Traduza este blog

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Ele salva, livra, e opera sinais e maravilhas no céu e na terra; ele salvou e livrou Daniel do poder dos leões. Daniel 6:27


A Bíblia narra que depois de testemunhar o livramento feito a Daniel, jogado para cumprimento de um decreto injusto e manipulado para determinar a morte desse homem, cujo erro diante dos outros era ser fiel a Deus e agir com integridade, obtendo o respeito de todos os reis aos quais serviu, Dario fez outro decreto, pelo qual em todo o seu reino os homens teriam que reverenciar o Deus de Daniel; porque reconheceu que Ele é o Deus vivo e que permanece para sempre, e o seu reino não se pode destruir, e o seu domínio durará até o fim. (Daniel 6:26). O principal ensinamento que podemos tirar da história de um servo fiel de Deus jogado na cova dos leões é que a fé não teme as consequências. Aquele que tem fé sabe que Deus, ainda que não nos livre da tribulação, concede livramento e honra a nossa fé, como fez a Daniel. Sendo Deus, o Senhor poderia ter evitado que Daniel fosse jogado aos leões, assim como também Ananias, Azarias e Mizael, mas Deus não os livrou da provação, deixando-os passar por aquilo para provar sua fé e sua fidelidade a Deus. E, principalmente, para essa conduta servisse de testemunho aos soberanos e aos soberbos. A fé e a fidelidade desses homens chocou a todos que estavam presente e nos ensina que precisamos confiar em Deus até quando tudo parece estar perdido. Mas há algo que não pode ser esquecido na história de Daniel, em meio à provação, ele glorificou a Deus! Não precisamos ter medo ou duvidar, Deus não mudou. É o mesmo Deus de Daniel e se confiarmos veremos que Ele fará o mesmo por nós nas situações mais difíceis.


Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; Hebreus 6:18

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!