Traduza este blog

terça-feira, 16 de outubro de 2012


“Lembro-me dos dias antigos; considero todos os teus feitos; medito na obra das tuas mãos.” (Salmos 143:5).

  O salmista nos leva a refletir sobre como estamos vivendo o nosso presente e estabelecendo as bases de nosso futuro, reportando-nos ao nosso passado. Quando encontramos Jesus e decidimos por uma vida de santidade agíamos da mesma forma que hoje? É importante nos fazermos essa pergunta para sabermos como encaminharemos nossas vidas. Nos dias antigos frequentávamos os cultos de oração, buscávamos a reconciliação com os irmãos e a santidade; nos dias antigos  havia respeito entre os irmãos, busca de comunhão e valorização do ministério pastoral; nos dias antigos louvávamos a Deus não só com cânticos, mas com nossas obras e atitudes; nos dias antigos tínhamos um  desejo ardente de uma vida com Deus e uma alegria em servir, por gratidão ao Senhor. Hoje continuamos meditando na obra das mãos de Deus? O nosso estilo de vida tem sido o estilo de um cristão autêntico? Pensamos, conforme agimos? Agimos conforme pensamos? A Bíblia nos leva a pensar, refletir e aplicar. O pensamento molda o caráter, forma a personalidade e determina o estilo de vida que levamos, pois, nós somos o que pensamos! Por isso, meditar na obra das mãos do Senhor nos levará a refletir no que Ele já fez por nós e em nós. E isso irá nos  levará ao desejo de mudança, de reconciliações, de entrega pessoal e voluntária ao serviço do Reino de Deus e, consequentemente ao crescimento espiritual.

Pensemos nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!