Traduza este blog

domingo, 19 de julho de 2015

Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz. Daniel 2:22


Há pessoas que vivem atrás de cartomantes e adivinhos na expectativa de conhecerem o que lhe espera no futuro, mas não atentam para o que a Bíblia diz sobre essa prática. A curiosidade humana não leva em conta que Deus deixou os profetas para que Seu nome seja glorificado, mas condenou as adivinhações, pois elas só fazem confundir os homens com afirmações vagas e genéricas que não esclarecem os fatos. A profecia bíblica, ao contrário, é a história escrita antes que aconteça. Ela parte do próprio Deus. A adivinhação interpreta algum tipo de sinal. A profecia não depende da nossa interpretação, mas se sustenta exclusivamente em sua própria realização. Ela vem para a edificação da Igreja e não para projetos pessoais. A adivinhação cria confusão mental, impede a visão para a verdade bíblica, embotando os sentidos de quem põe nela a sua confiança. Mas a profecia divina liberta e dá segurança. Por isso Deus afirma:
"Eu o disse, eu também o cumprirei; tomei este propósito, também o executarei. Ouvi-me vós..." (Isaías 46:11b).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!