Traduza este blog

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Porque quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. (Romanos 11:33-36)


O apóstolo Paulo nos mostra na Carta aos Romanos que Deus quer que estejamos em sintonia com Ele, compreendendo a nossa inserção como filhos e, por meio de Jesus Cristo, sendo capazes de viver a prática moral requerida para os escolhidos. Riquezas,  sabedoria e conhecimento de Deus são insondavelmente profundos e por mais que nos esforcemos com nosso entendimento, sem a inspiração do Espírito jamais conseguiremos nos aprofundar no conhecimento ou na sabedoria de Deus, pois nada há abaixo nem acima de Deus. Isso significa que nada há diante Deus entre Sua profundeza e altura, por essa razão o apóstolo Paulo sentencia no versículo 36, “Porque dele e por meio Dele, e para ele, são todas as coisas.” Por isso, nenhum ser pode se imaginar capaz de dar nada a Deus algo que já não seja Dele.

Porque o Senhor Altíssimo é tremendo, e Rei grande sobre toda a terra. Salmos 47:2
                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!