Traduza este blog

sábado, 13 de junho de 2015

“Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele pastoreia entre os lírios”. Cantares 7:10.



Uma característica do amor conforme Cantares é a exclusividade. Mas isso não significa posse, exigência de atenção exclusiva em um monopólio doentio. Significa dedicação, fidelidade e atenção cuidadosa. A sociedade atual, na contração do que ensina a Bíblia, estribando-se em seu próprio entendimento, apregoa que “todas as formas de amor são legítimas”. Há várias formas de amor e elas são legítimas, mas o amor conjugal não permite a divisão, a promiscuidade, senão o apóstolo não afirmaria em I Coríntios 7:4,  essa verdade que deve ser aplicada ao contexto do casamento:
"A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!