Traduza este blog

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Santificai um jejum, convocai uma assembleia solene, congregai os anciãos, e todos os moradores desta terra, na casa do Senhor vosso Deus, e clamai ao Senhor. Joel 1:14



O profeta Joel instrui o povo a demonstrar seu arrependimento de acordo com o ritual. E assim o Senhor dá uma resposta favorável ao povo e restaura a terra. Fazendo uma analogia com o Dia do Senhor e a praga de gafanhotos, o profeta fala-nos sobre o derramamento do Espírito antes do período do julgamento e por isso conclama o povo a um jejum e ao arrependimento. O profeta mostra ao povo que a solução da crise está no arrependimento e na busca sincera pelo Senhor, cuja misericórdia restauraria a Aliança. Ao clamarmos ao Senhor em tempos de crise, podemos esperar que Ele derrame o Seu Espírito. A mensagem de Joel é atual e nos mostra que em tempos maus, só Deus pode transformar, com a nossa oração, a crise em vitória definitiva. A linguagem de julgamento, ou de final de tempos deve ser entendida pelos cristãos como uma mensagem de esperança. O que para o mundo é o “fim” para nós é o começo. É mudança. É renovação. Por isso os apóstolos compreenderam que o derramamento do Espírito em Pentecoste cumpria a profecia de Joel, descrita em 2:28-32.


Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos sonharão sonhos; E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão; (Atos 2:16-18)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!