Traduza este blog

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Se quiserdes, e me ouvirdes, comereis o bem desta terra; Isaías 1:19


Antes de qualquer outra opção, ao fazermos a nossa lista de metas devemos tomar algumas importantes decisões se quisermos que o ano que se inicia seja diferente e se não quisermos contabilizar frustrações ao final dele. Precisamos, antes de tudo, decidir a quem serviremos neste novo ano. É importante lembrar que ninguém pode servir a dois senhores, pois apenas a um se pode dedicar o coração. Os nossos pés nos levam aonde está nossa mente e nosso coração. A nossa primeira decisão nos indicará aonde iremos e de que forma estaremos. Ninguém consegue ser vencedor se não estiver inteiro naquilo que faz. Não há vitória sem integridade, mas é imprescindível protegermos as nossas mentes, pois toda  grande batalha começa na mente e é por isso que ela precisa ser controlada e protegida para não ser sitiada pelo inimigo. A Bíblia nos ensina em Efésios 5 a usar o capacete da salvação e a não nos esquecermos de calçar as sandálias da humildade, pois quem está de pé deve cuidar para que não caia. Nada é mais pernicioso para o homem e concorre tanto para impedir a realização dos sonhos do que o orgulho, somado à ingratidão. Quem não sabe ser grato corre um grande risco de perder o que conquistou. Honrar as autoridades constituídas sobre nossas vidas é sinal de sabedoria não de submissão cega e é isso que faz a diferença nas inúmeras possibilidades de escolhas que temos no decorrer do ano. Quem honra a Deus primeiramente, os pais, os professores, os superiores hierárquicos e as lideranças religiosas sempre dão testemunhos de bênçãos e vitórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!