Traduza este blog

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

“Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, desviando-se do mal, e que ainda retém a sua sinceridade.” Jó 2-3.


Jó é considerado como exemplo de paciência, no entanto, há nesse homem outras características que agradam a Deus, como a integridade e a sinceridade. Por isso o Senhor o teve em alta conta e o citou como exemplo de homem a ser seguido. Ser íntegro significa se inteiro, intacto, agir com equidade, retidão, honestidade, imparcialidade, inteireza moral, honradez, enfim ter um comportamento exemplar. Parece ser difícil em um mundo no qual prevalece a teoria da lei do mais esperto, em que vigoram o consumismo a qualquer preço, a corrupção sem medidas, a banalização da vida humana, a prevalência do ter sobre o ser, sobreposição dos valores mundanos sobre os espirituais. No entanto, a Bíblia relata histórias de diversas pessoas que se mantiveram íntegras apesar de viverem tempos difíceis com muitas dificuldades e provações. Daniel pode ser citado, dentre outros tantos que não negou sua fé, mesmo diante de ameaças; José que, mesmo diante da possibilidade de se dar bem no palácio porque era alvo do interesse da mulher de Potifar, preferiu manter sua integridade e ser preso injustamente; João Batista, que manteve a sua postura austera e jamais se envaideceu, mantendo-se firme no propósito de anunciar Jesus, sem fazer uso da carteirada de assessor do Messias. E o próprio Jó que se enquadra em todos os adjetivos relacionados à integridade, pois apesar de todas as provações, e com “amigos” que não o ajudaram muito, não perdeu sua honradez e integridade sem atribuir a Deus falta alguma. apesar da esposa e dos amigos que tentavam dissuadi-lo de sua postura, Jó manteve-se irredutível e por sua integridade glorificava ao Senhor, pelo que Ele representava em sua vida e não pelo que ele lhe dava. É isso que Deus espera de seus filhos: integridade. Não podemos virar ao sabor dos ventos. Na igreja ter aparência de santos e no trabalho ou na sociedade nos deixarmos corromper. O Senhor quer que sejamos honestos, íntegros e, porque não dizer, santos. “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver, porquanto escrito está: ‘Sede santos, porque eu sou santo”. I Pedro 1:15.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!