Traduza este blog

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. Josué 1:5


Temos uma tendência a fazer recortes das promessas bíblicas, ou usá-las como um biscoito da sorte, sem atentarmos para o contexto em que elas foram proferidas. Queremos o bônus da promessa sem ter que assumir o ônus. Observemos que esta promessa, destacada em epígrafe é um recorte de toda uma história e foi feita para alguém que decidiu obedecer. Uma pessoa que vive em desobediência, em rebeldia, em dissonância com o que diz a Palavra de Deus não tem direito a tomar para si essa promessa, assim como Josué. Ele sempre esteve presente na vida de Moisés que sempre pode contar com ele. Por isso Deus o instruiu a continuar a tarefa iniciada por Moisés. Vemos na Bíblia que ele não se opôs, pois estava sempre pronto a obedecer. Josué realizou grandes feitos e obteve a promessa, porque se dispôs a aprender com seu líder sempre em obediência. Há pessoas que querem o bônus da promessa, mas não aprendem a obedecer, não tomam posição, não se envolvem com a obra, apenas se limitam a ficar de lado observando ou criticando o que o líder ou os outros fazem. Há quem queira a bênção, sem estar no lugar da bênção, ou próximo do Abençoador. Se agirmos como Josué, com toda certeza a promessa de Deus é também para nós, pois conforme afirma o autor de Hebreus 6:18 “Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!