Traduza este blog

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e coito de todo espírito imundo, e coito de toda ave imunda e odiável. Apocalipse 18:2





O apóstolo João descreve a cena em que um anjo se aproxima e o leva a uma visão da condenação da “grande prostituta”, assim chamada porque foi infiel a Jesus, porque deixou de ser a Igreja do Senhor quando adulterou, tornando-se amante da idolatria. Vemos que no capítulo 17, a Babilônia é retratada como uma prostituta, que se prostitui com os reis da terra. O anjo visto por João desce do céu iluminado em glória anuncia a queda da grande Babilônia. Aqui precisamos entender que ele não se refere à cidade antiga. Babilônia não significa um lugar físico, mas um sistema. E Deus demonstra misericórdia e pede para aqueles que são povo de Deus e não estão alienados pela falsa religião idólatra que saiam deste sistema que cega e aliena e corrompe as pessoas levando-as a ignorar a verdadeira Palavra de Deus, seguindo os ensinamentos do mundo, a adorar mamon. Essa Babilônia que cai é tudo aquilo que é contrário a Deus. Babilônia significa “grande confusão” como nos tempos de Ninrode e simboliza apostasia, arrogância, confusão e tentativa de salvação baseada nos esforços humanos. Essa Babilônia que seduz os homens a abandonar o Deus verdadeiro e a adorar mamon, o dinheiro e tudo o que ele promete comprar cairá, por isso Deus vem exortando Seu povo a fugir de Babilônia.

Saí de babilônia, fugi de entre os caldeus. E anunciai com voz de júbilo, fazei ouvir isso, e levai-o até ao fim da terra; dizei: O SENHOR remiu a seu servo Jacó. Isaías 48:20


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!