Traduza este blog

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade [...]” (João 1:14)


Embora o mundo e a sociedade consumista tenham escolhido uma data para comemorarem o Natal, os cristãos verdadeiros devem compreender que ele é um grande milagre que acontece todos os dias na vida de quem decide abrir o coração para receber Jesus, de quem faz de sua vida o templo, a morada de Deus.   Quando Deus se faz carne e habita entre nós. Esse dia depende do momento da decisão de cada um. Natal é nascimento de Cristo e mesmo que Ele tenha se feito homem em um momento cronológico da História da Humanidade, e que tenhamos determinado uma data para rememorarmos esse momento, Natal é o momento em que Cristo nasce em nós. O mundo com seus objetivos consumistas tem destorcido esse significado e tem feito gerações acreditarem que o Natal é apenas um momento de festas, de encontros, de confraternizações e de trocas de presentes. Mas Natal é o símbolo da aceitação da Salvação por intermédio de Jesus, que veio ao mundo em forma de homem, para nos resgatar do pecado. Comemorar esse gesto tão sublime com pecado é tudo  que não deve ser feito por aqueles que foram agraciados com a salvação. Por isso, antes de vivermos a comemoração mundana precisamos nos lembrar de que não há espaço para o Aniversariante nos  ambientes em que a comida e a bebida são fartas, as casas estão limpas e enfeitadas, mas os corações estão vazios e a consciência suja.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!