Traduza este blog

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Agora, pois, ó Israel, ouve os estatutos e os juízos que eu vos ensino, para os cumprirdes; para que vivais, e entreis, e possuais a terra que o SENHOR Deus de vossos pais vos dá. Deuteronômio 4:1


Os estatutos e juízos são leis ou preceitos oriundos dos dez mandamentos, escritos por Moisés para serem aplicados às tribos de Israel, a fim de ordenar a conduta individual e coletiva diante dos homens e de Deus. Os estatutos e juízos continuaram sendo ditados pelo Senhor e escritos gradativamente no livro de Moisés durante a caminhada dos israelitas no deserto.  E, sobretudo, continuam sendo o manual de orientação dos escolhidos de Deus enquanto vivem neste mundo. Precisamos saber que os estatutos do Senhor são perpétuos e jamais tiveram e nem terão fim. Quando conseguimos atravessar o deserto da ignorância, estamos prontos para receber a revelação da Palavra, e compreender que Deus manifestou no passado, a sua lei em forma de nuvem, figuras, simbologias e testemunhos, para depois se manifestar por meio do Evangelho de Seu Filho Jesus na plenitude dos tempos, para que o homem espiritual, viva não mais baseado em ordenanças, mas na graça e no amor de Deus, uma vez que


vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. Gálatas 4:4-5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!