Traduza este blog

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Assim estas nações temiam ao Senhor e serviam as suas imagens de escultura; também seus filhos, e os filhos de seus filhos, como fizeram seus pais, assim fazem eles até ao dia de hoje. 2 Reis 17:41


O que está registrado neste versículo é a realidade da sociedade atual. A Palavra de Deus expressa na Bíblia não tem entrado no coração daqueles que insistem em negar a orientação de nosso Deus, muito clara no  primeiro mandamento com a condenação explícita de qualquer forma de idolatria, seja visível, ou invisível. A revelação de Deus a Moisés no Monte Sinai é totalmente contrária à idolatria, na forma de imagens ou apegos insensatos. “Não terás outros deuses diante de mim”. A idolatria levou o povo de Israel e tem levado as pessoas hoje a desviar-se,  a servir a outros deuses e a  prostrar-se diante deles, devido ao  engano gerado em seus  corações.  A idolatria é uma loucura condenada nas Escrituras em diversas passagens (Jr 2.26-28; 10.1-16; Is 40.18-20; 41.4-7; 44.9-20; Sl115. 1). Porque Deus é suficiente não temos motivos para querer outros deuses ou precisar deles, sabendo que Deus não tolera desde a idolatria mais extravagante, explícita, visível a mais íntima, implícita, invisível, pois a idolatria é como prostituição espiritual, ou o adultério. “Quem adora a um ídolo se torna um só com ele”, conforme  1Co 6:16:

Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!