Traduza este blog

domingo, 30 de setembro de 2012


E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32

Em 2 Timóteo 3:16-17, Paulo disse: "Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." Paulo também disse em 1 Coríntios 2:9-13 que seu ensinamento não tinha palavras de sabedoria humana, e sim palavras reveladas pelo Espírito Santo. A verdade que liberta é clara e inequívoca, mas está camuflada pelos enganos do mundo. Muitos estão perecendo e impedindo Deus de entregar as bênçãos porque estão caindo nas ciladas do diabo, que faz com que pareça bonito o que é feio, certo o que é errado, bom o que é mau, bem o que é mal. Isto acontece porque, embora a palavra seja simples e transparente, muitos simplesmente não dão crédito ao que aprenderam. Preferem persistir no erro, cair em vez de aprender com os erros dos outros, ou com os próprios. A palavra de Deus é clara, simples e objetiva. Nela está registrado tudo o que precisamos saber para nos prepararmos para a guerra contra nosso inimigo. Sabemos que nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas insistimos em brigar com nosso semelhante, em vez de ficarmos atentos às estratégias de nosso verdadeiro adversário. O segredo para vencermos esse inimigo é sujeitar-nos a Deus. Precisamos saber que a ação do inimigo sobre a nossa vida não acontece de forma imediata. Ela vem sutilmente de forma a nos envolver e se não reagimos, ou agimos em desobediência aos conselhos de Deus, aos poucos nos enreda numa teia controlada pelo inimigo. Assim ele vai edificando fortalezas em nossas vidas e nos prendendo em nossa própria casa sorrateiramente. É assim que nos tornamos escravos. Primeiro ele nos ronda, para nos pegar no ponto fraco, depois atiça-nos para a desobediência, fazendo-nos acreditar que não há problema, que merecemos aquilo que vimos pedindo e nos faz crer que vem de Deus o que ele tem lançado como armadilha. O que se vem de Deus traz paz e contentamento perene. O que é passageiro e incomoda não vem de Deus. Precisamos abrir nossas mentes para nos tornar livres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!