levantou altares aos baalins, fez postes-ídolos, edificou altares e adorou os falsos deuses no próprio templo, queimou seus próprios filhos como sacrifício, fez adivinhações, agouros e feitiçarias e lidou com necromantes e feiticeiros. Por tudo isso o Senhor declarou pelos  seus profetas que Jerusalém e Judá seriam severamente castigados. Mas a Bíblia relata que, depois de ser levado cativo para a Babilônia pelo exército da Assíria, Manassés se arrependeu do seu pecado e clamou ao Senhor humilhando-se diante Dele. Com misericórdia Deus atendeu a súplica de Manassés e o restaurou ao seu reino em Jerusalém. Depois de reconhecer que Deus é o Senhor, Manassés fortaleceu o seu reino, tanto militarmente quanto espiritualmente. O novo Manassés tirou os deuses estranhos e o ídolo do templo, e todos os altares que edificara em Jerusalém, e os lançou fora da cidade e assim restaurou o altar do Senhor. Quando vemos a história de Manassés e todas as abominações que esse rei praticou pensamos que uma pessoa que teve uma boa referência jamais poderia descer a esse ponto, mas também pensamos que ele não merecia o perdão  de Deus. No entanto, a misericórdia de Deus vai estar presente quando verdadeiramente nos arrependemos. Não importa quantos erros tenha cometido, se há arrependimento verdadeiro, há perdão de verdade! Jesus nos dá a chance de mudarmos nossa história, assim como Manassés, por isso nos diz em Lucas 5:32


Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento. 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Ah, Senhor! Suplico-te lembrar de que andei diante de ti em verdade, com o coração perfeito, e fiz o que era bom aos teus olhos. E chorou Ezequias muitíssimo. 2 Reis 20:3


A oração do rei Ezequias  nos estimula a clamar a Deus nos momentos em que estamos em profunda angústia e intensa tribulação. O rei Ezequias tinha convicção de que agia com correção e integridade diante de Deus. Ele orou e chorou confiando na justiça divina, pois conhecia o Senhor e sabia que seria tratado como filho de Deus. Assim como Ezequias que teve sua história mudada depois que Deus ouviu sua oração e viu suas lágrimas nós também podemos fazer a mesma oração sabendo que somos justificados por Jesus que nos garante o livre acesso e também a certeza de que seremos atendidos por Deus naquilo que pedimos. E Ele, certamente responderá nossas orações quando estas estiverem de acordo com a sua vontade.


“Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas a face do Senhor está contra os que praticam o mal.” (1 Pedro 3:12 )

domingo, 22 de maio de 2016

Agora, pois, ó Senhor nosso Deus, te suplico, livra-nos da sua mão; e assim saberão todos os reinos da terra que só tu és o Senhor Deus. 2 Reis 19:19


Esse versículo registra parte da oração de Ezequias e nos mostra que Deus ignora a oração do ímpio, mas torna eficaz a oração fervorosa do justo. Deus ouviu o clamor de Ezequias para livrar Israel da mão Senaqueribe, o rei da Assíria, que ameaçava  Jerusalém, blasfemando o nome de Deus, e levar o povo a rejeitar a liderança de Ezequias e se entregar aos assírios. Quantos senaqueribes estão em ação por aí, corrompendo o povo e blasfemando o nome de Deus subjugam o povo que tira os olhos do Senhor. Quando conhecemos e admitimos nossos erros e colocamos diante de Deus nossas limitações, pedindo-lhe que nos livre de nossos inimigos, fechamos as brechas, em vez de jogar a culpa nos outros, Deus nos livra.  A Bíblia nos dá vários exemplos sobre eficácia das orações do povo de Deus. Em Tiago 5:16, podemos encontrar uma declaração clara dessa verdade:

 "Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."

sábado, 21 de maio de 2016

Inclina, Senhor, o teu ouvido, e ouve; abre, Senhor, os teus olhos, e olha; e ouve as palavras de Senaqueribe, que enviou a este, para afrontar o Deus vivo. 2 Reis 19:16

Resultado de imagem para clamar a deus


Muitas vezes nos sentimos angustiados e sozinhos, achando que o Senhor está em silêncio conosco. Mas assim como descobriu o rei Ezequias nós também podemos estar certos de que Ele nunca nos abandona. Deus  sempre tem o controle de tudo e se permite que alguma coisa nos aconteça a intenção é para nos ensinar algo. Quando invocamos ao Senhor e confiamos, Ele nos ouve. Deus inclina os Seus ouvidos e está sempre atento ao nosso clamor. Portanto, quando nos dirigimos a Deus nossa oração e súplica o próximo passo é confiar no Senhor e descansar, certos de que Ele está no controle e responde às orações dos Seus filhos.  Ainda que aos nossos olhos sejam causas impossíveis, Deus é onipotente e tudo pode. Para resolver os nossos problemas, basta que os entreguemos nas mãos de Deus e aceitemos as Suas respostas como as melhores, ainda que não coincidam com os nossos desejos. A vontade de Deus é sempre o melhor para nós.

sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. Hebreus 11:6

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Assim estas nações temiam ao Senhor e serviam as suas imagens de escultura; também seus filhos, e os filhos de seus filhos, como fizeram seus pais, assim fazem eles até ao dia de hoje. 2 Reis 17:41


O que está registrado neste versículo é a realidade da sociedade atual. A Palavra de Deus expressa na Bíblia não tem entrado no coração daqueles que insistem em negar a orientação de nosso Deus, muito clara no  primeiro mandamento com a condenação explícita de qualquer forma de idolatria, seja visível, ou invisível. A revelação de Deus a Moisés no Monte Sinai é totalmente contrária à idolatria, na forma de imagens ou apegos insensatos. “Não terás outros deuses diante de mim”. A idolatria levou o povo de Israel e tem levado as pessoas hoje a desviar-se,  a servir a outros deuses e a  prostrar-se diante deles, devido ao  engano gerado em seus  corações.  A idolatria é uma loucura condenada nas Escrituras em diversas passagens (Jr 2.26-28; 10.1-16; Is 40.18-20; 41.4-7; 44.9-20; Sl115. 1). Porque Deus é suficiente não temos motivos para querer outros deuses ou precisar deles, sabendo que Deus não tolera desde a idolatria mais extravagante, explícita, visível a mais íntima, implícita, invisível, pois a idolatria é como prostituição espiritual, ou o adultério. “Quem adora a um ídolo se torna um só com ele”, conforme  1Co 6:16:

Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

E da aliança que fiz convosco não vos esquecereis; e não temereis a outros deuses. Mas ao Senhor vosso Deus temereis, e ele vos livrará das mãos de todos os vossos inimigos. 2 Reis 17:38-39


Deus preza muito a aliança que fez com Seu povo. Mas nossa obediência a Deus deve brotar da consciência de quem Ele é. Enquanto não entendemos quem é Deus não saberemos o que Ele quer.  Amar a Deus é o centro da nossa obediência a Ele. Quando O conhecemos com mais profundidade sabemos como agradá-Lo, assim como fazemos com as pessoas com quem convivemos. Quanto mais intimidade, mais conhecemos os gostos e desejos das pessoas ao nosso redor. Mas Deus espera de nós muito mais do que intimidade, Ele quer exclusividade. Ele já havia anunciado isso em mundo em que existiam muitos deuses (egípcios, cananeus, jebuseus). Hoje esses deuses mudaram de nome e atendem por sucesso, prestígio, o próprio “eu”, fama, poder etc. Quando deixamos de cultuar a um único e soberano Deus que nos deu a vida e nos mantém pela sua grande misericórdia, dedicando mais tempo aos ídolos modernos, vemos que estamos cada vez mais inseguros e carecemos sobretudo de aceitação. Ao contrário da liberdade que o Deus de Israel nos garante, esses deuses nos mantêm na escravidão. Mas se conhecemos e nos dedicamos só a Deus, estamos livres de pertencer aos tiranos que querem nos aprisionar. Assim, aqueles que cumprem o primeiro mandamento protegem a sua liberdade.  Quando amamos a Deus, conforme nos ensinou Jesus, não nos apaixonamos pelas futilidades desse mundo.

E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Mateus 22:37

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Porém ele deixou o conselho que os anciãos lhe tinham dado, e teve conselho com os jovens que haviam crescido com ele, que estavam diante dele. 1 Reis 12:8


A Bíblia narra que tornado rei o filho do sábio Salomão em vez de ouvir os conselhos dos anciãos escolheu ouvir os jovens que lhes deram maus conselhos e essa foi a causa dos problemas que enfrentou. Aprender a ouvir conselhos é necessário para o sucesso de qualquer iniciativa! Mas a prepotência, o orgulho, o egoísmo e o individualismo excessivos são  os inimigos declarados da audição de conselhos. Quem dá ouvidos a quem não tem testemunho de vida ou toma decisões solitárias, certamente age intempestivamente  e  colhe consequências desastrosas. A Bíblia nos ensina que projetos promissores são seguramente estabelecidos, por meio de conselhos sábios. Aquele que busca e segue  bons conselhos consegue governar sua vida, sua casa, e até uma nação. Por isso devemos seguir o conselho do apóstolo quando nos ensina


Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Colossenses 3:2

terça-feira, 17 de maio de 2016

E há de ser que, se ouvires tudo o que eu te mandar, e andares pelos meus caminhos, e fizeres o que é reto aos meus olhos, guardando os meus estatutos e os meus mandamentos, como fez Davi, meu servo, eu serei contigo, e te edificarei uma casa firme, como edifiquei a Davi, e te darei Israel. 1 Reis 11:38


Quando lemos a trajetória de Davi, compreendemos que ele não foi o melhor exemplo de pai ou de marido. Vemos que ele cometeu sérios erros e apesar de ter derrotado Golias não conseguiu derrotar vários gigantes em sua vida, tais como os gigantes da tentação, do orgulho, da traição, do adultério. Davi fez escolhas erradas, deixou de consultar a Deus quando seu coração estava propenso ao erro, mentiu e para esconder seu erro cometeu vários outros. Além disso, errou muito na educação de seus filhos, sendo permissivo, contudo, a bíblia nos mostra que apesar de seus erros, Davi era um homem com o coração segundo o coração de Deus, pois ele aprendeu com seus erros e entendeu que a consequência deles pode ser terrível. Mesmo tendo cometido muitas falhas, a Bíblia mostra que Davi se arrependeu dos seus erros e pediu perdão a Deus, com sinceridade. E, apesar das turbulências familiares, Deus edificou uma casa firme em Davi, prova disso é que o nosso Salvador veio da geração de Davi.
E nos levantou uma salvação poderosa na casa de Davi seu servo. (Lucas 1:69 )

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o Senhor seu Deus, como o coração de Davi, seu pai, 1 Reis 11:4


Apesar da renomada sabedoria, Salomão se tornou num dos maiores fracassos de toda a história bíblica. Vemos que a origem desse fracasso foi o seu amor pelas mulheres estrangeiras, as quais cultuavam outros deuses. Riquíssimo e famoso, não faltavam reis e príncipes que lhe oferecessem suas filhas, irmãs e parentes em casamento. O resultado foi que Salomão se afastou de Deus e se tornou idólatra. Ao se envolver com a idolatria, ele se deixou levar pela imoralidade comum nos cultos pagãos. Diferentemente de seu pai, Davi, Salomão abandonou o culto ao único e verdadeiro Deus e seguiu Astarote, deusa dos sidônios, e Milcom, a abominação dos filhos de Amom”. A Astarote, deusa do amor e da fertilidade, praticavam cultos com atos licenciosos e impuros. A adoração a Milcon, também envolvia ritos demasiados horríveis, cujos crimes cometidos a serviço desses ídolos eram tão monstruosos que o Senhor ordenou que os povos nativos de Canaã fossem destruídos por completo (Deuteronômio 7:2-5). Salomão não só permitiu que seu coração fosse desviado a seguir esses deuses pagãos, como também edificou centros de adoração a eles. Mas Salomão não se afastou de Deus de repente. Isso foi ocorrendo aos poucos, ao permitir que suas esposas fizessem sacrifícios aos seus ídolos e na sequência ele próprio, depois de acompanha-las para assistir, passou a tomar parte nos rituais. Aprendemos que Um "leve" pecado para agradar os outros ou para manter uma amizade é o primeiro passo para nos afastar de Deus. E as consequências são inevitáveis, mesmo para o homem mais sábio que já existiu. Paulo, em sua carta aos romanos, descreve o comportamento licencioso de pessoas que se afastaram de Deus em busca de idolatria:


“Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão. Eles dizem que são sábios, mas são tolos. Em vez de adorarem ao Deus imortal, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais de quatro patas, ou com animais que se arrastam pelo chão. Por isso Deus entregou os seres humanos aos desejos do coração deles para fazerem coisas sujas e para terem relações vergonhosas uns com os outros. Eles trocam a verdade sobre Deus pela mentira e adoram e servem as coisas que Deus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Amém! Por causa das coisas que essas pessoas fazem, Deus as entregou a paixões vergonhosas. Pois até as mulheres trocam as relações naturais pelas que são contra a natureza. E também os homens deixam as relações naturais com as mulheres e se queimam de paixão uns pelos outros. Homens têm relações vergonhosas uns com os outros e por isso recebem em si mesmos o castigo que merecem por causa dos seus erros.” (Romanos 1:21-27).

domingo, 15 de maio de 2016

Bem-aventurados os teus homens, bem-aventurados estes teus servos, que estão sempre diante de ti, que ouvem a tua sabedoria! 1 Reis 10:8


Estas palavras foram proferidas por uma rainha conhecida por sua beleza e riqueza e que reinava em Sabá, cidade que distava cerca de mil quilômetros de Jerusalém, quando os meios de comunicação eram muito precários. Todavia, as notícias se espalhavam por intermédio de pessoas que viajavam a pé ou no lombo de animais como jumento ou camelo. O livro de 1 Reis descreve esta rainha como corajosa e decidida, além de bonita e rica. Ao ter conhecimento de um rei extremamente sábio e que servia a um Deus poderoso capaz de executar tantos milagres, a rainha de Sabá tomou uma importante decisão que iria mudar toda a sua vida: ela iria a Israel conferir o que diziam sobre Salomão. Mesmo enfrentando uma distância considerável ela se dirigiu com seus servos a Jerusalém para conhecer Salomão aprender de sua sabedoria. Assim como a rainha de Sabá, precisamos ser corajosos e ter o coração desejoso de aprender do Senhor, crescer em Seus caminhos para nos transformarmos em pessoas plenas de sabedoria. A rainha de Sabá não queria apenas conhecer Salomão, cuja sabedoria foi dada por seu Deus, mas também conhecer o Deus que fez prodígios na vida desse rei. Ela era uma mulher que desejava saber a verdade e queria constatar pessoalmente tudo que ouvira falar. Não foi por acaso que o próprio Jesus reconheceu seu esforço em vir de tão longe para conhecer a sabedoria de Salomão. Em Mateus 12:42, Ele disse que ela


A rainha do sul se levantará no dia do juízo com esta geração, e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis que está aqui quem é maior do que Salomão.

sábado, 14 de maio de 2016

E dirão: Porque deixaram ao Senhor seu Deus, que tirou da terra do Egito a seus pais, e se apegaram a deuses alheios, e se encurvaram perante eles, e os serviram; por isso trouxe o Senhor sobre eles todo este mal. 1 Reis 9:9


A Bíblia descreve todo o cuidado de Deus ao tirar o povo do Egito, desde a preparação do libertador, Moisés, às provisões durante a travessia. Ele não permite que entremos no deserto para morrer e sim para podermos ter vida e vida com abundância. E no deserto o próprio Deus nos ensina lições maravilhosas que nos acompanharão pela vida inteira.  Mas a Bíblia também nos mostra que o povo, mesmo conhecendo a provisão de Deus, muitas vezes se voltou a outros deuses. Mas é no deserto também que Deus nos mostra o quanto nos ama, e que cuida de cada um de nós de uma forma surpreendente. Podemos escolher obedecer e aceitar a direção deste Deus que nos livra da escravidão e tirar o melhor do deserto, pois ele forja em nós a resiliência e um caráter forte, gerando frutos para a vida inteira. Mas tudo isso somente acontecerá se deixarmos Deus tomar conta de nossas vidas. Deus nos mostra por meio do exemplo de Jesus que temos que glorificar e honrar o nome do Senhor. Contudo, algumas pessoas fabricam outros deuses como se Deus precisasse da mão do homem para operar as Suas maravilhas. Outras se apegam aos deuses da astrologia (horóscopo), médiuns, pais de santo, milagreiros, energias positivas, santos e madonas. Há também as que adoram a si próprias, o seu corpo e cultuam a beleza física. Para outros a natureza é considerada como se fosse Deus. Mas Deus, Aquele que livrou o povo de Israel e nos liberta da escravidão do pecado, quer exclusividade, por isso devemos fazer o que nos diz Jesus em Mateus 4:10.
"Adore o Senhor, o seu Deus, e sirva somente a Ele"

sexta-feira, 13 de maio de 2016

E seja o vosso coração inteiro para com o Senhor nosso Deus, para andardes nos seus estatutos, e guardardes os seus mandamentos como hoje. 1 Reis 8:61


Salomão, no versículo em epígrafe nos dá a medida do aprofundamento de nossa relação com Deus e, consequentemente, a porta de bênçãos. Inteireza de coração significa fazer o que Deus nos diz sem duvidar, seguir atalhos ou procrastinar, pois as instruções que Deus nos concede são muito importantes e capazes de mudar totalmente a nossa existência. Não devemos fazer nada apenas por esforço próprio, e sim pedir a Deus tudo o que precisamos, confiando Nele. Se colocamos para Deus e seguirmos o que Ele nos diz nas Sagradas Escrituras, certamente seremos vitoriosos. Somos ouvidos quando ouvimos, e com a medida medimos também seremos medidos. Portanto, a oração eficaz é aquela que fazemos depois de nos colocar em posição de ouvir. É aquela em que obedecemos naquilo que Deus nos fala pela Palavra, instrumento divino de comunicação verdadeira com os homens. Assim, oramos exatamente com base naquilo que Ele nos falou. Deus não nega sabedoria a ninguém e ela nos dá as bênçãos conforme a pedimos com coração inteiro! Tiago 1:5-6 nos ensina o segredo para que Deus nos atenda em nossas necessidades: sabedoria.

"E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte."

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Para que todos os povos da terra saibam que o Senhor é Deus, e que não há outro. 1 Reis 8:60


Só o Senhor é Deus e não há outro além Dele. O Senhor Deus das Escrituras tem nos mostrado desde o início que um Deus vivo e ativo. Ele cria, governa, dirige, preserva, elege, redime, restaura e se mantém, fiel e firme em Suas alianças. Deus revela sua vontade, manifesta-se por meio de Jesus Cristo. Deus  é imutável e Nele não há sombra de variação pessoal nem por evolução nem por metamorfose. Seus pensamentos, planos, decretos e atos são invariáveis e permanentes, porque Deus é onisciente e  onipotente. Ele é o que é: Criador essencial, a verdade por excelência. A realidade de Deus expressa-se na veracidade de sua Palavra, registrada n as Escrituras, Sagradas, a qual revela claramente que só o Senhor é Deus e não há outro. Essa verdade explícita na Bíblia é reforçada por Paulo em 1 Timóteo 2:5


Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. 1 Timóteo2:5

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Para que os teus olhos noite e dia estejam abertos sobre esta casa, sobre este lugar, do qual disseste: O meu nome estará ali; para ouvires a oração que o teu servo fizer neste lugar. 1 Reis 8:29


Todos os seres, sejam crentes ou ateus, cristãos ou não, conhecendo ou ignorando a Palavra de Deus estão continuamente sob os olhos do Senhor. Não há quem possa esconder algo Dele. A diferença é que Deus tem uma aliança com aqueles que o temem. O Senhor garante que ouve aqueles que O buscam em Sua casa. Por isso, não podemos negligenciar a importância de congregar, de buscar e de cultuar a Deus com a Igreja e na igreja. Deus nos conhece como seres individuais, pessoas. Ele nos conhece pelo nome. Sabe de todos os nossos anseios, nossos desejos mais profundos e conhece todas as nossas carências. A promessa contida nestas palavras é muito preciosa, pois é o próprio Senhor quem promete estar no meio dos Seus, ainda que sejam apenas dois ou três. Todavia, há uma condição. Se quisermos a Sua presença conosco, é imperativo que estejamos reunidos em Seu Nome e que estejamos imbuídos dos princípios ensinados por Jesus, pois só assim teremos as condições necessárias para que o Senhor possa habitar entre nós. Em Mateus 18: 20 Jesus nos revela onde podemos obter grandes bênçãos.
Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.Mateus 18:20

terça-feira, 10 de maio de 2016

Volve-te, pois, para a oração de teu servo, e para a sua súplica, ó Senhor meu Deus, para ouvires o clamor e a oração que o teu servo hoje faz diante de ti. 1 Reis 8:28


Pela oração conversamos com Deus, pois orar é falar com Deus e ter certeza de que ele nos ouve. Muitas vezes, a oração expressa um agradecimento a Deus por algo recebido de sua parte, em outros momentos é uma conversa íntima com o nosso amigo para o qual abrimos os nossos corações e ele nos entende e nos consola. Mas há momentos em que nos encontramos em dificuldades ou grande aflição e a nossa oração torna-se uma súplica ao Senhor, para que ele nos socorra e nos livre das nossas angústias!  E Ele quem socorre e nos refrigera a alma. Salomão  orou a Deus quando se sentiu angustiado e assim também devemos fazer nos dias de hoje! O mesmo Deus que operou no passado continua operando no presente e os Seus ouvidos estão sempre atentos às orações dos seus servos. Como Ele ouviu a súplica de todos aqueles que se apresentaram com sinceridade para com Deus certamente vai nos ouvir se pedirmos com humildade e integridade. A Bíblia nos ensina a nos apresentarmos a Deus assim como a Igreja apresentou a Pedro e Deus o livrou da prisão!

Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. 1 Pedro 3:12

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Ainda que a minha casa não seja tal para com Deus, contudo estabeleceu comigo uma aliança eterna, que em tudo será bem ordenado e guardado, pois toda a minha salvação e todo o meu prazer está nele, apesar de que ainda não o faz brotar. 2 Samuel 23:5



A família tem sido o alvo das investidas de satanás neste mundo que tem negligenciado a Palavra de Deus. Muitos reclamam que a família não é o que eles esperam, contudo, vemos que as pessoas não querem investir tempo de oração e jejum, não vão à Casa do Senhor, e não se envolvem com a Obra de Deus. A Bíblia nos exorta a firmar em Deus a nossa aliança pela família e atrair a glória do Senhor para nossa casa. Família é o alvo da graça divina, a menina dos olhos de Deus, a base da sociedade e fundamento do plano salvífico, pois foi em família que o Senhor Jesus preparou os alicerces da salvação. Para aqueles que vivem dramas familiares e pensam que sua família está muito longe do caminho e que para ela não há solução, porque muitos são os conflitos e grande é o descaso pelas coisas de Deus, as palavras de Davi, no texto em epígrafe, nos mostra que há solução para a família e que, ainda que tudo pareça contrário, Deus se move na direção da família e pela família. Tudo que Ele precisa é encontrar alguém que tome posição diante do Senhor, e que esteja disposto a lutar espiritualmente pela família crendo que mesmo que tudo pareça perdido o Senhor é fiel e não se esquece da aliança que fez conosco.

Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus fez com nossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra. Atos 3:25

domingo, 8 de maio de 2016

Também me deste o escudo da tua salvação, e pela tua brandura me vieste a engrandecer. 2 Samuel 22:36


O salmista exalta o Senhor porque reconhece que Ele é o autor da fé que o move e restaura por amor e misericórdia. De acordo com a Bíblia, satanás usa todas as estratégias para atingir seu objetivo de nos enfraquecer e, se possível, nos derrotar. Para neutralizarmos isso nossa proteção poderosa é o “escudo da fé” e esse escudo não está nas nossas forças naturais e sim na Palavra de Deus. Por isso, Paulo emprega a metáfora da armadura para nos ensinar a usar a fé advinda com a compreensão da Palavra de Deus para criarmos um escudo que nos garante e a proteção  contra o inimigo. a carta aos Efésios, o apóstolo Paulo nos mostra que cada detalhe da armadura tem uma determinada função, nas batalhas que enfrentamos no mundo:


“Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.” (Efésios 6:16).

sábado, 7 de maio de 2016

Recompensou-me o Senhor conforme a minha justiça; conforme a pureza de minhas mãos me retribuiu. 2 Samuel 22:21


Não há nada que passe despercebido a Deus. Ele é onisciente e onipresente, por isso tem conhecimento de todas as nossas ações, sejam elas boas ou más. Quando temos consciência disso, mudamos a nossa forma de agir e de ser, moldamos o nosso caráter à imagem de Deus e, consequentemente, mudamos a nossa reputação. Reputação é o que as pessoas pensam ao meu respeito. Caráter é o que eu sou quando ninguém está me olhando. Assim, aquilo que fazemos na nossa intimidade, a forma como agimos quando não temos quem nos vê demonstram de fato quem somos. Deus, que sabe de todas as coisas e é o único a quem de fato devemos temer e diante de quem devemos ser íntegros e verdadeiros, também é o único que pode nos recompensar verdadeiramente pelas nossas ações. Nossa vida é o resultado de quem temos sido aos olhos de Deus. É promessa Dele honrar aqueles que O honram, prezam por obedecer a sua palavra e optaram por agradá-Lo sobre todas as coisas.

Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; Efésios 6:6

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Porque contigo passo pelo meio de um esquadrão; pelo meu Deus salto um muro. 2 Samuel 22:30


Saltar Muralhas é alcançar o que está distante e parece inatingível. É impulsionar nossas ações para uma dimensão além do que nossos pés ou que a vista pode alcançar. Quando temos a confiança de que Deus está conosco temos a ousadia e a determinação para os sobrepormos aos problemas. O salmista nos convida a ter essa visão e entender que, estando com Deus ao nosso lado, podemos realizar feitos extraordinários, vencer barreiras, ir além do que nosso coração supõe. Ao lado de Deus não importa a altura ou a extensão das muralhas, pois Ele é soberano e irá segurar em nossas mãos nos impulsionando para o alto. Estaremos seguro e transpassaremos quaisquer barreiras,


graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo!” (1 Coríntios 15:57)

quinta-feira, 5 de maio de 2016

E o povo aflito livras; mas teus olhos são contra os altivos, e tu os abaterás. 2 Samuel 22:28



A Bíblia deixa claro em diversas passagens que há um grande contraste entre as pessoas que se humilham e as que se exaltam. Jesus nos ensina que a glória e a exaltação não devem vir de nós, mas do nosso Senhor, por isso, devemos evitar a busca pela glória dos homens, pois é passageira. Não devemos permitir que nossa posição social e financeira, nossos títulos, status ou nossa cultura nos afastem da simplicidade que há em Jesus, ou que os privilégios e as bênçãos que Deus nos concedeu nos impeçam de ter comunhão com o nosso irmão. Deus exalta os humildes a abate os soberbos. Mas infelizmente, há muita gente, dentro e fora da igreja, buscando fama, glória e sucesso, desprezando os outros ou ignorando os princípios que Jesus nos ensinou. Precisamos saber que o melhor caminho para o sucesso: é a humildade. João Batista, precursor de Jesus, demonstrou sua humildade, quando se declarou indigno de desatar as sandálias do mestre e nos deu um grande exemplo de humildade quando afirmou:

É necessário que ele cresça e que eu diminua (João 3:30).

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Porque guardei os caminhos do Senhor; e não me apartei impiamente do meu Deus. 2 Samuel 22:22


Davi expõe sua devoção às maravilhas da lei e da palavra do Senhor e nos alerta sobre os mais variados benefícios que os estatutos e preceitos do Senhor trazem para a vida daqueles que buscam cumpri-los. Nem sempre nos damos conta de que somos atraídos para caminhos opostos, porque a sabedoria humana, intrinsecamente ligada ao mundanismo, concorre para suprimir a sabedoria de Deus revelada na Bíblia. No ambiente de trabalho muitas vezes as pessoas são levadas a pecar pelo amor ao dinheiro, chamado por Paulo como a raiz de todos os males (1Timóteo 6:10). A preguiça e o tal “jeitinho” são armadilhas pecaminosas, que levam à tentação de descansar no horário em que estão sendo pagos para trabalhar, ou então de mostrar serviço apenas quando estão diante do chefe. Quem assim age, mesmo pensando que faz apenas o que todos fazem, precisa rever suas atitudes para que possa afirmar como o salmista, pois não só está pecando contra a sua instituição, empresa, o seu patrão, ou às leis do estado, mas peca  diretamente contra Deus. A corrupção começa nos pequenos atos e como um câncer vai se alastrando em todo o organismo. Todavia, a Bíblia nos recomenda a fugir dessas práticas e nos afastar de tudo que se aproxima do mal. A nossa confiança deve estar em Deus, pois Ele haverá de suprir nossas necessidades e de alguma forma prover todos os recursos necessários para a nossa vida, trazendo contentamento e regozijo. Por isso, devemos fazer o que recomenda Paulo em  1 Timóteo 6: 10-11.


Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Livrou-me do meu poderoso inimigo, e daqueles que me tinham ódio, porque eram mais fortes do que eu. 2 Samuel 22:18


A vitória de quem clama ao Senhor com sinceridade e fé é sempre certa, porque Ele é fiel e não se esquece da aliança que fez com aqueles que depositam Nele a sua confiança. Quando Davi se viu livre dos seus inimigos, compôs um cântico em memorial e louvor ao que o Senhor lhe fez. Esse cântico mostra um coração agradecido. Nós também somos convidados a clamar a Deus e a exaltá-lo, e cultuá-Lo em ação de graças pelo favor recebido. Foi na angústia que Davi clamou ao Altíssimo. Quando clamamos em Nome de Jesus, o Senhor Deus ouve e vem em nosso socorro. Apesar dos inimigos que cercavam Davi e do aparente poder que demonstravam, Davi saiu-se vitorioso, pois Deus estendeu-lhe a Sua mão.
Quando nos colocamos na posição de Davi, podemos fazer com que o  Todo-Poderoso aja em nosso favor. Para isso, basta crer no que o Senhor nos tem dito por meio da Sua Palavra. O mais Ele fará



Para nos livrar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam; Lucas 1:71

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Estando em angústia, invoquei ao Senhor, e a meu Deus clamei; do seu templo ouviu ele a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos. 2 Samuel 22:7


A oração de Davi, destacada nesse versículo, nos ensina que quando sentimos que ninguém se importa conosco e que o mal parece prevalecer esse é o momento em que não podemos titubear. Se o mundo nos ignora e nos exclui, certamente, poderemos nos apoiar nos braços amorosos de nosso Deus só em ali encontrar paz. Quando ficamos desanimados e nos sentimos que nossa situação é difícil, ou pensamos que estamos de frente para um caso perdido, podemos fazer como Davi e ao contemplarmos o Senhor com sinceridade de coração veremos que Ele está atento ao nosso clamor e nos aceita como estamos. Quando nos sentirmos preocupado ou frustrado, Davi nos ensina a correr para os braços do Senhor, pois Ele será nosso refúgio e nosso companheiro. Se sentirmos que ninguém consegue entender as dificuldades pelas quais estamos passando, é a Deus a quem devemos recorrer, pois diante do impossível Deus se revela.

Porque para Deus nada é impossível. Lucas 1:37

domingo, 1 de maio de 2016

Disse pois: O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador. 2 Samuel 22:2


Davi entoou esse cântico no dia em que o Senhor o livrou das mãos de todos os seus inimigos e das mãos de Saul. O Senhor é Rocha, afirma Saul. Rocha quer dizer firmeza e resistência; fortaleza significa segurança e garantia. Assim, aquele que tem rocha e fortaleza, nada teme, pois tem segurança, abrigo, refúgio e confiança. Quem se abriga na Rocha encontra segurança e liberdade. Quando realmente nos colocamos na presença de Deus e contamos com proteção constante em nossa vida, vivemos seguros, confiantes, pois Ele é a nossa rocha e fortaleza. DEUS é o nosso libertador. Davi nos ensina que quando tudo parece nos aprisionar, devemos nos lembrar de que Deus tem a propriedade de nos livrar das garras do inimigo. E é o próprio Jesus que nos promete


Até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés. Lucas 20:43