Traduza este blog

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso Deus, que eu vos mando. Deuteronômio 4:2


Depois de instar os Israelitas a considerar os estatutos e juízos, a fim de ordenar a conduta individual e coletiva desse povo que muitas vezes se desviava para seguir homens maus e deuses estranhos, Moisés chamou à atenção do povo para a necessidade de seguir em frente sem alterar ou acrescentar nada do que foi orientado por Deus, pois aqueles que assim o fizeram foram consumidos. Moisés lembrou o povo que seguir o verdadeiro Deus que fez maravilhas e ainda faz é condição de vitória, ainda que as lutas venham. O propósito de Moisés, foi o de orientar uma nova geração de israelitas que estava prestes a entrar na Terra Prometida e que não havia experimentado do milagre no Mar Vermelho ou do livramento das pragas, tampouco recebido a Lei dada por Deus no Sinai. Essa multidão de herdeiros da promessa iria entrar numa nova terra com muitos perigos e tentações. Assim como Moisés usou a palavra para lembrá-los da Lei de Deus e do Seu poder, ainda hoje, como discípulos de Cristo, temos a obrigação de conhecer e manejar a Palavra como arma contra o inimigo de nossas almas, por isso o apóstolo nos diz em Efésios 6:17


Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!