Traduza este blog

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? Marcos 8:36


Essa pergunta feita por Jesus enquanto estava na Terra em forma de homem parece esquecida por muitos nos dias atuais. Vemos em todas as esferas, e, infelizmente até no meio cristão, que o dinheiro tem exercido muita influência sobre as pessoas, fazendo com que a ganância e a cobiça imperem, quando a Palavra de Deus nos ensina que devemos buscar primeiro o Seu Reino e que todas as outras coisas nos serão acrescentadas. A sociedade atual impõe às pessoas um estilo de vida em que acumular bens e correr atrás da prosperidade material é o que conta.  E muitos têm acreditado que ser próspero é ser rico, ou ter poder, enquanto a prosperidade a qual a Bíblia se refere não se limita à riqueza material. De nada adianta ter dinheiro e ser escravo dele, pouco se aproveita acumular bens se esses apenas servem a fins egoístas. O ensinamento de Jesus é muito simples e claro: ser próspero é também ser solidário, ser abençoador e não apenas  reter bênçãos. Mais cedo ou mais tarde, aqueles que vivem em busca de acumular dinheiro e bens, percebem que estão correndo em vão, atrás de um objetivo vazio, pois o dinheiro, mesmo com a falsa sensação de poder e segurança que ele proporciona, não pode oferecer o que Jesus tem para aqueles que buscam o Abençoador e não apenas as bênçãos. Infelizmente muitos cristãos facilmente se esquecem de que devem buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e viver uma vida cristã autêntica como verdadeiros discípulos de Jesus e assim entendem a prosperidade como obtenção de riquezas, sem que essas riquezas sejam usadas para abençoar a outros e para o crescimento do Reino de Deus. Muitos colocam a busca por dinheiro e prosperidade material como prioridade das suas vidas, tornando irrelevante e infrutífero o seu testemunho cristão. O cristão autêntico é próspero não porque tem dinheiro, mas porque  sabe o que significam as palavras de Paulo aos Filipenses 4:19 “E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!