Traduza este blog

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012



Mas Deus lhe disse: Louco! Esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Lucas 12:20

E se o mundo tivesse mesmo se acabado hoje? Você estaria preparado para o que encontraria? Essa deve ser a pergunta que devemos nos fazer em todo momento, pois um dia, independentemente das previsões, o mundo vai chegar ao fim. Mesmo que não seja de uma forma catastrófica o mundo vai se acabar para cada um de nós. Esse dia ninguém conhece, mas ele vem para todos é um fato.  Todos um dia conhecerão a morte e como no trecho de Lucas, em epígrafe, o que temos preparado para esse dia? Em Gênesis 19:26, lemos sobre a história de Ló e sua família. Um dia, para eles, o mundo em que viviam chegou ao fim. Cansado da promiscuidade e podridão daquela sociedade, Deus determinou o fim. Mas Ló e sua família seriam poupados. Acontece que a mulher de Ló, não tinha os olhos nas coisas de Deus. Estava tão presa àquele mundo que desobedeceu à ordem de não olhar para trás e por isso foi transformada em estátua de sal. Muitos estão como a mulher de Ló. Despreparados para o fim do seu mundo, porque se acostumaram à perdição, às mazelas que ele oferece, não obedecem mais às orientações de Deus e seguem presas ao seu passado, assim como a mulher de Ló. Olhar para trás, nesse caso, significa morte, enquanto Deus nos estimula a olhar para gente e a deixar o mundo sujo e contaminado que nos aprisiona. Mesmo que o mundo não acabe para nós em forma de uma catástrofe como ocorreu com Sodoma e Gomorra, ou não acabe em forma de morte física no dia determinado, mas desconhecido, ele precisa acabar dentro de nós. Assim como Jesus explicou em João 8:23 “E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo”. Podemos estar no mundo sem o mundo estar em nós. É nesse sentido que o mundo deve acabar para nós. Antes mesmo que ele venha a se acabar conforme o mandamento e de acordo com o tempo de Deus, o qual desconhecemos. Se não foi hoje, pode ser a qualquer hora a qualquer momento e esse tempo nós podemos determinar, porque chegará um dia que em que ele definitivamente chegará ao fim sem que tenhamos como prever ou evitar e aí se a pergunta for feita o que teremos preparado? Nesse dia olharemos para o alto e seguiremos em frente, ou nos transformaremos em uma estátua de sal?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!