Traduza este blog

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013


E deu Davi a Salomão, seu filho, a planta do alpendre com as suas casas, e as suas tesourarias, e os seus cenáculos, e as suas recâmaras interiores, como também da casa do propiciatório. E também a planta de tudo quanto tinha em mente, a saber: dos átrios da casa do SENHOR, e de todas as câmaras ao redor, para os tesouros da casa de Deus, e para os tesouros das coisas sagradas; 1 Crônicas 28:10-12.


Neste trecho do livro de Crônicas, lemos que Davi entregou a seu filho Salomão o projeto para erguer o Templo. Isso significa que antes de sua realização, havia um planejamento, assim como fazemos hoje quando queremos construir algo. Aquilo que temos em mente é passado para um papel e dentro das nossas possibilidades vai sendo executado a partir de um cronograma. Isso garante o êxito na execução, permite calcular as dificuldades e até mesmo as necessidades de replanejamento ou de definição das prioridades diante do precisamos e do podemos fazer de fato. Deus também tem um plano para cada um de nós e assim como  manifestou Seus caminhos a Moisés, que procurou colocar em prática o que lhe foi pedido, Ele continua fazendo com todos aqueles que se dispõem a receber “a planta” e a executá-la conforme a vontade do Altíssimo.  Os planos de Deus para nossas vidas se assemelham a ideia que tinha Davi, antes de passá-la a uma planta para ser entregue ao seu executor, seu filho Salomão. E assim como um construtor que olha para o projeto de construção consegue imaginar a obra que ainda não existe, Deus faz em nossas vidas. É isso que devemos fazer sempre que quisermos concretizar algo. Em tempo de início de ano, quando as pessoas planejam iniciar ou mudar algo em suas vidas, precisamos agir como um construtor sensato. Aqueles que saem executando, sem um planejamento, sem consultar o especialista, sem se cercar de bons profissionais acabam se aborrecendo ao longo do processo e muitas vezes tendo prejuízos incalculáveis. Infelizmente muitos cristãos ao invés de procurar saber o que Deus quer, fazem as coisas sem  entender e saber os propósitos Dele. Estamos em época oportuna para sopesar nossos próprios planos. Muitas vezes eles são um empecilho para andarmos  na presença do Senhor, quando nos arvoramos a seguir nosso coração sem consultar a Deus.  A pergunta inicial deve ser sempre: Jesus faria isso?  Ou, Qual é o plano de Deus? Quanto mais estivermos cheios do Seu Espírito, tanto mais o Seu plano se revelará a nós e se concretizará por meio de nós, como no caso de Davi, em quem o plano de Deus "estava nele pelo Espírito". Ou nas palavras de Paulo: "...escrita... pelo Espírito do Deus vivente... em tábuas de carne, isto é, nos corações" (2 Coríntios 3:3).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!