Traduza este blog

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

“A minha alma está de contínuo nas minhas mãos; todavia não me esqueço da tua lei.”(Salmos 119: 109)




Amado (a), o salmista neste versículo reconhece que em suas mãos está o poder de decidir entre o certo e o errado, entre o bem e o mal, entre andar nos caminhos do Senhor ou ficar entre os ímpios participando da mesa dos escarnecedores. Ele entende que pode decidir e que Deus não força entrada em sua vida, mas sabe, todavia, que há uma orientação segura para quem não quer se perder. Para quem não quer perder a sua alma: a palavra de Deus. Nela estão todas as orientações necessárias, seguras e eficazes para que vivamos em paz e em segurança. Temos a liberdade de escolher e de decidir por onde nossos pés irão, mas, como o salmista ensina, se estivermos sob a condução da palavra de Deus, se nossos olhos estiverem de contínuo voltados para a Lei do Senhor, teremos a garantia da vida eterna e de vida em abundância, ainda que passemos pelo vale das sombras da morte e que as dificuldades nos cerquem.
Nossa alma serenará e estaremos tranqüilos cientes de que nosso Deus não nos desamparará.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!