Traduza este blog

quinta-feira, 6 de abril de 2017

“Por isso, eu digo: Usem a riqueza deste mundo ímpio para ganhar amigos, de forma que, quando ela acabar, estes os recebam nas moradas eternas.” Lucas 16:9



Este versículo é parte de uma passagem que relata uma parábola dita por Jesus e é um dos ensinamentos mais difíceis de toda a Bíblia, embora seja uma parábola, portanto traz uma lição bem específica, de forma simples e cotidiana para seu público imediato. Essa parábola do mordomo infiel registrada apenas no evangelho por Lucas foi dirigida inicialmente aos fariseus, mas Jesus nos deixa uma lição sobre como devemos administrar as coisas que o Criador colocou a nossa disposição. Embora pareça que há um elogio à infidelidade, ou aprovação de Jesus sobre a astúcia no uso dos recursos confiados, e uma leniência com a desonestidade, como pode aparentar uma leitura rápida, o que está em questão é a forma como administramos o que nos é dado por empréstimo. E assim devemos partir do pressuposto de que todos nós, de certa forma, somos mordomos infiéis por isso Jesus aconselha e sintetiza a lição da parábola no verso em epígrafe. Mas precisamos entender que Jesus ensina que devemos ganhar amigos para o Seu Reino com os recursos confiados a nós. Mas Ele não se refere às amizades corrompidas e interesseiras, que granjeamos tão somente enquanto há recursos materiais, ou poder que envolvem essas relações passageiras. Jesus nos ensina a usar os bens entregues a nós temporariamente para alcançarmos pessoas para a Eternidade incorruptível, por isso termina com uma mensagem de desapego ao dinheiro e nos adverte com essa parábola, que daremos conta da administração de nossas vidas e das nossas relações com nosso próximo. Com essa parábola entendemos que somos falhos e que se não há gerenciamento perfeito, certamente cada ser humano será achado em falta, como aquele mordomo, pois nem sempre usamos os nossos bens e habilidades em favor do Reino de Deus, por essa razão precisamos pedir a Deus, como faz o salmista

Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana. Salmos 143:10


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!