Traduza este blog

quarta-feira, 7 de novembro de 2012


“E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e Eu trabalho também". João 5:17

A Bíblia deixa claro que o trabalho tem origem divina e agrada a Deus que criou o homem para ser ativo tanto na vida secular, quanto na vida espiritual. O ócio improdutivo ou a preguiça não agradam a Deus, ainda que a necessidade de descanso seja reconhecida pelo Criador. Deus,  que “trabalha até agora”, quer que sejamos ativos e produtivos no Seu Reino. Ele espera que sejamos produtivos e laboriosos e que trabalhemos para a propagação do Evangelho. O trabalho é o atributo natural de um cristão genuíno, por isso a Bíblia valoriza o trabalhador e abomina o que colhe onde não semeou. A Bíblia, em vária passagens, usando uma linguagem literal ou metafórica exalta o trabalhador e mostra que  o diabo é o pai de todo ocioso. O profeta Samuel enviado à casa de Jessé a ungir um de seus filhos para ser o novo rei para Israel, na direção de Deus, escolhe aquele que estava no campo trabalhando e não entre os que estavam ociosos em casa. David, o mais moço, estava no campo trabalhando. Com toda certeza esse fato era relevante e determinou a sua escolha. O mesmo Davi é exemplo de um episódio negativo por estar ocioso.       A sequência de erros envolvendo adultério, homicídio e deslealdade  na história protagonizada por Davi ao desejar  a esposa de um de seus soldados só acorreu porque esse rei dedicado ao trabalho estava ocioso e por isso sua mente deu espaço a uma série de pecados. Deus não para de trabalhar e espera que Seus filhos sejam dinâmicos e laboriosos, principalmente para a edificação do Reino. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!