Traduza este blog

terça-feira, 31 de julho de 2018

Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os tirou da tribulação em que se encontravam. Reduziu a tempestade a uma brisa e serenou as ondas. As ondas sossegaram, eles se alegraram, e Deus os guiou ao porto almejado. Salmos 107: 28-30




O salmista nos lembra de que nenhuma tempestade dura para sempre, elas têm um tempo determinado e um propósito segundo a vontade de Deus. As tribulações nos tornam resistentes e não vêm acima do que podemos suportar. Deus conhece a nossa dor e não nos abandona, ainda que na nossa visão limitada não sejamos capazes de vislumbrar uma solução imediata. Deus está no controle e nos dá a força necessária para enfrentarmos as lutas e conquistarmos a vitória, certos de a tempestade será reduzida a uma brisa se entendermos os propósitos de Deus e a Ele entregarmos o controle de nossos passos. A Bíblia nos ensina que o futuro está nas mãos de Deus, e não há lugar melhor para ele estar, porque

O Senhor se agrada dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia. Salmos 147:11

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16



Não há dúvida de que Deus nos ama incondicionalmente, independente do que somos, fazemos, ou da forma como nos comportamos. Ele nos ama, porque escolheu nos amar, apesar de nossas fraquezas. Ele nos ama com amor eterno e se importa conosco, por isso nos deu Seu Filho para remição de nossos pecados. Ter consciência disso é fundamental para compreendermos o Plano de Salvação engendrado por Deus e levado a cabo por Jesus. E esse amor incondicional de Deus nos permite escolher aceitar o Seu amor e passar a Eternidade ao Seu lado, mas para fazer essa escolha precisamos entender o que nos diz João 14:6

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.

domingo, 29 de julho de 2018

Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. Gênesis 2: 24






A família é uma instituição sagrada muito importante para Deus, porque, assim como a Igreja e o Estado, a família, estabelecida pelo casamento, é uma instituição, criada por Ele. Desde Gênesis 1:28, quando o homem foi criado, Deus viu que não era bom que ele estivesse só, e por isso criou a mulher para ser sua companheira e a eles deu a ordem de se multiplicar e povoar a Terra. Depois o Criador lhes disse que se casassem, saindo da sua casa, deixando pai e mãe para se tornar um só corpo. Deus também se refere ao povo de Israel como família. A Bíblia também nos mostra que, por meio da família de Abraão, todas as famílias da terra seriam abençoadas. Deus se refere ao povo de Israel como família. Portanto, vemos o quanto Deus se interessa pela família que é a principal fonte de formação da nossa identidade e do nosso caráter. As experiências vivenciadas em família marcam para sempre a nossa vida, e nos influenciam significativamente. Mas a Igreja, que reúne o povo de Deus, é também uma família no sentido mais amplo, pois ainda que não seja constituída necessariamente por pessoas do mesmo sangue, é composta por pessoas com os mesmos valores e princípios e unidas pelo Sangue de Jesus. Na Bíblia, portanto, o conceito de família também é espiritual e não apenas físico. Assim,  todos aqueles que aceitam Jesus fazem parte de uma grande família, composta por elementos de todas as línguas e nações (Apocalipse 7:9).

Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos;

sábado, 28 de julho de 2018

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32





Embora a sociedade atual viva apregoando a tão sonhada liberdade e oferecendo-a sob diversas formas, sabemos que somente Jesus Cristo pode libertar uma pessoa de forma verdadeira e definitiva. Não há dinheiro, poder ou rede de relacionamentos que consiga libertar uma pessoa da prisão, ainda que esses mesmos elementos em uma sociedade corrupta e influenciada pelo poder terreno consiga deixar soltos criminosos que desfrutam de poder e privilégios. Certo é que, mesmo fora das grades de uma prisão convencional, sem a ação de Jesus em suas vidas, essas pessoas permanecem presas em uma cadeia figurada. São presos pela mentira e pela necessidade de reinventá-las a cada momento, são presos pelo compromisso espúrios com seus parceiros nos atos ilícitos e por diversas formas de prisão invisíveis, pois o pecado é uma prisão que rouba o sono e as energias de quem nele se envolve. E democraticamente atinge pobres, ricos, famosos ou anônimos. O apóstolo João, seguramente, afirma que a verdade tem a chave da prisão e essa verdade só é revelada a quem tem a luz do Espírito Santo. Ela não é possível pelo conhecimento ou sabedoria humana.

Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. 2 Coríntios 13:8

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Certamente Deus é bom para Israel, para os puros de coração. Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram; por pouco não escorreguei. Pois tive inveja dos arrogantes quando vi a prosperidade desses ímpios. Salmos 73: 1-3




Algumas vezes temos a impressão de que nossos esforços não levam a nada, enquanto pessoas desonestas conseguem êxito sem o menor esforço ou até mesmo são privilegiadas usando os nossos esforços. Quando olhamos para essas pessoas sem observar o que Deus tem feito por nós, corremos o risco de tropeçar, como mostra o salmista, pois reparamos na aparente prosperidade daqueles que não servem e Deus e temos a sensação de que Deus se esqueceu de nós. Questionamos o fato de que as pessoas desonestas têm aquilo que desejamos, enquanto as nossas conquistas são mais difíceis. Mas não podemos tirar os olhos da Palavra de Deus que nos diz claramente que o Senhor não nos abandona. Precisamos aprender a agradecer pelo que temos e, sobretudo, a valorizar o dom mais precioso na certeza da salvação. Quando aprendemos que temos o melhor de Deus, ainda que os outros aparentem a prosperidade que desejamos, teremos o que Paulo diz em  Colossenses 3:15

E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.



quinta-feira, 26 de julho de 2018

A benignidade do Senhor jamais acaba, as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. Lamentações 3: 22-23



Não podemos mudar o passado, mas podemos escolher o que fazer no presente e, assim, determinar o nosso futuro, consoante os princípios do Senhor. E nossa melhor escolha é deixar o comando de nossa vida nas mãos de Deus. Se escolhemos estar com Ele, na alegria e nas lutas, por mais que nossa limitação nos impeça de fazer o melhor que entendemos, certamente o onisciente e soberano Deus irá nos conduzir pelo melhor caminho, porque as Suas misericórdias não têm fim e se renovam a cada momento, como nos assegura o profeta Jeremias. Ele sabe o tempo, o modo e o lugar certos para agir em nosso favor. Hoje é o dia certo para fazermos a escolha certa, fazendo o que nos ensina o salmista

Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. Salmos 37:5

quarta-feira, 25 de julho de 2018

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus. Filipenses 4: 7



A Paz que vem de Deus não se assemelha à paz que aparentemente o mundo nos oferece. Por mais que enfrentemos os problemas e as turbulências do mundo, podemos encontrar a paz quando sabemos que nossa vida está no controle de Deus. As más notícias, os problemas cotidianos, as circunstâncias contrárias que nos advém podem tumultuar nossos planos, mas não irão tirar nossa paz se estivermos firmados em Cristo, porque até mesmo os problemas e as lutas que desestabilizam nossos planos servem para nos abençoar segundo os propósitos de Deus.  Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e até no meio da tempestade  

O Senhor dará força ao seu povo; o Senhor abençoará o seu povo com paz. Salmos 29:11



terça-feira, 24 de julho de 2018

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me amar será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. João 14:21



A Palavra de Deus nos exorta à santidade e a testificar o caráter de Cristo em nós, por meio de atitudes e não por discursos. Demonstramos nosso amor a Deus quando agimos conforme Sua vontade, quando levamos uma vida santa, de acordo com os princípios de Deus. Ao dizermos não à carne e darmos lugar ao Espírito fazemos a vontade de Deus, santificando-nos para fazermos diferença nesse mundo. Mas só conseguiremos isso se deixarmos o Espírito Santo agir em nós, para que sejamos reconhecidos no mundo espiritual como praticantes da Palavra. Como povo santo e separado, purificados pelo sangue de Jesus podemos mudar essa geração contaminada pelo hedonismo,  

 Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; 1 Pedro 1:15

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Tu, que me fizeste passar muitas e duras tribulações, restaurarás a minha vida, e das profundezas da terra de novo me farás subir. Salmos 71: 20



Nem sempre compreendemos porque passamos por lutas e tribulações se entregamos e confiamos nossa vida a Deus. Não conseguimos entender porque Deus permite que Seus filhos vivam em dificuldades. Mas se entendermos que tudo isso faz parte do propósito de Deus para nos preparar para a Eternidade. As tribulações do tempo presente resultarão em honra no futuro. Essa é a promessa de Deus e a verdadeira fé cristã será confirmada e aperfeiçoada pelas provações que sofremos, por isso Tiago 1:12 nos diz:  

Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.


domingo, 22 de julho de 2018

E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento. Porque nós não prestamos atenção nas coisas que se veem, mas nas que não se veem. Pois o que pode ser visto dura apenas um pouco, mas o que não pode ser visto dura para sempre. 2 Coríntios 4: 17-18




Paulo nos ensina a não desanimarmos diante das aflições, porque, segundo a Palavra de Deus, elas são passageiras e servem para nos forjar um caráter firme e resiliente diante das investidas do inimigo. As tribulações, os sofrimentos que inevitavelmente passamos em nossa estada na Terra não podem nos afastar Daquele que nos promete uma vida plena e com abundancia e que nos diz que  não devemos desistir da nossa caminhada de fé, mesmo que estejamos passando por sofrimentos, porque Ele mesmo nos garante que não nos deixará .

E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos". Mateus 28:20

sábado, 21 de julho de 2018

“Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor. Isaías 55: 8




Ainda que não sejamos capazes de entender os planos de Deus, precisamos saber que eles são melhores do que os nosso, pois Ele tem planos sobre os nossos planos. Muitas vezes não entendemos as mudanças que Deus faz em nossa vida, mas se aceitarmos que Ele está no controle de tudo, e sabe o que é melhor para nós podemos descansar no Senhor, assim como fez José. A história desse homem de Deus nos mostra que todo o aparente mal que lhe fizeram converteu-se em benção e estava sobre o controle de Deus. As circunstâncias que nos parecem negativas se transformam em positivas quando entregamos nossos planos ao Senhor e demonstramos gratidão até mesmo quando não compreendemos os propósitos de Deus. A Bíblia nos ensina a obedecermos ao chamado de Deus como fez Abraão, e a aceitarmos as adversidades como desígnios de Deus para nos elevar a patamares maiores do que nossa visão limitada pode contemplar.


 Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana. Salmos 143:10



sexta-feira, 20 de julho de 2018

O Senhor está convosco enquanto vós estais com ele; se o buscardes, o achareis; mas se o deixares, ele vos deixará. 2 Crônicas 15:2b




O segredo da vitória é estar nos caminhos de Deus, seguir os Seus estatutos e ouvir a Sua voz. A Bíblia está repleta de histórias que nos mostram o quanto foram bem-sucedidos aqueles que deixaram suas vidas ao comando de Deus. Mas todas as vezes que os israelitas se afastavam de Deus os inimigos prevaleciam sobre eles. Essa é uma grande lição que precisamos aprender: Deus está conosco, não importa a situação que enfrentamos, mas a decisão de busca-Lo é nossa. Se O deixarmos, Ele nos deixará, porque respeita a nossa decisão. Por mais complicada que seja a situação que vivenciamos, se clamarmos a Deus, Ele nos ouvirá e assim podemos dizer como o salmista:

Clamei a Deus com a minha voz, a Deus levantei a minha voz, e ele inclinou para mim os ouvidos. Salmos 77:116:7



quinta-feira, 19 de julho de 2018

Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes. Jeremias 33:3




Mesmo que enfrentemos as mais terríveis circunstâncias, precisamos ter a firme convicção de que o Senhor nos sustenta nos dias maus. Com o espírito em sintonia com Deus, podemos ouvir a Sua voz e podemos clamar a Ele que nos ouvirá, quando nada ou ninguém pode resolver ou entender nossas aflições. Somente Deus tem poder para restaurar nossas forças e nos devolver a verdadeira alegria. Para entrarmos em sintonia com o Criador para estarmos aptos a ouvir a Sua voz devemos seguir as instruções do apóstolo Paulo em 1 Tessalonicenses 5: 16-18

 Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.


quarta-feira, 18 de julho de 2018

Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. Apocalipse 3: 8





Deus é soberano para abrir e fechar portas. Só Ele tem esse poder. Saber disso é essencial para compreendermos como Deus age em nossas vidas. Muitas vezes o Senhor fecha portas as quais desejamos ter abertas para aprumar nossos caminhos e nos dar bênçãos maiores do que supomos. Portas fechadas nem sempre significam derrotas, por mais que fiquemos frustrados diante delas, vemos na Bíblia vários exemplos de portas que se fecharam para abrir novos espaços àqueles que estão guardados e guiados por Deus. Portas fechadas podem significar livramento, segurança ou tempo de espera para o momento oportuno. Nem sempre entendemos porque as portas estão fechadas para nós, mas se estamos firmes em Jesus Ele nos abrirá as portas certas, no momento certo

 E as suas portas não se fecharão de dia, porque ali não haverá noite. Apocalipse 21:25

terça-feira, 17 de julho de 2018

Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. 2 Pedro 3: 8




Esperar não é fácil e nos deixa impacientes e frustrados, mas, por outro lado, no ensina a ter mais fé e esperança, por isso Deus usa o tempo para forjar em nós um caráter forte, paciente e obediente. Temos vários exemplos na Bíblia que nos mostram que Deus poderia ter agido instantaneamente, uma vez que Ele é soberano e tudo pode, mas o Senhor fez com que aqueles homens dos episódios relatados na Sua Palavra esperassem o tempo certo para que Ele agisse e transformasse não só aquelas vidas, mas de todas as gerações futuras. Precisamos aprender, na espera, que Deus não se atrasa, todavia age no tempo que lhe convém, porque Ele é onisciente e sabe o que é melhor para nós. Em vez de murmurar e de andar por atalhos, devemos confiar e esperar o tempo de Deus, como nos ensina o salmista

 Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor. Salmos 27:14

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Até quando sofrerei esta má congregação, que murmura contra mim? Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel, com que murmuram contra mim. Números 14: 27




A Bíblia deixa claro em diversas passagens que Deus não se agrada de murmuração nem de ingratidão. Moisés nos mostra que o povo de Israel foi impedido de entrar na terra prometida por causa da murmuração e por se mostrar ingrato, esquecendo-se de tudo o que o Senhor fez. Igualmente hoje as pessoas deixam de receber o melhor de Deus porque em vez de se fixarem no lado positivo das circunstâncias, mesmo que adversas, preferem se queixar e reclamar de tudo. Essa maneira de agir não agrada a Deus, pois demonstra ingratidão e rebeldia. O murmurador gera discórdia entre os irmãos e isso não agrada a Deus, por isso o apóstolo Paulo nos diz em 1 Coríntios 10:10

 E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.


domingo, 15 de julho de 2018

“Eu mesmo te plantei como vide excelente, uma semente inteiramente fiel; como, pois, te tornaste para mim uma planta degenerada como vide estranha?”. Jeremias 2:21



O profeta nos apresenta o questionamento de Deus para igreja que, tendo conhecimento da palavra, sabendo o que não deve fazer, e mesmo tendo sido alertada para não contrariar a vontade de Deus, age de forma insensata. Muitos são os que se aproximam do Evangelho com o ímpeto do Espírito, desejando seguir o caminho da paz, mas no caminho desviam, dando vazão aos desejos da carne, e acabam desobedecendo as orientações recebidas. A Palavra de Deus é clara e está disponível para ser estudada, mas mesmo ciente das consequências escolhem as orientações do mundo. O apóstolo Paulo chama de insensato aquele que, mesmo tendo sofrido as consequências de erros ou escolhas erradas, insiste em permanecer no erro, sem um verdadeiro arrependimento, sem buscar a mudança. Insensatos porque o sofrimento experimentado foi em vão.

Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão. Gálatas 3:3-4


sábado, 14 de julho de 2018

Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. 1 Tessalonicenses 5: 16-18



O apóstolo Paulo nos mostra com seu próprio exemplo que devemos alicerçar nossa vida no espírito de gratidão. Devemos compreender, assim como esse apóstolo que era Deus que ministrava por intermédio dele. Era Deus nele. E assim nos ensina a agir com temor e gratidão e não exclui os momentos de tribulação, de perseguições e angústias pelos quais tiveram que suportar. A gratidão demonstra o nosso reconhecimento da dependência de Deus, pois é a Ele que nós devemos o que somos e o que temos. Somente uma pessoa que desenvolve um autêntico espírito de gratidão consegue ser grata genuinamente e não só em discursos. Quem não é desenvolvido espiritualmente, quem não cresceu espiritualmente, não entende o significado da gratidão e apenas consegue repetir as palavras de gratidão, mas não as manifesta em suas atitudes. Na vida pessoal, secular e na Igreja temos um chamado à gratidão, conforme nos diz o salmista: 

“Dar-te-ei graças na grande congregação, louvar-te-ei no meio da multidão poderosa.” Salmo 35:18

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Filipenses 4: 6-7




Não andeis ansiosos! Essa é mensagem do apóstolo Paulo, aos filipenses de seu tempo, mas que é, também, direcionada a nós nos dias atuais. Vemos que a sociedade atual tem se mostrado bastante consumista e desenvolvido atitudes que levam o ser humano a viver movido por pressões de ter para sobreviver. Contudo, incute na mente das pessoas que essa sobrevivência não depende de ter apenas o necessário, mas aquilo que lhe confere status e o identifica a um grupo. Nessa sociedade, a etiqueta vale mais do que o produto. E essa preocupação em adquirir bens faz com que o homem moderno abdique de valores maiores e perenes e passe a buscar o efêmero, a aparência. Mas Jesus vai na contramão desses valores e nos ensina: “procurai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais vos será acrescentado”. Isso significa que se dermos ênfase às coisas celestiais, o resto Deus nos acrescentará. Ele jamais deixará de cuidar daqueles que seguem suas palavras.

“E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: elas não trabalham nem fiam. Porém, eu vos digo, nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles”.(Mateus  6:  28-29).

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos. Marcos 10:45



Jesus nos ensina que Servir a Deus equivale a servir ao próximo e que a nossa oração deve ser feita de atitudes e por de vãs repetições. Viver o cristianismo de ação e não de discursos é o que Deus quer de nós, por isso o Senhor nos mostra com Sua própria vida que, diferentemente do que pensa o mundo, amor não é um sentimento, mas uma ação refletida, por isso nos exorta a que não amemos só com palavras e de boca, mas com ações e de verdade! Amar com as ações, não com nossos lábios, demonstra a verdadeira fé. O apóstolo João nos conclama a viver o verdadeiro Evangelho do serviço a Deus como nos inspira Jesus em Suas atitudes

Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. 1 João 3:18


quarta-feira, 11 de julho de 2018

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Efésios 6: 11



Não podemos ignorar que o diabo tem como meta destruir aquilo que Deus construí e por isso não podemos subestimar a sua ação, mas também não devemos supor que ele tem o controle ou está em tudo. Devemos vestir a armadura de Deus, que nos deu autoridade para repreender e vencer o diabo e seus demônios. Para isso precisamos nos fortalecer na Palavra, assim como fez Jesus no deserto. Nossa armadura é espiritual e nos garante a vitória. Precisamos tomar posse da Palavra de Deus, convictos do que nos diz o apóstolo Paulo em Romanos 8: 37 

Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.


terça-feira, 10 de julho de 2018

Mas a esperança volta quando penso no seguinte: O amor do Senhor Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim. Lamentações 3: 21-22



Nossa tendência é em guardar na memória o sofrimento que vivemos, as pessoas que nos magoaram, os nossos dissabores e situações desfavoráveis por muito mais tempo do que deveríamos. Isso, em lugar da felicidade, traz-nos uma angústia desnecessária e uma carga muito maior do que se olhássemos para coisas positivas que nos acontecem. Jeremias nos ensina a nos nutrir de esperança, olhando para o amor com que Deus cuida de nós, mesmo com nossas falhas e limitações, por isso e por todas a maravilhas que vêm da parte de Deus, podemos entoar como o salmista:

Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. Salmos 62:5


segunda-feira, 9 de julho de 2018

Digo que certamente vocês chorarão e se lamentarão, mas o mundo se alegrará. Vocês se entristecerão, mas a tristeza de vocês se transformará em alegria. João 16: 20



O Senhor Jesus nos diz que ainda que estejamos vivendo momentos de tristeza, chegará o tempo de nos alegrarmos, e ninguém tirará poderá nos tirar essa alegria, porque o Senhor enxugará de nossos olhos toda a lágrima e converterá nosso pranto em alegria. Precisamos saber que chorar faz parte de nossas vidas desde que nascemos. Enquanto vivermos, estamos sujeitos a dores, a prantos e às lágrimas, mas Jesus também garantiu que estaria conosco nesses momentos de tristeza:

 “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos. ” (Mateus 28:20)

domingo, 8 de julho de 2018

Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Hebreus 5:12-13



O autor do livro de Hebreus nos leva a refletir sobre a necessidade premente de amadurecimento espiritual na Igreja de hoje, quando muitos ainda agem infantilmente e impedem com seu comportamento o crescimento da própria Igreja, pois os pastores gastam a maioria de seu tempo e muita energia cuidando daqueles que não amadurecem. A Igreja precisa investir seu tempo em busca dos aflitos e dos que não conhecem a Palavra, levando-lhes a Boa Nova, e em fortalecer e estimular o crescimento de seus membros, para que cheguem à medida da plenitude da estatura de Cristo, em vez de dedicar tempo cuidando daqueles que, apesar do tempo de assento, permanecem na infantilidade espiritual e não amadurecem.

Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, Efésios 4:13

sábado, 7 de julho de 2018

Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. I saías 40: 29



O profeta Isaías nos anima com a palavra de fé que vem renovar nossas forças e nos ensina a colocar diante do Senhor todas as nossas petições. Precisamos aprender a colocar nossa esperança em Deus, nutrindo-nos a cada dia de Sua Palavra, para que Ela nos fortaleça e renove o nosso vigor tanto físico como espiritual. Se assim fizermos, se mudarmos o foco e em vez de olhar para os problemas nos lembrarmos sempre de que Deus é maior do que eles e que tudo pode, certamente, nossas energias serão renovas. Mas se nosso foco estiver nos problemas nossas energias serão minadas, pois em nossa força nada podemos. Por isso, devemos fazer como nos ensina o salmista e manter sempre nossos olhos firmes em Deus.

Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor. Salmos 27:14



sexta-feira, 6 de julho de 2018

Quem toma cuidado com o que diz está protegendo a sua própria vida, mas quem fala demais destrói a si mesmo. Provérbios 13:3




A Bíblia sabiamente nos ensina a dominar nossa língua para mantermos o controle sobre nós mesmos. O apóstolo Tiago compara a nossa língua com o fogo, pois como esse elemento as nossas palavras podem causar muito estrago. Salomão em Provérbios 18:21 nos diz que “morte e vida estão no poder da língua”. Assim como precisamos do fogo para iluminar, alimentar e aquecer a humanidade, precisamos da língua para nos comunicar e estabelecer relações sociais. Em ambos os casos o segredo é ter controle, pois sem controle o fogo se alastra e destrói tudo a sua volta e sem dominarmos a língua corremos o risco contaminar e de destruir relações. Precisamos nos atentar para o que a Palavra de Deus nos ensina e usar o poder da língua para honrar a Deus e beneficiar outros. Antes de pronunciarmos qualquer palavra, devemos parar e pensar sobre o que iremos dizer para falarmos somente o que irá gerar vida e não morte, pedindo a Deus como Davi

“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, rocha minha e libertador meu” (Salmos 19:14)!


quinta-feira, 5 de julho de 2018

Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado. 2 Reis 5:14




Deus curou Naamã, respeitado capitão do exército do rei da Síria, por intermédio do profeta Eliseu que o orientou a descer e mergulhar no rio Jordão sete vezes para ser purificado da lepra. Naamã, homem valoroso e reconhecido pelos seus superiores, tinha uma enfermidade e para curá-la buscou todos os recursos possíveis. Todavia, o que o curou foi a determinação em buscar a cura para aquele mal tão temido em sua época. Mas a Bíblia nos mostra que o ato de fé e de obediência de Naamã é que foi determinante em sua cura. Ele “desceu” de sua importância, de seu status e se humilhou diante do profeta e se dispôs a fazer o que lhe foi orientado, ainda que lhe parecesse estranho essa atitude de submissão. Para alcançar as bênçãos de Deus precisamos agir como Naamã e ter uma atitude de humildade como nos ensina I Pedro 5:5b

e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; Efésios 1:11



O apóstolo Paulo nos mostra que tem o d.n.a. de filho aquele que aceita o sacrifício de Cristo em Quem descobrimos quem somos e por que vivemos. Mas precisamos compreender que não é a religião, ou a religiosidade que nos torna filhos. Frequentar uma igreja não nos torna filhos de Deus. Precisamos aceitar e declarar Jesus Cristo como nosso único Senhor e Salvador, vivendo e testemunhando a Sua ação transformadora em nossa vida. Precisamos crer, confiar e esperar na direção que o Senhor nos dá, quando a Ele entregamos o controle de nossos projetos. Precisamos entender o que nos ensina o apóstolo Pedro em 1 Pedro 3:18

Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;

terça-feira, 3 de julho de 2018

Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração! Salmos 37:5




Neste versículo está contida uma promessa de Deus, mas nele está também explícita uma condição: precisamos agradar-nos do Senhor antes de tudo. Isso significa que o nosso maior prazer deve ser o Senhor em primeiro lugar. Significa que antes de mais nada devemos ter prazer em fazer a vontade de Deus e não em nossas próprias vontades ou nas coisas que o mundo nos oferece. A mensagem do salmista é simples: quando nos dedicamos às coisas de Deus, Ele cuida de satisfazer os desejos de nosso coração. Se agimos como filhos, confiantes no Pai entregamos a Ele os nossos caminhos e descansamos na promessa, fazendo o que o Senhor Jesus nos ensinou:

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33)


segunda-feira, 2 de julho de 2018

Os apóstolos disseram ao Senhor: "Aumenta a nossa fé!" Lucas 17: 5



Jesus nos ensina que precisamos ter fé. A fé é o elemento principal para obtermos a vitória. Jesus nos mostra que basta uma pequena fé em um grande Deus para removermos os obstáculos que se interpõem em nossa vida. Ler, estudar e, sobretudo, viver a Palavra de Deus nos ajuda a aumentar nossa fé, a colocar em nosso coração a convicção de servimos a um grande e soberano Deus que tudo sabe, tudo vê, tudo pode e que moverá a Sua mão em favor daqueles que Nele confiam.  

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Romanos 10:17


domingo, 1 de julho de 2018

E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança. Mateus 8: 26




A Palavra de Deus nos ensina que muitas vezes Deus permite que passemos pelas tempestades porque Ele tem um proposito com isso. Ele usa as tempestades para aprendermos a depender Dele. Assim entendemos que quando Jesus está no nosso barco, assim como esteve com os discípulos, podemos passar pelas tempestades com tranquilidade. Não importa em que área de nossa vida passamos por turbulências, Deus não vai permitir que naufraguemos, ao contrário, Ele usa as tempestades para nos ensinar algumas lições e nos levar a tempos de refrigério e de bonança. Diante das tempestades que assolam nossa vida, devemos ouvir o que nos diz Moisés em Deuteronômio 31:6
Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa delas, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará".