Traduza este blog

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus, E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.” (Romanos 4:20-21)


Amado (a),

Abraão foi um homem de fé. Amigo de Deus, buscou santificar-se na presença Dele, tendo posturas de arrependimento e de entrega. Suas promessas eram grandes e impossíveis aos olhos dos homens, mas ele não abriu mão do que Deus havia prometido. Em tempo algum duvidou do que o Pai lhe havia dito, mas glorificou o nome do Senhor porque estava convicto de que o que Deus tinha prometido, Ele também tinha todo o poder para fazer acontecer. E mesmo em idade avançada, recebeu do Senhor o filho da promessa. Muitas coisas nosso Pai tem para sua vida, Ele quer lhe abençoar e fazer de você uma grande nação. Ele deseja lhe dar a vitória em toda a luta que você passa, quer vê-lo erguer os braços em comemoração as grandes coisas que Ele esta fazendo e ainda maiores fará. Não tema a dificuldade, a perseguição, as palavras de reprovação que tem ouvido de pessoas próximas, o (a) filho (a) que não parece obedecer aos seus conselhos, o marido ou esposa que insiste em não se entregar a Deus, o trabalho árduo de todos os dias, a dor na alma ou a doença. Não tenha medo do que acontece neste momento porque as provas são apenas instrumentos do Pai para lhe fazer melhor todos os dias. Deus quer ver você no lugar certo e esmorecer não vai fazer de você vitorioso (a). Então creia que Deus é poderoso para fazer o que prometeu e também o que você nem mesmo imagina que Ele pode e quer fazer por você. Busque a Ele, se entregue a Ele, obedeça, santifique-se e esteja certo de que muito mais Ele fará por você. Não tenha medo. Creia Nele e veja que o caminho à frente, mesmo que tortuoso, pode levá-lo(a) para o centro da vontade de Deus.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Porém tu és o mesmo, e os teus anos nunca terão fim.”(Salmos 102: 27)


Amado (a), observe a profundidade do conteúdo das palavras do salmista, expresso em poucas palavras. Ele inicia com uma consideração adversativa. O que implica uma relação de contradição com o que foi expresso em oração imediatamente anterior. Ainda que não saibamos do que trata o versículo precedente, não é difícil interpretar o que está sendo dito: diferentemente de quem quer que seja, Deus é o mesmo sempre e, além disso, é eterno.
Este versículo por si só bastaria para reconhecermos a onipotência do Altíssimo, mas vendo todo o salmo 102, compreendemos que é uma oração pedindo as bênçãos de Deus para reerguer a cidade santa no período do cativeiro na Babilônia ou do retorno a Jerusalém. O salmista, atribulado e aflito, implora que Deus ouça a sua oração e reconhece que em contraste com a sua breve vida, Deus é eterno e o único capaz de atender ao seu clamor. O salmista pede a reconstrução da cidade e sua intenção é que o nome do Senhor seja glorificado. Ele sabe quem é o seu Deus e sabe que Ele atende ao clamor daqueles que são fiéis. E você, amado(a),o que tem pedido a Deus? Suas súplicas têm sido aquelas que atendem também aos interesses do Reino de Deus? Se forem atendidas, elas farão de você um cristão melhor? Permitirão que o evangelho seja conhecido e que seu testemunho chegue como evangelho vivido, ou são tão somente petições egoístas?
Graça e Paz!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (I Tessalonicense 5:23 )


Amado (a),

É necessária a santificação para ver a Deus. É necessário mudar e deixar que o Senhor nos transforme e nos guie pelo caminho certo. Tudo que passamos, enfrentamos nos acontece absolutamente tudo contribui para o nosso bem quando somos filhos de Deus e o amamos. Todas as coisas contribuem para o nosso bem e para o processo de santificação. É Deus que nos santifica quando permite que passemos por tantas lutas, dificuldades, humilhações, vitórias, alegrias e tantas outras coisas. Vencemos quando lutamos. Vencemos quando enfrentamos as situações e nos posicionamos junto do nosso Pai. Ele nos santifica quando permite esta trajetória e assim, purifica nosso corpo, nossa alma, nosso espírito e nos conserva irrepreensíveis para a chegada de Jesus Cristo. Deixe o Senhor te trabalhar e agradeça por tudo que lhe ocorrer, porque todas estas situações lhe levarão direto para a presença do Pai.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Ele atenderá à oração do desamparado, e não desprezará a sua oração.”(Salmos 102: 17)

Amado (a), quantos de nós nos perguntamos se Deus responderá a nossa oração. E quantos cristãos não estão confusos e se condenam por não serem capazes de produzir resposta a uma oração desesperada. Sabemos que a palavra de Deus é verdadeira, que nem uma única promessa pode falhar, que Ele é fiel de geração em geração, que é bom e quer que Seus filhos orem e esperem respostas às orações. Mas pode acontecer uma oração que fica sem resposta e essa oração as vezes dá margem á dúvidas e questionamentos acerca da resposta do Senhor. Não duvidamos de que se nossa petição estiver de acordo com a vontade Dele, devemos obtê-la, mas nem sempre sabemos orar "Seja feita a Tua vontade!". Nem sempre estamos dispostos a esperar e a conhecer a Sua vontade e as coisas permitidas por ela. O salmista nos dá a resposta neste versículo e nos assegura que nossa oração será atendida, entretanto é necessário esperar no tempo do Espírito Santo. No tempo do próprio Deus, e assim todas as nossas orações serão respondidas de uma maneira ou de outra. O problema é que nossa fé tem sido desperdiçada em pedidos que não estão amadurecidas, que nem nós mesmos temos certeza de que de fato queremos para nossas vidas. E Deus sabe, por isso nos deixa na espera, até mesmo para que amadureçamos nossos desejos e para que possamos aproveitar as bênçãos concedidas quando nos forem entregues.
As promessas já foram proferidas, a posse delas é uma questão de tempo e amadurecimento. Preparemo-nos, então para recebê-las.
Graça e Paz!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” (Mateus 24:24)


Amado (a),

Vivemos num mundo no qual as coisas nem sempre parecem o que são. Lutamos contra hostes malignas que não enxergamos e muitas vezes nos levantamos contra as pessoas, mesmo cansados de saber que nossa luta não é contra a carne ou sangue. Os dias não são fáceis e a promessa não é de que irão melhorar. A piora diária é cumprimento do que Deus nos deixou escrito em sua palavra. Pais se virarão contra filhos, filhos contra pais, terremotos em muitos lugares, doenças e falsos profetas. Pessoas se apresentarão como símbolo de salvação para os problemas da humanidade e até farão seus milagres, sinais maravilhosos aos nossos olhos. No entanto, o caminho, a verdade e a vida é Jesus. Não há outro Deus que não seja Ele. Muitas coisas acontecerão para enganar aos que têm Jesus em suas vidas, confundindo seus corações. Portanto, devemos cuidar com o que lemos, assistimos e buscamos conhecer. Devemos tomar cuidado com as doutrinas misturadas e a idéia de que todos os caminhos levam a Deus. Temos de julgar todas as coisas, não pessoas, e reter apenas o que é bom. Devemos examinar tudo a luz da palavra de Deus para que não sejamos enganados por falsos mestres.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Não escondas de mim o teu rosto no dia da minha angústia, inclina para mim os teus ouvidos; no dia em que eu clamar, ouve-me depressa.”(Salmos 102: 2)


Amado (a), quantas vezes passamos por lutas e provações e julgamos que Deus está distante. Assim como o salmista, clamamos a Deus para que incline os ouvidos e nos ouça. Mas temos pressa. Não sabemos esperar. Queremos que nossa angústia passe como um toque de mágica. É preciso compreender que toda luta, toda provação tem um caráter instrutivo. Se aprendermos com esses momentos, possivelmente nos tornaremos aptos a enfrentar outros revezes aos quais eventualmente estaremos sujeitos em nossa passagem pela terra. A diferença é que temos a certeza de que Deus estará conosco e que não nos deixará passar por nada que não possamos suportar, como registra Paulo em 1 Coríntios 10:13 “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar”. Paciência e confiança Naquele que é fiel para cumprir o que prometeu. Eis o que precisamos ter sempre.

Graça e Paz!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“E disse ele: É de paz, vim sacrificar ao SENHOR; santificai-vos, e vinde comigo ao sacrifício. E santificou ele a Jessé e a seus filhos, e os convidou ao sacrifício. E sucedeu que, entrando eles, viu a Eliabe, e disse: Certamente está perante o SENHOR o seu ungido.” (I Samuel 16:5-6)


Amado (a),

Ontem foi falado no devocional sobre o olhar de Deus ser diferente do nosso. Hoje gostaria de retornar ao versículo anterior para falar de um trecho que poderia passar despercebido. Deus se cansa de Saul e o rejeita, envia Samuel para ungir o próximo rei de Israel que é um dos oito filhos de Jessé. E assim Samuel vai. Ao chegar à casa de Jessé, o dono da casa surpreso em ver um profeta de Deus em sua porta, logo pergunta se a missão era de paz. E Samuel responde: “É de paz.” Mas Samuel avisa que era para que todos se santificassem e fosse com ele sacrificar a Deus. E então Jessé e seus filhos obedeceram. Não há como ouvir a voz de Deus se estamos vivendo em pecado, é necessário nos santificar, nos separar para buscar Nele todas as respostas. E assim todos fizeram antes de iniciar a escolha do próximo ungindo. Mesmo Samuel fazendo isso, ainda errou quando viu Eliabe a sua frente tendo certeza em seu coração que estava diante do ungido de Deus. É aí que Deus chama a atenção de Samuel dizendo a ele que não se impressionasse pelo que enxergava, mas que olhasse com os olhos de Deus. E se Samuel não tivesse se santificado antes? Ele teria ouvido a voz de Deus lhe corrigindo? Certamente não. Nós temos de nos preparar para ouvir a Deus e não permitir que os ruídos deste mundo deturpem a comunicação com o nosso Pai. Samuel podia ter ungido o homem errado se não estivesse se preparado antes. É necessário nos santificar. É preciso viver conforme as leis de Deus e não dos homens e ser limpo de todo o pecado. O sacrifício já foi feito por Jesus, temos apenas de tomar posse do sacrifício em nossas vidas e nos santificar. Purificar-nos, nos limpar, prosseguir todos os dias para o alvo que é Jesus. Se não fizermos isso, não ouviremos a voz de Deus e muito menos O veremos.
Samuel foi consagrado pela mãe a Deus, era servo do Senhor desde criança, e mesmo após se santificar ainda errou ao ver Eliabe. Só foi capaz de corrigir sua possível escolha e aguardar a escolha de Deus porque buscava ao Senhor e havia se santificado antes. A santificação precede a escolha de Deus para as nossas vidas, precede a vitória do Senhor em nossas vidas. Santifique-se todos os dias e mantenha-se em santidade. Pense nisso!

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Portar-me-ei com inteligência no caminho reto. Quando virás a mim? Andarei em minha casa com um coração sincero.”(Salmos 101: 2)



Amado (a), há nesse versículo algumas palavras-chave que nos ajudam a entender melhor o seu conteúdo. Assim, dividiremos esses núcleos em três partes essenciais: na primeira, incluímos os substantivos “caminho”, “casa” e “coração”; na segunda, os adjetivos “reto”, “sincero” e a locução com valor de adjetivo: “portar com inteligência”; e, na terceira, os verbos: “portar”, “vir” e “andar”.
Os substantivos nomeiam “lugares” importantíssimos para a nossa sobrevivência na terra. O caminho representa nossas escolhas, a casa nossa família e porto seguro, o coração nossos sentimentos. Mas para que esses “lugares” possam nos aproximar da vida eterna é necessário que tenham características básicas e fundamentais: a retidão, a sinceridade e sejam considerados com inteligência. Os verbos representam nossas ações ou estados de ser para que isso se concretize. Portar é trazer em si, portanto, condição ou comportamento coerente e próprio de quem foi criado à imagem e semelhança do Criador. Andar, nessa estrutura, é estado ou modo de ser e não apenas a ação de caminhar. Assim, também define um comportamento digno de um cristão. E só assim, tendo esses comportamentos, é que o Senhor agirá em nosso favor. Nesse caso, o verbo vir está relacionado a Deus. Ele só responderá a esse questionamento se fizermos a nossa parte.
Graça e Paz!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei, porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração.” (I Samuel 16:7)


Amado (a),

Era tempo de Samuel ungir o novo rei de Israel. Saul era rejeitado por Deus para continuar reinando e então Deus envia Samuel à casa de Jessé para que fosse escolhido o substituto. Deus disse a seu servo o que ia fazer e que mostraria quem era aquele a quem Samuel devia ungir. Logo que ele vê o primeiro filho de Jessé, pensou que seria este, mas Deus o adverte para não olhar para a aparência ou porte físico, pois Eliabe não era o escolhido e o Senhor sabia o que tinha de ser avaliado entre os filhos de Jessé: o interior e não o exterior. Mais seis filhos de Jessé se apresentam a Samuel e nenhum deles era o escolhido. Então Samuel pergunta se não havia mais filhos e Jessé informa que o oitavo filho, que era o menor de todos, não estava ali, mas pastoreando ovelhas. Assim aguardaram até o retorno de Davi, que mesmo não impressionando em sua estatura, era o escolhido por Deus para ser o novo Rei. Isso nos ensina que Deus não vê como nós vemos, Ele vê além. Aparência não é o que deve nos mover nas nossas escolhas, mas a voz de Deus. Mesmo sendo servos de Deus, podemos nos impressionar com a aparência, o dinheiro, a beleza, a quantidade de bens dentre tantas outras coisas que nos chamam a atenção. Também podemos ser impulsionados pelas nossas próprias convicções e pensar que Deus está por trás delas. Cuidado! A intenção do inimigo é enganar se possível os próprios eleitos. Então ele se fará de anjo de luz, trará doutrinas erradas para que confundam nossas mentes, nos apresentará pessoas que escolheremos erroneamente para caminhar com elas, casar ou ungir. Poderemos ser enganados. Então é necessário estar na presença de Deus e aguardar nosso Pai confirmar. Deus usa nossos líderes, sejam eles espirituais ou não. Geralmente usa os pais para nos orientar sobre profissão, namoro, casamento, amizades e tantas escolhas importantes. E usa nossos pastores para nos ajudar nesta caminhada. Não brinque com sua vida crendo que fez a escolha certa. Muitas escolhas são para a vida toda e outras determinarão uma boa parte de nossas vidas. Busque em Deus e Ele certamente lhe dirá o que fazer e usará os líderes (pais e pastores) sobre você para confirmar sua escolha. E lembre-se, nem sempre o que vemos com nossos olhos é o que Deus quer para a gente. Outra coisa importante para levar em consideração é que mesmo sendo Davi ungido por Deus para ser rei, ele esperou um tempo para que a bênção se manifestasse em sua vida. Deus sabe qual a escolha certa e o tempo dela se manifestar. Busque o olhar de Deus em sua vida e aguarde Nele o cumprimento do que Ele escolheu para você.
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá.”(Salmos 101: 6)


Amado (a),
No ministério dos servos de Jesus, só é aproveitado quem está disposto a servir. E para servir ao Mestre é necessário andar num caminho reto. Eis a grande dificuldade que muitos encontram, porque pensam que basta estar na casa de Deus, freqüentar os eventos e desempenhar algumas tarefas simbólicas. Ledo engano! O salmista nos mostra isso no início deste texto: os olhos do Senhor estão sobre nós. E Ele separa para si os fieis. Somente esses estão convidados a se assentar à mesa com Deus. Muitos são os que sem discernir o corpo de Cristo, socialmente tomam a Santa Ceia, mas seguem a vida em pecado: mentira, prostituição, sonegação, depravação, etc...
Os olhos de Deus tudo vê. Não adianta mostrar contrição ou retidão apenas diante dos homens. Para servir a Deus precisamos executar pequenas tarefas, que na verdade são de enormes responsabilidades, apesar de poderem ser praticadas em casa, em um curto espaço de tempo, ou quem sabe em um dia especial em local predefinido.
E são nas pequenas tarefas que os servos mais falham, deixando de alcançar as maiores vitórias, as maiores alegrias advindas da bênção da fidelidade nas pequenas coisas.
Dentre as pequenas tarefas que poderão resultar em grandes bênçãos, estão a oração, porque por meio de um encontro com o Senhor, podemos interceder em qualquer lugar pelas pessoas que nos rodeiam, pelos irmãos aos quais ministramos. Jesus nos ensina que o bom servo é aprovado pelo cumprimento das pequenas tarefas, não pela realização de grande coisas.
Disse Jesus: “Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito”. (Lucas 16:10)
O pecado mais comum na vida dos cristãos é o não cumprimento dessas pequenas tarefas.
Amado(a), Deus está a procura de servos que lhes sejam fiéis nas pequenas tarefas, Seus olhos percorrem o mundo, em especial a sua igreja, à procura desses servos. Você tem recebido esse olhar de Deus? Tem dedicado seu tempo continuamente a servir nas pequenas coisas: sendo constante na oração, dedicando tempo ao estudo e à intercessão, tendo uma palavra de temperança em seu lar, cuidando de sua família na admoestação da palavra, dando testemunho no seu trabalho e na vida pessoal? Essas são tarefas cotidianas imprescindíveis a quem quer ser servo. E se nos consideramos servos de Jesus, se servimos à Igreja do Senhor, devemos buscar a fidelidade nas pequenas tarefas, sermos fiéis em tudo o que nos é ordenado. Observe o que diz o apostolo Paulo I em Coríntios 4:2:
“Além disso, requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel”.
Devemos ser servos fiéis pelo simples fato de que o nosso Senhor Deus é fiel, e ele deseja abençoar seus servos fiéis.
“Fiel é o que vos chama, o qual também o fará”. I Tessalonicenses 5:24Graça e Paz!

domingo, 26 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.” (Jeremias 17:9-10)


Amado (a),

A palavra do Senhor nos adverte quanto ao nosso coração. Apenas Deus conhece o coração do homem, nem mesmo nós nos conhecemos de fato. Somos capazes de ser enganados (as) pelo nosso próprio coração. Em Provérbios 4:23 diz “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Tal versículo nos adverte sobre a importância de guardar o coração por ser ele fonte de vida, portanto dele depende nossa vida, o nosso caminhar, o nosso pensar e o nosso agir. Ele deve ser guardado da contaminação por injustiça, iniqüidade, raiva, ódio e tantos outros sentimentos que se entrarem em nosso coração, contaminarão a fonte de nossa vida. O coração nos engana, pode estar cheio de perversidade e somente Deus sabe o que vai dentro dele. O Senhor estuda-o com detalhes, minuciosamente, provando toda a verdade e comprovando a autenticidade dos sentimentos expressos em nossa alma. Diante da verdade que habita em nós, nosso Pai sabe exatamente o que fazer, dando a cada um de nós, segundo a semente que plantamos, e o fruto que se apresenta todos os dias através de nossos atos. O Senhor também conhece a árvore pelos frutos. Que frutos você tem dado para o Reino de Deus?

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Há uma geração que é pura aos seus próprios olhos, mas que nunca foi lavada da sua imundícia.”(Provérbios 30:12)



Amado (a), Salomão reporta com sabedoria as palavras de um homem a outro para que, refletindo, possa dela fazer bom uso e passá-la também adiante. Precisamos ter esses momentos de reflexão e de dedicação a palavra de Deus que nos chega por intermédio dos sábios que Ele coloca a nossa volta. Nem sempre enxergamos com sabedoria, nem sabemos reconhecer quem são esses sábios, que podem muito bem estar escondido em uma vida simples, sem conhecimentos acadêmicos ou diplomas que lhes confiram status. As palavras podem nos chegar por diversas fontes e veículos. Isso não importa, mas sim o uso e o discernimento que fazemos dela. Nesse texto em epígrafe, o sábio nos lembra do quão tolos somos quando insistimos em nossos erros, sem nos arrependermos deles enquanto nos achamos puros e corretos diante de Deus e dos homens. Essa geração sofre como o povo de Israel no deserto, porque ouve sem entender, lê sem interpretar e, principalmente segue repetindo as mesmas faltas sem nunca aproveitar o tesouro que lhe é deixado por intermédio de tantas fontes as quais Deus usa para espalhar Suas bênçãos.
Amado(a), nesse início de semana, o Senhor lhe manda um recado: não seja sábio, nem puro aos seus olhos. Ouça e pratique a palavra que chega até você todos os dias, e que você tem negligenciado, as vezes nem se dá o trabalho de ler ou ouvir, ou, quando ouve, não permite que ela frutifique em seu coração, promovendo a verdadeira transformação em sua vida. Ainda há tempo para refletir e de escrever uma nova história de vida. Assim como muitos homens e mulheres relatados pela Bíblia, mude também o curso de sua vida, dando-lhe a direção do Espírito Santo, o único que pode de fato lavar-nos de nossas imundícias.

Graça e Paz!

sábado, 25 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Os que contendem com o SENHOR serão quebrantados, desde os céus trovejará sobre eles; o SENHOR julgará as extremidades da terra; e dará força ao seu rei, e exaltará o poder do seu ungido.” (I Samuel 2:10)


Amado(a),

Não adianta lutar contra Deus ou ficar do lado oposto porque a estes a Palavra de Deus é clara, serão enfraquecidos, quebrados, abatidos, vencidos e finamente dobrados, porque, todo joelho se dobrará diante do nosso Deus. E um grande som se ouvirá sobre estas vidas. E o som do trovão traz medo para muitos. O Senhor, único juiz, fará da terra um grande tribunal onde todos estarão no banco dos réus. Ao final do julgamento a seleção será inevitável, o joio será separado do trigo, os que forem escolhidos terão poder sobre suas cabeças, e Deus dará a coroa da vitória a seus escolhidos. Em que parte desta historia você estará. Na verdade, hoje, avaliando a sua própria vida qual é o nome que se encaixa perfeitamente ao seu estilo: Você é santo ou ímpio, é amigo ou inimigo de Deus, tem seus pés firmados na Rocha ou anda tropeçando e caindo sem caminhar dirigido por Deus, vence pelo Espírito de Deus ou anda conforme a própria vontade tentando vencer suas batalhas pela força e pela violência de palavras ou ações? Quem é você? Aonde se encaixa? Qual é o lugar que te aguarda para morar eternamente? Pense nisso e busque as mudanças necessárias para se tornar diariamente um ungido do Senhor e jamais ter sobre sua cabeça a voz de trovão que estremece e espírito de contenda que coloca o ser humano que o possui do lado oposto ao de Deus. Não olhe para os outros nesta hora, olhe para a própria vida e busque em Deus a verdadeira resposta.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto.”(Salmos 100:3)

Amado(a), quantas vezes dizemos que temos Deus no coração, sem considerarmos que é preciso também saber se estamos no coração de Deus.
Muitas coisas fazemos que não agradam a Deus: guardamos mágoas em nosso coração, deixamos de cumprir nossos compromissos, tratamos mal aos nossos semelhantes, somos negligentes com as coisas de Deus...
E havemos de nos lembrar que foi Ele quem nos criou para andássemos segundo a Sua santa vontade, trilhando os Seus caminhos porque “Todo caminho do homem é reto aos seus olhos, mas o Senhor sonda os corações". (Provérbios 21:2). Se somos Seu povo não podemos fugir aos Seus ensinamentos e nos desviar de Seus estatutos. Atentemos para o que diz a palavra de Deus por meio do profeta Jeremias 24:7 "E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque Eu Sou o Senhor; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus, porque se converterão a mim de todo o seu coração". E assim, prossigamos em busca desse coração que agrada a Deus e que nos coloca em sintonia com o Seu Reino.
Graça e Paz!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Os pés dos seus santos guardará, porém os ímpios ficarão mudos nas trevas; porque o homem não prevalecerá pela força.” (I Samuel 2:9)


Amado (a),


O Senhor nos guarda todos os dias, nos livra das ciladas quando o ouvimos e obedecemos. Ele é nossa força e nosso refúgio, atrás Dele nos escondemos como uma criança que busca as vestes do Pai para se refugiar de todo o medo. Ele é nossa fortaleza, lugar onde somos protegidos da derrota. Somos atacados, mas não somos atingidos, somos confrontados, mas não derrotados. Quando os pés são guardados, todo o corpo é dirigido para o bom caminho. Quando os pés tropeçam, o corpo cai. Mas o nosso Pai é quem nos mantém em pé até o dia da sua vinda. No entanto, os ímpios não conseguem enxergar adequadamente porque estão no escuro e não têm palavras para contra-atacar porque não conhecem a Verdade. E qualquer um que queira tentar vencer pela força ou por ela levar vantagem será derrotado, porque todas as guerras nós vencemos por meio do Espírito de Deus e jamais pela força ou pela violência, usando de nossas próprias palavras ou de atitudes que gerem constrangimento. O Senhor é quem nos guia e nos diz o que fazer. O Senhor é quem nos mostra o caminho certo a seguir. Ele guarda os nossos pés e nos faz prevalecer pelo seu Espírito.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação




“Moisés e Arão, entre os seus sacerdotes, e Samuel entre os que invocam o seu nome, clamavam ao SENHOR, e Ele lhes respondia.”(Salmos 99:6)

Amado(a), e você está entre os que invocam o nome do Senhor e obtém resposta? Creia que Deus sempre nos responde, se a Ele dirigirmos nosso clamar. No entanto, a resposta nem sempre vem da forma como esperamos, ou no momento em que determinamos. Muitas vezes queremos dirigir a resposta do Senhor segundo nossos desejos e quando Ele nos responde tampamos os ouvidos ou ignoramos a direção que nos dá. As vezes Ele nos responde, mas insistimos em não ouvir porque não era a resposta que gostaríamos de ouvir. Deus nos fala por meio de Seus profetas, na palavra ministrada e muitas vezes confirmada nas nossas próprias leituras. Fala por intermédio de pessoas em mensagens as mais inusitadas que se confirmam, mas nem sempre reconhecemos nisto a voz de Deus.
Ao clamar ao Senhor, devemos pedir a Ele o discernimento para saber reconhecer Sua voz e Sua vontade a fim de seguir as Suas orientações, como fizeram Moisés, Samuel e tantos outros homens que podem ser listados entre os que ouviam a resposta de Deus, porque a questão não está em saber se Deus fala com todos os homens, mas se todos estão aptos a ouvir a voz de Deus.

Graça e Paz!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do SENHOR são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo.” (I Samuel 2:8)


Amado (a),


O mundo jaz no maligno. E muitos dizem que pertence ao maligno. No entanto, os alicerces da terra são do nosso Deus e a terra é o estrado dos seus pés, portanto a terra está sob seu poder, debaixo de toda a sua autoridade e soberania. Assim Deus olha ao aflito e responde, ergue-o do pó, retira-o do chão onde está caído, exalta o que foi humilhado e está no lixo e lhe entrega honra deixando como herança o trono de glória. Nada pertence ao diabo, tudo pertence a Deus, mesmo este mundo que se vê perdido e cheio de sujeira, mesmo assim ele pertence ao nosso Pai. Muitas vezes ouvimos que o diabo não tem a chave nem de sua casa e isso é comprovado pelas palavras descritas em Apocalipse 1:18 “E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.” Portanto, as chaves do inferno estão nas mãos de Jesus a quem foi dada toda a autoridade. Esta autoridade está a nossa disposição quando invocamos o nome de Jesus sobre nossas vidas e o confessamos como nosso Senhor e Salvador. Então herdamos o trono de glória, somos exaltados e honrados, nossos sonhos são restaurados e nossa vida liberta de todo cativeiro porque o Senhor nosso Deus o fez.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Com trombetas e som de cornetas, exultai perante a face do SENHOR, do Rei.”(Salmos 98:6)
Em várias passagens, a Bíblia fala sobre a alegria. Exultar é uma palavra muito empregada na Bíblia, porque alegria do Senhor e o riso não são algo passageiro em nossa vida, mas algo permanente e completo, embora o mundo, por meio de seu príncipe, nos ofereça a alegria temporária para que a tomemos no lugar da alegria vinda do Senhor. Deus quer que estejamos transformados com a sua alegria, que é uma parte essencial da nossa vida. Ela deve estar em nosso coração logo de manhã, deve ser refletida em nosso semblante, ainda que os dias pareçam maus, que as atribulações nos alcancem. Deve estar em nosso coração durante o dia enquanto enfrentamos os problemas. Deve estar em nosso coração à noite quando vamos dormir. E deve permanecer em nós, para nos encher, inundar, de forma a transbordar em nossas vidas.
O cristão verdadeiro é uma pessoa alegre e Deus tem muito a nos dizer sobre isto.
O salmista nos exorta a tocar as trombetas diante do Senhor e isso não deve ser uma ação mecânica e pontual. Tocar trombetas é reconhecer a cada momento a graça e a misericórdia de Deus em nossas vidas, sempre. Amado(a) você tem tocado trombetas anunciando os feitos de Deus? Acorda com um sorriso de alegria nos lábios, mesmo que esteja vivendo problemas, ou tem se refugiado no silêncio e no mau humor? O lar cristão deve ser um lugar de riso e de alegria, do fluir do Espírito e se você não se sente assim, se sua família está mergulhada no pranto, se seu semblante está anuviado e seu riso abafado, busque em Deus a restauração dessa alegria.


Graça e Paz!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“O SENHOR empobrece e enriquece; abaixa e também exalta.” (I Samuel 2:7)


Amado(a),

O nosso Deus é dono de todo ouro e de toda a prata. Nada que existe pode ter sido feito sem a sua ordem ou autorização. Sua vontade é soberana. Em toda a sua palavra percebemos sua autoridade suprema. Em Ezequiel Ele diz: “eu, o SENHOR, abati a árvore alta, elevei a árvore baixa, sequei a árvore verde, e fiz reverdecer a árvore seca; eu, o SENHOR, o disse, e o fiz.” A riqueza e a pobreza são determinadas pelo Pai assim como aqueles que são exaltados ou rebaixados. Toda a autoridade é instituída por Ele. Todas estas afirmações nos são importantes para que em nossas vidas possamos não apenas aceitar as diferentes fases em nossas vidas: riqueza, pobreza, cargos de chefia, perda de função de confiança, nascimentos, mortes, tempo de plantar e tempo de colher; como também entender que devemos louvar a Deus em todo o tempo porque Dele procedem todas as coisas. Devemos adorá-lo justamente porque a palavra final sempre é a de Deus, e não existe situação nesta terra que Ele não tenha conhecimento, que tenha sido autorizada por Ele, portanto Ele tem todo o controle em suas mãos. A Ele seja dada toda a honra e toda a gloria pelos séculos dos séculos. Amém. Louve ao Senhor seja qual for a fase que você estiver passando, porque Dele virá a palavra de ordem para a sua vida.

Deus lhe abençoe

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Cantai ao SENHOR um cântico novo, porque fez maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a salvação.”(Salmos 98:1)


Amado(a), observe que o salmista está nos exortando a glorificar a Deus porque Ele é um Deus que cumpre Suas promessas. Genericamente temos todas as promessas de Deus, mas Ele também nos dá promessas específicas, que estão relacionadas a nossa família, a obras que devemos realizar, a vida financeira, aos alvos que temos em diversas áreas. Essas promessas, não só estão na Bíblia, mas são confirmadas quando recebemos uma palavra do Senhor, por intermédio do pregador em um culto, no grupo familiar, em oração, nos momentos de comunhão... São as palavras que vêm diretamente do Espírito de Deus para o nosso coração.
Para Deus, promessa é compromisso, enquanto muitos prometem o que não podem cumprir, por limitação ou na tentativa deliberada de iludir. Vemos políticos que prometem muitas coisas apenas para obterem vantagens, cônjuges que prometem fidelidade por mera formalidade. Mas não é assim com Deus. O que Ele promete, certamente vai cumprir em nossa vida. Assim como Calebe, devemos reivindicar as promessas e confiar que Deus nos dará o nosso “Monte Hebron”, perseverando como ele fez, apesar do pessimismo de muitos. Calebe foi um dos doze escolhidos para espiar a terra de Canaã. Ele juntamente com Josué, contrariou o relatório pessimista dos outros dez, que acabaram por morrer no deserto, enquanto Josué e Calebe permaneceram vivos, e lutaram até que Canaã finalmente passou a fazer parte do território de Israel. Essa era a promessa. E muitos duvidaram dela. Para receber a promessa é necessário ter coragem.
Qual é a promessa que você precisa reivindicar? Quais os sonhos que o Senhor tem colocado em seu coração? Cura, restauração na família, um ministério, uma promoção no trabalho...

terça-feira, 21 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



O SENHOR é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela.” (I Samuel 2:6)


Amado (a),


Nada acontece por acaso. Tudo que acontece teve a permissão ou a ordem de Deus para acontecer. Ele é quem estabelece tempos e épocas, tira reis e constitui reis, há tempo para todas as coisas debaixo dos céus. Tudo acontece como Deus permite ou deseja. As pessoas nascem porque foram geradas em seu coração primeiro. Morrem porque Ele decidiu que o tempo já terminou e como fruta madura, chegou o momento da colheita. Deus pode determinar também a ressurreição de um morto mesmo após já ter descido a sepultura. Isso também serve para aquelas coisas que já morreram em nossas vidas: sonhos, relacionamentos, diagnósticos fechados dentre tantas coisas. Mesmo que tudo ao redor pareça que o fim já chegou, Deus pode determinar palavra contrária à situação e fazer ressurgir dos mortos uma situação que já foi dada por encerrada. Coloque diante de Deus a sua vida e permita que Ele faça tudo no momento certo, estabelecendo a ordem de tudo e determinando palavras de poder em sua vida.


Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Confundidos sejam todos os que servem imagens de escultura, que se gloriam de ídolos; prostrai-vos diante dele todos os deuses.”(Salmos 97:7)
Amado(a), a idolatria é um pecado que vem sendo praticado pelos homens, apesar de toda a recomendação bíblica contrária a essa prática. A Bíblia deixa claro que o ídolo em si, nada é. O ídolo não passa de um pedaço de madeira ou de pedra, esculpido por mãos humanas, que nenhum poder tem em si mesmo.
Por trás de toda idolatria, há demônios, controlados pelo diabo, que tem o poder de atuar sobre o mundo e os que são deles. No entanto, aqueles que estão em Cristo sabem que esse poder é ilusório, como toda idolatria. O cristão sabe que o poder de Jesus Cristo é maior do que o dos demônios, mas satanás, como “o deus deste século” tem poder para produzir falsos milagres, sinais e maravilhas de mentira e de proporcionar às pessoas benefícios físicos e materiais. Esse poder leva à confusão na mente de muitos que não conhecem ou não vivem a palavra.
A Bíblia é muito clara quando se refere ao fato de que Deus não tolerará nenhuma forma de idolatria. Entretanto, parece haver uma cegueira que impede a muitos de ler e entender o que isto realmente significa.
Mas a idolatria vai além do amor a imagens pagãs ou não-pagãs, pois. Ídolo é qualquer coisa ou pessoa que colocamos no fundo do coração, em primeiro lugar, depositando nela grande confiança, o que faz dela um deus, assim, idolatria pode ser a dedicação a uma imagem, a um ídolo, a uma pessoa, um líder religioso, ao poder e a seres ou coisas concretas ou não, reais ou imaginárias, uma vez que até deuses pagãos são criações da mente. É possível idolatrar-se um emprego, um automóvel, um filho e a nós ou a atitudes nossas, o que faz com que Deus perca a primazia. Amado(a), verifique se não há em sua vida o resquício da idolatria, se há algo que está fazendo com que você se curve e deixe de adorar o verdadeiro e único Senhor.


Graça e Paz!

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força. Os fartos se alugaram por pão, e cessaram os famintos; até a estéril deu à luz sete filhos, e a que tinha muitos filhos enfraqueceu.” (I Samuel 2:4-5)


Amado (a),


Deus é Deus e pode todas as coisas. Quando Ana estava a chorar diante do Pai porque não podia gerar filhos e vivia sendo açoitada com palavras pela sua condição, o Senhor a ouviu e fez da estéril mãe de muitos e de sua rival Penina enfraqueceu diante de Ana, uma vez que Elcana amava muito sua esposa, agora ela gerava a Samuel um profeta consagrado a Deus, nascendo de seu ventre um homem de Deus e não apenas um homem. Deus faz sempre mais do que pedimos e costuma arrebentar a soberba do forte quebrando seu arco e presentear o fraco com força, aos que tem muito precisarão de ajuda para comer e os que são famintos, o Senhor pode dar o sustento e cessar toda a miséria. A sabedoria de Deus é loucura para os homens, sua forma de agir é justa e Ele não permite que o mundo fique rindo dos seus. Deus, nosso Pai tudo vê e enxerga o mais profundo de todos nós. Ele sabe qual é a intenção verdadeira do coração. Diante de seu conhecimento, de sua onisciência, Ele faz o que lhe convém, dando a cada um conforme o que cada um plantou. Portanto olhe para si e reflita hoje, analise a si mesmo e veja de que lado você esta. Preste atenção em suas ações e lance mão do perdão de Deus, de sua misericórdia e de seu amor no dia de hoje. De qualquer forma lembre-se: Deus não age da forma como esperamos e muitas vezes o que seria lógico aos olhos humanos, é desfeito por nosso Pai como num sopro. O normal para o homem não o é para o nosso Deus. Ana seria a rejeitada e jamais teria filhos uma vez que era estéril e Penina deveria ser mais amada e ficariam numa posição de destaque por ter dado filhos a Elcana. No entanto, Ana era mais amada, e mesmo a ciência dizendo que ela não teria filhos Deus fez o contrario. É assim que o nosso Pai muitas vezes age, contrariando o pensamento humano. Grandes reviravoltas nosso Pai fará em sua vida. Esteja pronto (a).
Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação




“Os céus anunciam a sua justiça, e todos os povos vêem a sua glória.”(Salmos 97:6)
Amado (a), observe que esse versículo é a metáfora da evangelização. A perfeita forma de mostrar ao mundo quem é Deus e o que Ele tem feito. Se toda a Sua obra fala por Ele, por que nós havemos de calar? Por que em vez de murmurarmos e repetirmos a todo momento o que está de errado com as coisas e pessoas ao nosso lado, não abrimos nossas bocas para anunciarmos a justiça e a Glória de Deus? Certamente no dia em que deixarmos de lado nossas críticas e murmurações veremos o quão grande e magnífico é esse Deus que nos criou e que nos capacita para sermos também Seus adoradores como toda a obra de Sua mão. Quando abrimos nossos lábios para adorar e bendizer as maravilhas de nosso Deus não sobra tempo para as amarguras e o efeito disso são as bênçãos renovadas a cada dia em nossas vidas, como o sol que se faz novo a cada manhã, depois de um crepúsculo. Aprendamos com a natureza a honrar e a anunciar a obra de Deus e assim exercitarmos com alegria o pleno to de evangelizar com todos os dons que o Senhor nos deu. Não é preciso eloqüência para isso, basta agradecermos pela dádiva da vida e saudarmos o criador com nossos corpos santificados e consagrados a Ele.
Graça e Paz!

sábado, 18 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“Não há santo como o SENHOR; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus.” (I Samuel 2:2)


Amado(a),

Se quisermos vitórias em nossas vidas temos de reconhecer que não há santo como nosso Deus, Ele é puro, irrepreensível, soberano, perfeito e poderoso. Seu amor é inexplicável, sua misericórdia dura para sempre, seu cuidado para com Seus filhos é exemplar sabendo Ele dosar a correção e os presentes gratuitos, sendo ambos bênção em nossas vidas. Fora Dele não há caminho e não há outro Deus que não Ele mesmo. Não existem vários caminhos que levam a um único Deus, principalmente caminhos que são direcionados por deuses diferentes. Não há outro Deus e ponto final. E não há rocha como o nosso Deus. A rocha é firme, resistente, serve de abrigo. Quando forma cavernas é segura. E Nele temos tudo isso. Nossa consciência de todas estas coisas deve ser bem clara para que não busquemos a resposta, o refúgio ou a segurança fora Dele e substituamos nosso Deus por marido, esposa, filhos, amigos, namorados, políticos, pessoas de influência ou mesmo a nossa própria força. Busque em Deus e Nele encontraremos todas as respostas.
Não espere saber resolver seu problema sozinho (a). Não há lugar mais seguro que na Rocha que é Cristo. O Nosso Deus é poderoso e fará muito mais do que pedimos ou pensamos, basta estarmos firmes Nele.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Dai ao SENHOR a glória devida ao seu nome; trazei oferenda, e entrai nos seus átrios.”(Salmos 96:8)

Amado(a), nós fomos criados para adorar a Deus. Para dar a Ele toda a glória devida ao Seu nome! Nada fica melhor ao filho de Deus do que ter seu coração e seus lábios cheios de louvores ao Salvador! E há tantos motivos para darmos graças.
Somos escolhidos, separados pelo Pai, temos a confiança na salvação ainda que vivamos em lutas terrenas. Isso é motivo para glorificarmos a Deus e entrar em Seus átrios com oferendas de ação de graças.
Ele nos amou, nos salvou, nos reconciliou Consigo mesmo, quando o fardo do pecado pesava sobre nossos ombros!
"Em tudo dai graças" diz Paulo em 1 Tessalonicenses 5:8. E isso é um grande ato de fé, baseado na promessa de que "todas as coisas cooperam juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o Seu propósito" (Romanos 8:28). O salmista canta a grande dádiva de podermos glorificar a esse Deus soberano e tremendo que nos livrou da condenação. Somos criaturas feitas à imagem e semelhança do Criador e só isso bastaria para louvar e bendizer o nome do Senhor. E ainda pecadores fomos contemplados com a redenção, pelo sangue precioso de Jesus. Quando o salmista nos exorta a entrar nos átrios do Senhor, ele está nos ensinando a dedicar momentos de nossa vida a glorificar a Deus no templo de adoração, sabendo que essa atitude não se resume apenas a cantar louvores e a adorar socialmente diante da congregação. Glorificar a Deus em nosso cotidiano, com testemunhos vivos de verdadeiro compromisso com a palavra e com a pregação do evangelho de Jesus é a forma mais legitima de adoração. O Senhor se alegra naqueles que edificam suas vidas e O glorificam com exemplos de vida em santidade. Entrar nos átrios aos domingos e dias de culto com louvor sincero é o coroamento de uma semana dedicada a levar o evangelho em todos os momentos, em todos os lugares e a todas as criaturas de forma viva, espelhada no exemplo de Jesus Cristo de Nazaré.

Graça e Paz!

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Então orou Ana, e disse: O meu coração exulta ao SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação.” (I Samuel 2:1)


Amado (a),


Ana passou um período de guerra e perturbação. Casada, não podia gerar filhos e se sentia triste, angustiada e humilhada. Sempre chorava com profunda dor no coração por ser estéril. Orava incessantemente a Deus buscando Nele a resposta para o seu período de tribulação. E foi no santuário em Siló que Ana com a alma amargurada, chorou e orou ao Senhor pedindo que lhe desse o direito de gerar um filho, e assim ela o entregaria a Deus por toda a sua vida. E o Senhor atendeu suas orações e usou um profeta por nome de Eli como vaso para abençoar a sua vida. E logo que foi abençoada pelo sacerdote, não chorou mais e não ficou mais de alma abatida, mas creu na promessa de Deus. Na manhã seguinte, adorou a Deus e logo engravidou. A criança nasceu e Ana cumpriu a sua promessa. E orou, alegre, feliz, exultante dizia que seu coração tinha estes sentimentos de júbilo e louvor ao Senhor. Então não era o nascimento do filho em si que lhe fazia exultar, mas sim o poder de Deus em sua vida de forma que a fraqueza de Ana perante si mesma e os outros foi desfeita, sua esterilidade foi transformada em fertilidade e Ana reconhece que foi Deus quem a exaltou e a colocou em posição de honra. Da sua boca saia a proclamação das grandes coisas que Deus havia feito porque os inimigos foram diminuídos e ela colocada em lugares altos. Então Ana declara que se alegra na salvação de Deus – maior bênção que nós podemos ter, reconhecendo assim, que este é o grande motivo de nossa alegria. O segredo de Ana foi crer em Deus, parar de se lamentar do seu infortúnio, louvar a Deus e finalmente reconhecer a soberania e poder de Deus.
Você se sente derrotado (a), tem passado por humilhações, está se sentindo preterido (a), não está alegre ou exultante, mas angustiado (a) e aflito (a)? Então busque em Deus a resposta e louve ao Seu Santo nome e veja como o impossível se fará em sua vida e a infertilidade e falta de bons frutos serão substituídos por colheita farta seja em que área for.

Deus lhe abençoe!!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Dizei entre os gentios que o SENHOR reina. O mundo também se firmará para que se não abale; julgará os povos com retidão.”(Salmos 96:10)


Amado(a)

A igreja de Cristo deve ser um corpo de pessoas que, com compreensão e decisão, aceitaram o senhorio de Jesus. E que, conseqüentemente, anunciam entre os gentios o reinado soberano e absoluto de um Deus único e poderoso. Ponto.
A expressão do salmista é imperativa. E por si só já poderia se encerrar na primeira parte do versículo, se não fôssemos nós tão carentes da misericórdia de Deus ao ponto de precisamos da segunda parte: é preciso que o mundo também se firme e não se abale para que tenhamos a visão ampla dessa verdade: o Senhor Reina e julgará os povos com retidão.
É preciso que tenhamos o entendimento de buscar ao Senhor pela sua grandeza e glória, não simplesmente por conta de nossos desejos tolos e frívolos a fim de satisfazer as nossas vontades. Tiago 4:3 afirma “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites”. Examinemos, pois, os nossos corações para nos certificar de que nossos pedidos, se em sintonia com a vontade soberana de Deus, já foram atendidos e estão apenas aguardando o momento para serem entregues. Por isso é necessário que peçamos sabedoria para buscarmos em Deus aquilo que convém, para pedirmos segundo a Sua santa vontade. O Senhor reina. É uma verdade incontestável. Mas isso se aplica em nossas vidas? Estamos deixando que Ele esteja no centro de nossas vidas?
Graça e Paz!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Alongaste de mim os meus conhecidos, puseste-me em extrema abominação para com eles. Estou fechado, e não posso sair. A minha vista desmaia por causa da aflição. SENHOR, tenho clamado a ti todo o dia, tenho estendido para ti as minhas mãos.” (Salmo 88:8-9)


Amado(a),

Afirmo novamente, o caminhar diário é difícil. A palavra de Deus diz que o Reino de Deus é tomado por esforço, então a palavra de ordem é esforça-te e tem bom ânimo. Mas isso fica difícil quando, no dia a dia, nosso relacionamento com as pessoas é uma tortura. O salmista neste trecho mostra que sua aflição é profunda a ponto da sua visão desfalecer. E isso mostra que não é possível ver com a visão turva porque os olhos não vêem a verdade, mas apenas o que conseguem ver. Isso traz desânimo, fraqueza, falta a coragem para ir adiante porque não se pode ver os fatos como de fato são. Momentos de profunda aflição trazem desesperança. E encarcerado nesta dor, fechado, posto longe de seus conhecidos, detestado e abominado pelos que lhe são preciosos, o salmista se sente só, fechado em uma prisão. E não vê como sair até porque não enxerga a saída. Então ele clama todos os dias, durante o dia todo e estende para Deus as suas mãos buscando uma saída, uma forma de se livrar da prisão e do sofrimento, uma solução para os problemas que lhe afetam a vida. Este é o caminho, buscar a Deus, estender as mãos para Ele como uma criança que pede colo em busca de abrigo. Então nosso Pai nos dá colo, no momento certo, às vezes nos deixa chorar um pouco porque identifica uma certa birra de criança em nosso viver, mas Ele não nos deixa chorando, nos pega no colo e nos consola. Enxuga nossas lágrimas e nos mostra o caminho ensinando que nem sempre as coisas são como queremos, mas sempre serão como Ele permitirá que seja. Todas as coisas cooperam para o seu bem se você é filho de Deus. Aconteça o que acontecer Ele fará grande obra na sua vida e lhe fará um vitorioso (a). Não desanime, continue firme e buscando o colo do nosso Senhor.

Deus lhe abençoe!

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Não endureçais os vossos corações, assim como na provocação e como no dia da tentação no deserto.”(Salmos 95:8)

Amado(a) leia o que está em I Jo 3: 20-21 “Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração e conhece todas as coisas. Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus..” O Senhor tratando agora mesmo com seu pecado. Se você percebe que ele tem lançado no seu coração flechas de condenação, fazendo com que você se sinta culpado do pecado, acredite isso é presente de Deus. Ele está plantando em seu coração a chama de Seu divino poder em você, para lhe ensinar que somente através do Seu santo temor você se apartará do pecado.
Uma vez que se convença da maldade do seu pecado, estará pronto para a consolação do Espírito Santo. Andar no temor do Senhor significa relembrar a si mesmo as advertências Dele. E permitir ao Espírito trazer condenação ao nosso coração, colocando às claras nossos pecados e, retirando-os de nós. Ao fazer isto, Ele estará colocando os alicerces para que se cumpra em nós cada uma das promessas da Nova Aliança de Deus. Paulo escreveu em Romanos. 8:33: “Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.” Por isso devemos estar atentos e abrir nossos corações para os sinais de Deus a fim de que nos alertar porque o Espírito Santo não nos condena e sim o nosso espírito, quando tocado pelo Espírito de Deus. Mas se endurecemos nosso coração deixamos de receber as bênçãos do Pai e assim como os filhos de Israel andaremos em círculo no deserto sem conhecer a Terra Prometida.
Amado(a) Veja o que o Senhor diz: “Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança. Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração.”(Jeremias 29:11-13)

Graça e Paz!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão


“Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado.” (Hebreus 12:12-13)


Amado(a),

O caminhar diário não é fácil. Manter-se íntegro (a), vencer as tentações, caminhar na direção certa, decidir corretamente, obedecer a Deus, em tudo dar graças. Muitas vezes o cansaço toma conta e em Provérbios 13:12 a Palavra de Deus nos diz que a esperança que se retarda adoece o coração. Mãos levantadas, joelhos firmes denotam a ação de Deus em nossas vidas. Moisés quando estava diante do Mar Vermelho, teve de levantar seu cajado para que a benção de Deus fosse determinada e o mar se abrisse, e depois novamente para que ele se fechasse sobre os egípcios. O Senhor ordenou que ele levantasse suas mãos e assim o sobrenatural aconteceu. Esta atitude demonstrou da parte de Moisés obediência e fé. A Bíblia fala em várias passagens sobre o manter-se de pé: manter-se de pé até a vinda de Jesus, cair e ser erguido por Deus, cuidar para não cair... Enfim, muitas são as passagens bíblicas que mencionam tais expressões. O cansaço nos faz mancar, e o coxear prova a falta de firmeza em nossos passos e a nossa fragilidade no andar. Os joelhos desconjuntados demonstram também que os caminhos não são planos, mas pedregosos e pode certamente resultado da escolha de uma caminho pouco seguro. Então, o Senhor nos adverte que, quando estivermos inseguros, mancando e andando sem firmeza, baixando os braços, cansados de tanto caminhar e não chegar a nosso destino, ter nossos joelhos desmontados pelo caminho tortuoso, então devemos nos recompor, tornar a levantar as mãos cansadas a fim de proclamar a bênção de Deus em nossas vidas e buscar lugares seguros para pisar nossos pés, a fim de que nossos caminhos sejam os que o nosso Pai escolheu para nós. Assim, os que mancam se desviarão totalmente e inteiramente do caminho errado escolhido e serão sarados porque não terão mais joelhos desarticulados, uma vez que o caminho não será mais tortuoso, pedregoso, mas será plano, firme e seguro. O Senhor decretará ordem a nosso respeito nas regiões espirituais quando levantarmos nossos braços, que erguidos demonstram a proclamação por nossas próprias palavras e ações a respeito da vitória que Deus nos dá nesta hora. Andando firmes, seguiremos para o cumprimento de nossas promessas, guiados e seguros pelo nosso Pai. Na prática isso tudo significa manter-nos firmes diante das promessas de Deus, sem recuar, sem pestanejar, sem duvida e proclamando todos os dias com nossa vida que cremos no Deus que opera milagres, prodígios e maravilhas.


Deus lhe abençoe!

“E trará sobre eles a sua própria iniqüidade; e os destruirá na sua própria malícia; o SENHOR nosso Deus os destruirá.”(Salmos 94:23)


Amado(a), o salmista se pergunta até quando Deus permitirá que os ímpios saltem de prazer enquanto os justos padecem. Até quando ficarão impunes, enriquecendo ilicitamente, despojando órfãos e viúvas. Satanás tem procurado afastar as afeições dos filhos de Deus, fazendo com que não se aproximem de Deus, falseando o caráter divino. Por meio do engano, ele tem confundido mesmo os que professam ser cristãos, fazendo com que pratiquem iniqüidades para que sejam destruídos pela própria malícia. Quem conhece e vive a palavra sabe qual é o seu destino final, para onde será enviado no dia do juízo de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Entretanto, o diabo, enquanto pode tenta enganar os homens fazendo-os pensar que não há mal nenhum em desfrutar o que a vida lhes oferece. O diabo tem assoprado no ouvido de muito que hoje é diferente dos tempos bíblicos e que sexo fora do casamento é natural, que é melhor se separar do que buscar ajuda para salvar o casamento. Afinal se não deu certo, é melhor partir para outro do que ficar infeliz. O diabo sussurra no ouvido dos desavisados que está fora de moda obedecer a pai e mãe, que pornografia não é pecado, que a mentira às vezes é necessária. Pequenos delitos não são crimes, sonegar impostos ou atenção à família não tem importância. Mas por conta disso muitos se perdem. Eis que o salmista nos alerta para o perigo de cairmos primeiro na fé, depois na perdição por conta de nossas iniqüidades. Deus destruirá o iníquo, isso é inevitável, pois o Senhor não pactua com o pecado. Mas a nós cabe escolher de que lado queremos ficar quando o Senhor nos chamar. Só não sabemos que dia é esse, por isso amado(a), cuidemos para ficarmos do lado de fora. Decida hoje romper com os laços de satanás em sua vida, porque amanhã pode ser tarde demais.

Graça e Paz!

terça-feira, 14 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão



“Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.” (Efésios 5:14)


Amado(a),

Qual é a dúvida que paira em teu coração? Ou qual a área da sua vida que está morta ou dormindo? O que tem deixado você apático (a), desanimado (a), sem forças para lutar?
Desperta, acorda, saia desta inércia que vem deixando você letárgico (a) e sem reação diante das coisas. Não fique sentado (a) ou mesmo deitado (a) esperando que as coisas se resolvam. Levanta e anda! Faça isso e Jesus irá explicar a você como mudar as coisas e como resolvê-las. Ele irá clarear suas idéias e te mostrar o caminho certo a seguir. Ele é o caminho, a verdade e a vida. Não há outro que possa esclarecer as coisas para você e responder aos seus questionamentos. Não há outro que tenha a solução certa para os seus problemas. Jesus sabe como enfrentar a dor porque já passou por ela, sabe vencer o medo porque já o enfrentou, sabe como driblar a tentação porque resistiu ao diabo e ele fugiu Dele, sabe o que é ser traído e perdoar assim mesmo, porque foi enganado perfidamente e injuriado por quem Ele estendeu a mão. Ele sabe como vencer todas as coisas e todas as situações porque passou por todas elas e saiu vitorioso. Despojou-se da natureza divina para sofrer em carne o que todo homem sofre e ainda assim mostrar o quanto a natureza humana foi feita para ganhar as batalhas. Ele nos mostrou como somos fortes quando deixamos que Ele nos guie e que podemos suportar com paciência toda a dor sem desvanecer. Então, desperta, levanta e permita que Jesus lhe esclareça tudo. Ele tem todas as respostas porque não fala do que não conhece, mas do que viveu. E, lembre-se, é necessário sempre dar o primeiro passo porque Deus não invade nossa privacidade, ele bate e espera que abramos nossas vidas para Ele.
Deus lhe abençoe!

“Bem-aventurado é o homem a quem tu castigas, ó SENHOR, e a quem ensinas a tua lei.”(Salmos 94:12)




A palavra castigo vem do latim castum agere que quer dizer tornar-se casto, puro, limpo, corrigido. Embora nunca pensemos em coisa boa quando nos referimos a castigo, na Bíblia essa palavra sempre esteve ligada à idéia de correção para que o homem fosse aprimorado por Deus. Se do ponto de vista humano essa palavra nos remete a uma coisa ruim, do ponto de vista de Deus ela não tem o sentido punitivo, mas algo que produz bem aventurança.
Quando Deus castiga o ser humano, Ele o faz para prepará-lo para desafios mais elevados em sua vida.
Quando o homem não recebe a correção do Senhor como uma oportunidade de crescimento, ela torna-se apenas um castigo, sem conseqüências positivas.
Há vários exemplos na Bíblia que nos mostram essa diferença.
Quantas vezes passamos por situações em que nos sentimos castigados e vemos mais à frente que essa correção serviu para forjar em nós um espírito forte e preparado para receber coisas melhores? Quantas vezes nos parece que Deus nos tira algo que queremos muito, mas vemos em seguida o livramento do Senhor.
Amado(a), precisamos pedir discernimento ao Senhor para distinguirmos se nossa luta é conseqüência natural de escolhas erradas, de nossos pecados, para que saibamos entender a correção e nos prepararmos para a restauração.
Quando aumentamos nossa intimidade com Deus, Ele mostra porque está nos castigando, mas é preciso que nos arrependamos, sabendo que o castigo de Deus visa mudança de atitude, por isso é necessário nos certificar de qual área carecemos de nos santificar e pedir ajuda do Espírito Santo para que Ele nos auxilie.
Graça e Paz!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Assim, afirmemos confiantemente: O Senhor é o meu auxílio, não temerei; que me poderá fazer o homem?” (Hebreus 13:6)


Amado(a),

Nunca devemos fazer nada sem que consultemos ao nosso Pai. Ele sabe todas as coisas e certamente terá a resposta certa para as escolhas adequadas. Deus não nos quer tomando caminhos errados e deseja ser nosso auxílio no momento de dificuldade. Todos os dias somos como ovelhas para o matadouro, passamos por situações que requerem de nós prudência e sabedoria, discernimento e confiança em Deus. Pessoas se levantam contra os servos de Deus são usadas como pedras de tropeço em nossas vidas, buscam nosso mal, nos caluniam, falam de nossas vidas, tramam pelas nossas costas. Muitos até dizem coisas boas, trazendo conselhos que aparentemente são bons e acabam nos fazendo tomar o caminho errado e escolher mal. E por trás existe, na verdade, um desejo torpe de nos ver arruinados.
No mundo atual, a maledicência tem sido uma das armas mais letais ao ser humano e sua estima. O julgamento humano, os rótulos que os indivíduos dão uns aos outros, o desejo de destruir o próximo. Isso tem acontecido em lares nos quais irmãos se levantam contra irmãos, filhos contra pais e vice versa, tem ocorrido em empresas, nas quais desejar o fracasso do colega parece ser um dos sentimentos mais comuns, e também tem acontecido em igrejas, em que a inveja entre irmãos e o desejo em ser a ovelha mais querida do pastor ou em ter uma função de destaque nas congregações em detrimento de poder sobre irmãos tem sido uma pratica comum na vida de muitos que se dizem convertidos. E existe um homem que também é seu inimigo muitas vezes: você mesmo. A sua vontade está acima da vontade de Deus e a coisa certa que se deve fazer não é feita, mas as erradas, essas são realizadas com facilidade sem conseguir domar o homem carnal que existe dentro da alma. A verdade irmãos é que se colocarmos tudo nas mãos de Jesus e buscar Nele o auxilio para a nossa luta, o que poderá fazer o homem seja ele um estranho, um amigo, um parente, um irmão em cristo ou nós mesmos? A verdade é nada, absolutamente nada. Não importa que luta você esta passando, nem em que local isso vem ocorrendo ou quem é o homem que tem atormentado a sua vida. O que interessa é que você deve buscar em Deus o auxílio para vencer a guerra que vem travando nos últimos tempos, pois o Senhor é o nosso socorro bem presente na tribulação.

Deus lhe abençoe!

“Mui fiéis são os teus testemunhos; a santidade convém à tua casa, SENHOR, para sempre.”(Salmos 93:5)




Amado(a), há duas palavras nucleares neste versículo: testemunhos e santidade. Mas elas estão relacionadas a outras duas fieis e casa. O salmista exalta a soberania de Deus e fala em testemunhos fieis. Isso significa que nossa vida deve ser um exemplo constante das transformações que o Senhor tem feito em nós. Não significa testemunhar com nossos lábios, mas com nossas atitudes, em todo o tempo o lugar. Que nossas vidas sejam uma busca de coerência e um espelho da palavra de Deus. E para isso é preciso que a santidade um reflexo de nossa casa. Se nos afirmamos cristãos, nossos atos devem ser os atos de Cristo. Antes de qualquer atitude devemos nos perguntar: Jesus faria isso? O Senhor entraria neste lugar? Nesta casa Deus habitaria? As pessoas vêem Cristo naquilo que eu faço? Viver a palavra, ser testemunha fiel não é simples, mas é a característica que nos convém sempre. Casa santificada, testemunho fiel é o que o Senhor espera de nós. Amado(a), seus testemunhos têm sido fieis ou tem se comportado como os fariseus? Sua casa tem sido santificada, ao ponto de o Espírito Santo nela fazer morada? Essas respostas só podem ser dadas por um coração que se rende ao Senhor porque se despoja de toda arrogância e orgulho e reconhece que a soberania de Deus é capaz de transformar vidas desajustadas, casas devastadas e testemunhos que tem envergonhado o evangelho de Jesus. Pense nisto e entregue seus caminhos ao Senhor para que Ele endireite suas veredas.
Graça e Paz!

domingo, 12 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão





“JUSTO és, ó Senhor, quando eu entro contigo num pleito: contudo falarei contigo dos teus juízos. Por que prospera o caminho dos perversos, e vivem em paz todos os que procedem perfidamente?” (Jeremias 12:1)


Amado(a),

Jeremias reconhece prontamente que Deus é justo, nosso Pai julga com equidade e de forma correta dá a sua sentença de forma correta. Então, mesmo Jeremias concordando com a justiça de Deus em sua vida, quando ele entra com Deus em alguma causa judicial ou que exija a julgamento do Senhor, ele questiona Deus sobre aqueles que, mesmo sendo perversos, prosperam plenamente. E, aparentemente, vivem em paz os que agem de forma desleal e infiel. Assim acontece conosco muitas vezes. Olhamos para o lado e verificamos que os indivíduos que são desleais, que não buscam a Deus, vivem uma vida de iniqüidade e distantes do nosso Pai, muitas vezes são ricos, bem sucedidos, têm carros maravilhosos, viajam sempre, freqüentam os melhores lugares, vestem as melhores roupas e nunca lhes falta nada aparentemente. No entanto, este olhar enxerga com os olhos humanos, não os de Deus, traduzindo uma realidade que é apenas passageira, frágil e não traduz a eternidade desta alma. Este questionamento já passou pela cabeça de muitos servos de Deus como Davi, Habacuque, Jó e tantos outros e continuam inquietando a alma de muitos servos de Deus nos dias de hoje.
Em Salmos 73:18 a palavra de Deus nos mostra que o senhor certamente põe estas pessoas em lugares escorregadios e as destrói, subitamente ficam assolados e totalmente aniquilados de terror tais pessoas que aparentemente são bem sucedidas (aos nossos olhos). Ao final do Salmo 73 nos versículos 27 e 28 está uma afirmação essencial para que não caiamos nestes questionamentos que nos trazem aflição a alma, dizendo assim: “Os que se afastam de ti, eis que perecem; tu destróis todos os que são infiéis para contigo. Quanto a mim, bom é estar junto a Deus; no SENHOR Deus ponho o meu refúgio, para proclamar todos os seus feitos.” Então, não há lugar mais seguro que ao lado do nosso Pai, se Ele é refúgio é porque há necessidade de um lugar seguro em algum momento de nossas vidas, portanto, estes que estão longe e se comportam de forma infiel, não terão um lugar seguro quando as lutas chegarem, mas serão destruídos pela sua própria infidelidade para com nosso Deus.
Não tenha medo, não fique desejoso de ter a vida fácil daqueles que apresentam sucesso no que fazem e parecem ter uma paz que não é real, porque o tesouro mais precioso, você, como filho de Deus já tem: a salvação dada pela amizade incondicional de nosso Senhor Jesus Cristo.
Deus lhe abençoe!

“O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria, será salvo.”(Provérbios 28:26)





Amado(a), Salomão nos fala de quão enganoso é nosso coração e o quanto é insensato aquele que nele confia. Quantas vezes fazemos coisas ou tomamos decisões precipitadas porque confiamos nas nossas escolhas, guiadas pelos desejos de nosso coração. É certo que Deus nos dá a capacidade de sonhar, de fazer planos. E os nossos sonhos são acolhidos por Deus. Entretanto, a Bíblia nos ensina que esses sonhos e projetos precisam estar sujeitos ao Senhor como condição de sermos bem-sucedidos. De nada adianta fazermos planos se eles contradizem a vontade do Pai, que sabe de nossas necessidades e fraquezas e quer sempre o melhor para Seus filhos. O que Salomão nos adverte no versículo em epígrafe é que não devemos confiar plenamente nas intuições do coração sem discernir suas intenções de acordo com os parâmetros da Palavra de Deus. Isso pode ser algo desastroso e com conseqüências muito sérias para nossas vidas. Jeremias 17: 9 afirma “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Mas a tendência do homem é se guiar pelos seus desejos e intuições, fazendo suas escolhas, sem antes apresentá-las a Deus. O Senhor sonda e prova os corações. E não há quem tenha se arrependido de ter ouvido a Deus antes de tomar qualquer decisão. Porque como destaca Salomão em Provérbios 16:25 “Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte”. Nosso coração é uma fonte duvidosa e nem tudo que ele sente é a vontade do Senhor. Às vezes nossa carne fala mais alto e o diabo sabendo que não pode tocar no escolhido do Senhor, semeia dúvidas no coração e dali brotam os frutos do mal. Por isso, amado(a), só há uma forma de sabermos se os desejos de nosso coração são também desejos de Deus: buscando na palavra o discernimento de quais propósitos estão alinhados com os planos Dele. “Muitos propósitos há no coração do homem, porém o conselho do SENHOR permanecerá”. (Provérbios 19.21). Não podemos desprezar o conhecimento. Nem decidir apenas por intuição. Quando decidimos algo apenas enxergando com os nossos olhos, sem cotejar à luz da palavra o que o Senhor tem a nos dizer, corremos o risco de sofrer os danos dessa escolha e nos acorrentar a ela “O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria”. (Provérbios 18.15). O que Salomão quer nos dizer é que não podemos ser sábios aos nossos próprios olhos. E ouvir a voz de quem pode nos aconselhar com a experiência é sinal não só de humildade, mas de sabedoria. Há momentos em que o mais sensato é buscar o conselho de nossos líderes antes de decidir qualquer coisa importante. E jamais, em hipótese alguma, devemos seguir os conselhos de quem não teme ao Senhor. Quantos lares foram mal começados ou destruídos intempestivamente por conta de conselhos insensatos. Ouvir conselhos de quem não tem a vida reta diante de Deus é sinal de problemas futuros. Salomão nos adverte em Provérbios 12:5 “Os pensamentos dos justos são retos, mas os conselhos dos ímpios, engano.”
Decisões precipitadas têm levado a derrota na vida de muitas pessoas. Toda decisão precisa ser planejada cautelosamente, porque apesar de termos o livre arbítrio, dele vamos prestar contas. Nossas escolhas vão definir nosso futuro.
E o mais importante é priorizar o nosso relacionamento com Deus e não as oportunidades. Se o prazer do nosso coração estiver no relacionamento com Deus e não na concretização dos nossos próprios sonhos, certamente, Ele endireitará nossas veredas e sustentará nossos planos até que se concretizem.
Amado(a), Deus quer que continuemos sonhando, mas não quer apenas que construamos castelos no ar. Ele será o nosso o alicerce para esses projetos, para que nossa edificação esteja na Rocha firme e segura. Por isso ouça a voz do salmista em Salmos 37:5 “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará”.
Graça e Paz!

sábado, 11 de julho de 2009

Palavra Viva: Palavra Diária para Comunhão




“Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.” (Êxodo 19:5)


Amado(a),

A maior bênção que Deus tem para nos dar é a salvação. Tê-Lo como Deus e ser lhe servo, filho, chamado muitas vezes de amigo do Senhor é uma honra que poucos percebem o valor. Queremos ser amigos de pessoas importantes, de destaque na mídia, ou que sejam “poderosos”, políticos influentes, autoridades em Ministérios e Tribunais, mas esquecemos que isso não adianta para nada uma vez que Deus já declarou que TODA a terra é dele. O mundo jaz no maligno, mas a terra pertence a Deus. O reino estabelecido pode ser mal, os dias podem ser maus, mas a terra continua pertencendo a Deus. Não adianta correr atrás de homens esperando ser abençoado, é necessário buscar a Jesus Cristo e se tornar filho de Deus por meio de seu sacrifício. Isso fará de você, fará de nós todos, povo abençoado, propriedade exclusiva e peculiar de Deus. Ser peculiar é ser próprio de alguém. Mas para isso é necessário ouvir a voz do Pai diligentemente, de forma zelosa, prontamente, empenhando-se extraordinariamente para guardar a aliança que Ele fez e faz conosco todos os dias. Em Deuteronômio 16:18 diz ”E o SENHOR hoje te declarou que tu lhe serás por seu próprio povo, como te tem dito, e que guardarás todos os seus mandamentos.” Então é necessário guardar os mandamentos que Ele nos dá. É necessário cumprir sua ordem, vivenciar seus planos em nossas vidas, amá-Lo sobre todas as coisas e àqueles que estiverem próximos, como a nós mesmos.
Pertença ao Reino do Deus Todo Poderoso, aceite a sua filiação que Ele nos dá quando cremos em seu Filho e torne-se propriedade exclusiva deste Deus que é dono de tudo.
Deus lhe abençoe!

“Os que estão plantados na casa do SENHOR florescerão nos átrios do nosso Deus.”(Salmos 92:13 )




Amado(a), a expressão “Plantados” é usada no Antigo Testamento como “broto ou muda”. E nesse sentido podemos nos reportar aos salmos 1: 3, que mostra como deve ser o cristão “Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja, folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.” O cristão é comparado a uma planta que cresce por estar na presença do Senhor e meditando constantemente na Sua Palavra.
E a casa do Senhor é o lugar consagrado a adoração a Deus. Nós somos o templo do Senhor, quando santificamos nosso corpo a Deus permitimos que Ele habite em nós. Plantados com vigor na casa do Senhor, florescemos em Seus átrios.
No átrio dos sacerdotes, era feito o sacrifício para expiação do pecado do povo. No templo existia o átrio superior, onde ficavam os sacerdotes. E no átrio inferior ficava o povo. Estar no átrio da casa de Deus é fazer parte dos escolhidos, é congregar com direito a freqüentar esse lugar. Quantas pessoas visitam a casa de Deus, chegam até a participar de seus espaços, mas não são plantadas ali. São como uma folha trazida pelo vento. Vão da mesma forma que vêm. O lugar do justo é na Casa de Deus, junto com o povo de Deus. Mas somente congregando que o justo florescerá, pois é nos átrios do Senhor que ele recebe a ministração da Palavra de Deus. E ali ele encontra a palavra de vida que fortalece e santifica para que cresça forte e resistente a qualquer tempestade. O carvalho plantado junto ao ribeiro não verga e continua sempre verde porque recebe os nutrientes necessários. Muitos cristãos não florescem porque não estão plantados nos átrios do Senhor. Não se firmam na igreja, ou mudam de igreja conforme o seu humor. Por isso o salmista nos ensina que devemos florescer onde fomos plantados. Se muitos não chegam a colher as bênçãos é porque nunca chegam a crescer como o cedro nem a florescer como a palmeira. Muitos cristãos não se deixam plantar nos átrios e assim não crescem espiritualmente e não chegam a amadurecer para saber que igreja não é lugar de turismo, de evento social, mas lugar de se firmar para a edificação e crescimento.
E o salmista acrescenta nos versos 14-15 que aqueles que são plantados na casa de Deus, que crescem e florescem nutrindo-se da palavra e nela se edificam, “Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor, para anunciar que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça.”
Amado(a), como está sua vida neste momento? Você está verdadeiramente plantado(a) na casa do Senhor, ou é apenas uma folha seca que vem e vai ao sabor do vento?
Graça e Paz!

sexta-feira, 10 de julho de 2009


“Pela bênção dos homens de bem a cidade se exalta, mas pela boca dos perversos é derrubada.” (Provérbios 11:11)


Amado(a),

Uma cidade pode ser derrubada ou exaltada pela bênção dos homens que nela habitam. Assim, igualmente, uma empresa, uma igreja, famílias e qualquer outro ajuntamento de pessoas.
Desta forma vimos Sodoma e Gomorra serem destruídas pelo Senhor, vimos também Nínive ser poupada pelo nosso Deus. Quantas vezes o Senhor não poupou nossas casas, nossos empregos, nossas igrejas ou mesmo nossa cidade em decorrência da bênção que esta sobre os homens de bem. Os homens de bem agem de acordo com a Palavra de Deus, são obedientes, têm como Senhor de suas vidas Jesus Cristo de Nazaré. Prudentes, agem com bondade buscando todos os dias serem limpos de seus erros. Os homens de bem erram, mas não vivem no erro, confessam seus pecados e são purificados pelo Pai. Estes homens são capazes de exaltar o espaço onde se encontram. Os lugares por onde eles andam são abençoados pela sua presença, porque sobre suas cabeças está a bênção do Senhor. No entanto, os perversos conseguem através de sua boca destruir impérios e lares. Em Tiago, a Palavra de Deus diz que está na língua o poder da vida e da morte, da bênção e da maldição. O perverso usa sua boca com malignidade, ruindade, testemunhando falsamente, injuriando e mentindo a respeito dos outros. Egoísta e egocêntrico usa sua boca para amaldiçoar e destruir. Você pode estar se perguntando: “Eu conheço alguém assim na minha família, no meu trabalho ou por onde ando, será que a presença dessa pessoa vai derrubar o lugar onde estou? A resposta é: se houver homens de bem, a presença dos homens perversos não anulam a bênção sobre o lugar.
Seja uma pessoa de bem por onde andar e não só usufrua você das bênçãos do Pai, como espalhe esta bênção a sua volta e permita que os lugares por onde você anda sejam exaltados.
Deus lhe abençoe!

“Os meus olhos verão o meu desejo sobre os meus inimigos, e os meus ouvidos ouvirão o meu desejo acerca dos malfeitores que se levantam contra mim.”(Salmos 92:11 )






Amado(a), Deus é amor define 1 João 4:8. E amor não é sentimento. Sentimento passa pelos sentidos. O verdadeiro amor ignora isso. Não se ama por causa de, mas apesar de. E como podemos começar a entender essa verdade? Há várias passagens na Bíblia que nos dão a definição de Deus para o amor. Uma delas está em João 3:16 que registra: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." Por aí podemos entender o amor como dádiva. Mas há que se observar que essa dádiva é incondicional. Ela não está condicionada ao “eu te amo porque você me faz bem”. Ou: “eu te trato como você me trata”. Deus deu Seu Filho não aos bonitos, simpáticos e agradáveis seres que mereciam ser amados. Ele deu seu filho unigênito para resgatar a vida de feios, sujos e tristes pecadores. Isso mostra que amor verdadeiro é aquele que não sente, mas vive e doa a quem não merece ser amado. É fácil amar os amigos, os bonitos, educados, carinhosos, difícil é amar os inimigos, os feios, hostis e desajeitados. Mas é por esse amor que temos a esperança da salvação. É essa a essência do amor de Deus. E quem são os nossos inimigos? Aqueles a quem devemos amar. Aqueles que nos afrontam, que se levantam sem causa contra nós. De tal forma que o amor despejado sobre eles sejam também como brasas que queimam para forjar o inverso do nos fazem passar. O metal sujo, com o fogo ardente, depura-se, assim como a brasa na cabeça do inimigo, quando, em vez de desejar o mal, fazemos o que ensina Jesus em Lucas 6:”Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam”. Desse modo os nossos olhos verão e nossos ouvidos ouvirão que sobre nossos inimigos prevalecerão não os nossos sentimentos, de ódio, de desprezo, de indiferença, e sim o amor. Mas só há uma forma de entender o que essa palavra diz: conhecendo a Deus. Porque só conhece esse amor quem conhece a Deus. Amado(a), saiba que Ele está pronto para derramar Seu amor em você, e quer ensiná-lo(a) a amar os outros do jeito que Ele o ama.Graça e Paz!