Traduza este blog

quinta-feira, 6 de março de 2014

Graças dou ao meu Deus, lembrando-me sempre de ti nas minhas orações; Filemom 1:4


É interessante observarmos que a Carta de Paulo a Filemom contém apenas um capítulo com 25 versículos, mas encerra um profundo conteúdo que pode ser resumido nas palavras chaves “oração”e “gratidão”. Na verdade, essas duas palavras estão intrinsecamente relacionadas, pois uma das mais importantes formas de gratidão é a oração. Observemos que o apóstolo Paulo relata que  Filemom era alvo  de suas constantes orações de ações de graças. A oração e a gratidão não estão interrelacionadas por acaso. Elas são também as bases e o fruto do verdadeiro cristianismo. Jesus nunca deixou de dar graças ao Pai, assim como nunca deixou de orar. A Bíblia nos ensina que devemos ser gratos até mesmo nos infortúnios, assim como devemos nos lembrar das pessoas que Deus coloca em nossas vidas e a agradecer a Deus por suas vidas. O Senhor ouve a oração daqueles que sabem ser gratos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!