Traduza este blog

terça-feira, 17 de setembro de 2013

“Clamo a ti, porém, tu não me respondes; estou em pé, porém, para mim não atentas.” Jó 30:20


Quantas vezes temos a sensação, assim como Jó, de que Deus não atende ao nosso clamor e que fica mudo diante de nosso chamado. Mas nem sempre o que pedimos ou que desejamos está em sintonia com o querer  ou com o momento de Deus. Grandes personagens bíblicos que desfrutaram de uma estreita experiência com Deus também passaram por essa frustração de não ter seu pedido atendido no tempo desejado. Vemos no Salmo 106: 33: "Deus se indignou com Moisés porque ele falou imprudentemente aos filhos de Israel”. Moisés  recebeu um sonoro não de Deus porque errou e por isso pode pisar os pés na Terra Prometida, apesar de ter orado a Deus mais de uma vez para entrar nela. O não de Deus veio como resultado da desobediência. Muitos nãos que recebemos chegam para nós também nessas condições. Moisés  um dia feriu a rocha, quando Deus lhe disse que era apenas  para falado a ela para jorrar água. Quando ferimos pessoas estamos desobedecendo a Deus e isso nos impede de receber o que pedimos.  Muitas vezes oramos pela cura de algum ente querido e isso não acontece ou demora a acontecer. Com Moisés também isso ocorreu, quando orou para Deus curar sua irmã Miriã da lepra. No livro de Números 12:13-14,  podemos ver esse episódio. Muitas vezes Deus precisa resolver outras coisas na vida das pessoas antes para depois lhe dar o que precisa em tempo oportuno. Davi, considerado um homem segundo o coração de Deus, também passou por essa experiência. Ele  quis construir o templo, mas Deus lhe que essa tarefa seria de seu filho.  Precisamos entender que o não de Deus não é algo negativo. A bênção de Deus não chega cedo, nem tarde. Ela vem na hora certa. Quantos não a desperdiçariam se a recebesse antes de estar preparado para o sim de Deus? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!