Traduza este blog

sábado, 1 de novembro de 2014

E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus. Mateus 19:24-25


Sabendo que Deus nos disse em vários momentos que podemos desfrutar de toda a riqueza da Terra e que Ele a criou para que seus filhos vivam com abundância, podemos entender que Jesus não está contra o enriquecimento, mas contra o mau uso da riqueza, por isso o Novo Testamento enfatiza as riquezas espirituais, tesouros no céu e não na terra (Mateus 19: 21; Mateus 6: 19-21). De fato, Jesus nos ensinou que dificilmente entrará um rico no reino dos céus, pois a avareza é idolatria (Mateus 19:23; Colossenses 3:5). Precisamos entender que o dinheiro é importante e necessário, mas, quando perdemos o controle sobre ele, seja na escassez ou na abundância, podemos ter grandes problemas. É o que acontece com o fogo ou com a água em nossas casas. Precisamos desses elementos para sobreviver, mas sua utilidade só existe enquanto estiverem controlados. Se perdemos o controle sobre o mesmo fogo que aquece a nossa comida, ou sobre a água que mata a nossa sede e mantém limpas as nossas casas teremos problemas terríveis. Um incêndio ou uma inundação são naturalmente destruidores, assim como o dinheiro usado com avareza ou como arma de controle. O mundo é movido a dinheiro, mas o servo de Deus não pode ser. O dinheiro precisa ser controlado pelo servo de Deus e não o contrário. Precisamos ser movidos pela fé e pelo amor. Esses são os elementos que devem nos controlar e conduzir, assim o dinheiro torna-se apenas um instrumento. Na parábola do semeador, Jesus disse que uma parte da semente caiu entre os espinhos, que cresceram e sufocaram-na (Mateus 13: 22). Este é o caso daqueles que foram seduzidos pelas riquezas. O resultado é a perdição para suas almas, pois a semente da palavra de Deus não frutifica em suas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!