Traduza este blog

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Porque os costumes dos povos são vaidade; pois corta-se do bosque um madeiro, obra das mãos do artífice, feita com machado; Com prata e com ouro o enfeitam, com pregos e com martelos o firmam, para que não se mova. São como a palmeira, obra torneada, porém não podem falar; certamente são levados, porquanto não podem andar. Não tenhais receio deles, pois não podem fazer mal, nem tampouco têm poder de fazer bem. Jeremias 10:3-5


O profeta Jeremias assume a missão de exortar o povo a deixar a idolatria, deixando claro que nosso coração só pode ser ocupado por Deus. O idólatra rejeita o Deus Criador em troca da criatura. E sob a justificativa de ter algo para que se lembre do Senhor ele comete uma abominação diante do Altíssimo. Ídolo é qualquer objeto abominável aos olhos de Deus, mas as pessoas insistem em ter esses objetos e fazem dele motivos de adoração. A pior consequência da idolatria é a pessoa se tornar inútil como o ídolo, ser cego, surdo e mudo espiritualmente e incapaz de reconhecer a insensatez de se curvar diante de um pedaço de madeira, um objeto de metal, de barro ou de qualquer outro material manipulado pelas mãos humanas. Em toda a Bíblia vemos que a palavra de Deus proíbe ter, fazer, se encurvar ou servir a imagens. Seja de semelhança de coisas da terra ou do céu. Quando a pessoa conversa com uma imagem, canta, faz pedidos e promessas, embora afirme que não, ela está adorando a esta imagem. Mas a Palavra de Deus diz que devemos amar a Deus sobre todas as coisas e que os idólatras não entrarão no Reino de Deus


Mas, ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira. (Apocalipse 22:15).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!