Traduza este blog

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê. Romanos 10: 4



Paulo faz no texto em epígrafe uma importante declaração a respeito de Cristo e da Lei. E várias tem sido as interpretações sobre essa afirmação, gerando doutrinas diversas. O apóstolo nos mostra que os gentios alcançaram a justificação pela fé, enquanto Israel, nação eleita, falhou em atingir a lei de justiça porque se pautaram pelas obras e não pela fé. Quando Paulo diz que Israel tropeçou na pedra que é Jesus ele nos leva a refletir que o problema não era lei em si, mas a forma como Israel se relacionava com ela, uma vez que o próprio Jesus mostrou-nos guardar a Lei era desejável. Contudo, a nação Israelita, por desconhecer que a justiça é fruto da graça, buscava estabelecer pelas obras a sua própria justiça e não se sujeitaram a de Deus. Assim, Paulo nos convida a compreender que Cristo é o alvo para o qual a Lei foi intencionada e que a justiça não está na Lei, mas em seu alvo: Jesus. E todo aquele que crê Nele é justificado e pode se alegrar como faz o salmista.

Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O Senhor seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo. Salmos 35:27




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!