Traduza este blog

sábado, 12 de novembro de 2016

Mas não temas tu, servo meu, Jacó, nem te espantes, ó Israel; porque eis que te livrarei mesmo de longe, como também a tua descendência da terra do seu cativeiro; e Jacó voltará, e descansará, e sossegará, e não haverá quem o atemorize. Jeremias 46:27

Vemos ao longo da história da humanidade que reis, governantes e até pessoas comuns têm se levantado enfurecidos contra o povo de Israel, e igualmente determinados a levar a cabo o seu extermínio. Mas vemos também que apesar de tentarem todo tipo de expediente, nenhum deles logrou êxito. Lembremos de Faraó, o grande líder da Antiguidade que concebeu uma política de extermínio contra os judeus e quis exterminá-lo usando a água, primeiro lançando um decreto para matar todas os filhos varões dos hebreus no Nilo. Moisés foi salvo pela própria filha de Faraó e liderou o povo que, perseguido pelo rei do Egito passou incólume pelo Mar Vermelho. Depois, o grande líder do mundo da época, Nabucodonosor, fez de tudo para destruir os judeus com fogo. Porque não aceitaram servir a outros deuses, três jovens hebreus, foram lançados dentro da “fornalha de fogo ardente”. Entretanto, o fogo não teve poder sobre os corpos desses judeus, mas as chamas devoraram os homens que os haviam atirado na fornalha. Dario, outro importante rei dos gentios tentou lançar um judeu, às bestas selvagens. Mas Deus poupou Daniel, enviando o Seu anjo que fechou as bocas dos leões, de maneira que preservaram o judeu e prevaleceram contra os inimigos de Israel. Em toda a História, até os tempos atuais nenhuma arma forjada contra Israel prosperou, e toda língua que se levantou contra Israel foi condenada, assim como foi com Hamã. Para todos os que planejam destruir os judeus, Deus levanta uma Ester ou um Mordecai. O guarda de Israel não tosqueneja, diz a Bíblia. E é evidente que nada é por acaso, depois de dois mil anos de dispersão, sofrimentos, confiscos, violência, desterros, e opressões sistemáticas, nem o grande holocausto foram suficientes para destruir esta nação, Deus continua preservando Seu povo, que se torna cada vez mais numeroso, conforme a promessa feita a Abraão. Se somos feitos filhos, judeus por adoção, nascidos sob a confissão de Jesus como Senhor e Salvador, somos também alvos da promessa expressa pelo profeta Jeremias e confirmada pelo Senhor Jesus em Marcos 16:16

"Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado" 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!