Traduza este blog

domingo, 4 de novembro de 2012


“E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo...” (Atos 2:2-4a).

Quando Jesus retorna para o Pai, o Espírito Santo é derramado sobre todos aqueles que confessavam a Jesus como o Filho do Deus Altíssimo. A  promessa se cumpre e, vemos que depois disso, aqueles homens foram revestidos de autoridade e de poder de tal forma que confundiam os doutores da lei.  Era difícil para o povo daquele tempo compreender como homens iletrados e rudes pescadores se tornarem sábios e eloquentes, arrebanhando multidões para ouvir seus discursos e de bom grado aceitavam a palavra que lhes era anunciada. Pescadores como Pedro, escreviam e falavam de forma tão culta e erudita e com tanta unção que convenciam com suas palavras homens sábios e letrados.  Isso só foi possível porque eles andaram com Jesus. Lucas narra em Atos 4:13 “Então eles, vendo a ousadia de Pedro e João, e informados de que eram homens sem letras e indoutos, maravilharam-se e reconheceram que eles haviam estado com Jesus”. Não eram necessários livros, pois eles aprenderam com o maior de todos os sábios que já existira em todos os tempos. Eles receberam as lições diretamente do trono de Deus uma vez que o Espírito Santo havia descido sobre eles. Mas precisamos entender que eles só puderam ser “cheios” do Espírito Santo porque  aprenderam a ser “vazios” de si mesmos, de sua prepotência e aparente sabedoria humana. Quando estamos nos sentindo fortes e importantes não damos lugar ao Espírito e é aí que nos enfraquecemos. É essa a grande lição que o Senhor quer nos dar hoje: precisamos nos esvaziar para dar lugar a Ele, para que possa agir em nossas vidas com total liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!