Traduza este blog

segunda-feira, 1 de outubro de 2012


Porventura não fizestes  isto a ti mesmo, deixando o SENHOR teu Deus, no tempo em que ele te guiava pelo caminho? Jeremias 2:17

O profeta traz um questionamento que deve nos levar a uma reflexão: como estamos agindo em relação a Deus? Se obsevarmos a nossa vida, a forma como conduzimos nossos projetos, como planejamos nossas atividades, como direcionamos nossas ações diárias podemos responder  à pergunta  do profeta. Quantos não pautavam suas ações guiados pela palavra de Deus, pelas orientações recebidas dos profetas do Senhor e  deixaram de ouvir a voz de Deus por sua conta e risco? Não é surpresa constatarmos que essas pessoas se encontram em dificuldades em administrar suas vidas, ainda que aparentemente isso não seja visível. Os que preferem seguir os atalhos do mundo têm se deparado com situações as quais não conseguem resolver. Isso porque, ao desconsiderarem os princípios do Senhor, agem com independência de Deus e se perdem no caminho. Quando o povo se deixa guiar pelo Senhor, ele recebe o maná diário que o sustenta e dá condições de seguir em frente, mas quando começa a sentir falta das cebolas e dos alhos do Egito a consequência é o abandono dos princípios orientadores. Foi isso que ocorreu com o povo de Deus no deserto e é isso que continua acontecendo com os cristãos que, ouvindo os apelos do mundo, deixam de seguir os caminhos do Senhor para se apegarem naquilo que lhe parece atrativo aos olhos, mas que bem cedo se mostra uma cilada do inimigo.  A palavra do profeta nos faz pensar que nossas escolhas determinam a consequência do que viveremos. Quem escolhe deixar um manancial de águas vivas para cavar cisternas rotas que não retém águas padecerá de sede e não poderá dizer que não foi avisado. Deus sempre encontra uma forma de conduzir o seu povo e de lhe enviar recados claros, mas ouvir e permanecer no caminho é opção nossa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!