Traduza este blog

segunda-feira, 15 de outubro de 2012


“Porque Tu, só Tu, és conhecedor do coração de todos os filhos dos homens” (1Reis 8:39).

  A palavra coração é frequentemente usada na Bíblia como a sede dos pensamentos e emoções, conforme vemos em Mateus 9:4. Sabemos que só Deus tem acesso à intimidade de nossa atividade mental, às nossas verdadeiras intenções e aos nossos anseios secretos. Nada, nem mesmo na forma de um pensamento passageiro, pode ser escondida do Criador. Por essa razão não podemos pensar que enganamos a Deus, quando encontramos justificativas para nossos descuidos, nossas negligências em relação a Sua Obra, ou mesmo em relação aos irmãos e à Igreja. Mas também podemos nos aliviar sabendo que o conhecimento que Deus tem de nosso íntimo é para nosso bem. Quando as pessoas estão muito desencorajadas para pronunciar uma palavra sensata de oração, Deus conhece sua necessidade e pelo Espírito Santo intercede por nós. Os seres humanos podem ver só a aparência e os comportamentos exteriores e, nem sempre julgam com justiça as outras pessoas, mas Deus conhece os pensamentos de maneira que os outros nunca poderão alcançar faz justiça àqueles que são desprezados ou mal interpretados.  Por outro lado, satanás e seus anjos só podem observar e imaginar o que se passa no interior, mas não pode ler nossos pensamentos. É por nossas ações e por nossas palavras que ele forma as tentações para tirar proveito de nossos pontos fracos, uma vez que não pode entrar em nosso coração. Deus, sim. Ele conhece o que está em nossa mente antes mesmo de pronunciarmos. Eis por que devemos cuidar do que pensamos e procurar concentrar nossa mente naquilo que agrada a Deus que tudo sabe e tudo vê. Em nossas decisões diárias, quer pessoais, ou relacionadas com o trabalho, devemos deixar que Deus nos conduza, ainda que em pensamento, pois ninguém mais no Universo terá conhecimento dessa comunicação. Quando  a vontade Dele dirige nossa vida, a começar pelo nosso pensamento, ficamos protegidos da tentação e alcançamos  bênçãos espirituais. Esse processo, com certeza nos  ajudará a construir uma experiência mais íntima com o Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!