Traduza este blog

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Eu, o Senhor, a guardo, e cada momento a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia a guardarei. Isaías 27:3


Ouvimos muitas pessoas se referirem ao seu sucesso ou fracasso como se tivessem sorte ou azar. Contudo para o cristão isso não existe. O que chamamos de sorte na vida cristã é não é que está no senso comum, mas como uma das acepções do dicionário: “Destino, considerado como causa dos acontecimentos da vida”. Nesse sentido, vamos compreender a sorte como o resultado dos acontecimentos. Mas o cristão sabe que no curso desses acontecimentos está a providência soberana do Senhor. E depende em grande parte de nossas escolhas. Quando seguimos as orientações do Senhor Ele cumpre suas promessas e nos abençoa. E isso não pode ser chamado de sorte no sentido corriqueiro, da mesma forma que, quando desobedecemos à Lei do Senhor ou às leis humanas e colhemos consequências  indesejáveis não podemos atribuir isso à falta de sorte. O Senhor nos afirma que Ele nos abençoa, nos guardando e por isso ninguém nos causará mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!