Traduza este blog

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito? Salmos 116:12


O salmista, em sinal de reconhecimento  a Deus por tudo que Ele lhe fez, entoa esse salmo. Este sentimento um dia surgiu em i Davi, porque ele tinha um coração agradecido. Ele era um rei poderoso em Israel, e sendo rico tinha posses e recursos para oferecer alguma coisa ao Senhor, como retribuição. Mas nós sabemos que o homem, por mais rico que seja, nada tem a oferecer a Deus, que é o dono do ouro e da prata. Contudo, Deus se alegra com um coração agradecido e é movido por um sentimento de retribuição em relação a Ele. Quando a  pessoa tem a sensibilidade de reconhecer os benefícios e os livramentos do Senhor em sua vida, Deus se alegra. Não importa o quão pobre somos, o que importa é o sentimento de gratidão. É isso que significa para Deus. O homem que reconhece a existência do Criador  em seu coração, assim como Davi, pensa no que mais agradaria ao Senhor,  no que poderia estar à altura de todo o benefício, como as respostas às orações, os livramentos cotidianos, a mão do Senhor fazendo justiça, sua misericórdia e tantas outras bênçãos. Não há nada que podemos dar a Deus por todo o seu benefício, que antes Ele não nos tenha dado. O homem  nada tem de seu para ofertar a Deus, mas Deus pesa a intenção do coração. Davi pensou muito sobre isso e buscou descobrir uma forma de retribuir a Deus por todos os seus benefícios, e somente através da revelação ele descobriu como agradar ao Senhor. Façamos como o rei, busquemos em Deus a resposta para essa pergunta: o que darei ao Senhor em reconhecimento aos seus benefícios? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!