Traduza este blog

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012



E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Marcos 16:17-18

Neste versículo Jesus está nos dando autoridade para usarmos o Seu nome e com esta autoridade fazer maravilhas. Quando usamos o Nome de Jesus Deus atende à nossa ordem, tal como atendia às ordens de Jesus. Mas precisamos saber que usar o Nome de Jesus é agir como Seu procurador e isso implica um posicionamento de fé. Essa decisão significa também uma tomada de responsabilidade. Em Filipenses 2:9-11, Paulo afirma “Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai”. Esses versículos demonstram que o  poder e a autoridade que estão no Nome de Jesus são o poder e a autoridade intrínsecos ao próprio Deus, por isso Jesus declarou em Mateus 28:18 que havia recebido todo o poder: E chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Quando usamos o nome de Jesus, estamos nos apropriando das prerrogativas de filhos de Deus  e essa é a atitude que Ele espera de nós. Mas não há como misturar a ordem: somente o nome de Jesus tem esse poder. Não há outro nome no céu ou na terra. Não há nenhum intermediário, ou intermediaria. Somente Jesus tem esse poder

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!