Traduza este blog

sábado, 25 de outubro de 2014

Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. 1 Coríntios 3:7


Em tempo de eleição somos bombardeados com campanhas publicitárias e com propagandas de candidatos que afirmam que fizeram ou que farão tantas obras e muitas vezes acreditamos em seus discursos ou nas peças montadas para nos convencer a apoiá-los em seus projetos de atingir o poder. O que não podemos nos esquecer é de que, apesar de nossa importância ímpar, não só em tempos de eleição, quando podemos determinar a mudança ou a continuidade na vida política, somos responsáveis por nossas escolhas e colheremos os frutos delas. Se hoje nos é dada a importância que de fato temos, amanhã, depois que elegermos os nossos representantes, colheremos as consequências de nosso ato democrático, mas seremos apenas o povo, com direito apenas de cumprir o que nos impõem aqueles que colocamos no poder. Por essa razão, precisamos agir com a sabedoria que a Bíblia nos mostra e pedir ao Espírito Santo que nos ilumine para fazermos escolhas coerentes com nossos princípios e valores, porque depois seria contrário à própria Palavra de Deus criticar e desonrar nossos governantes, mesmo se eles não forem os nossos escolhidos. O apóstolo Paulo nos diz que ninguém é alguma coisa, pois é Deus quem permite que alguém tenha algo ou ocupe uma posição neste mundo. O que precisamos nesse momento em que temos um pseudo poder de escolha é pedir que Deus esteja à frente e que possamos escolher quem ao menos represente nossos valores e posições como povo de Deus, independente de denominação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!