Traduza este blog

quarta-feira, 12 de setembro de 2012


Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; João (1: 11-12).

Quantas vezes nos sentimos rejeitados, preteridos, injustiçados? Achamos que não merecemos esse tratamento, principalmente quando vem de pessoas que estimamos e a quem devotamos nossa atenção e nossos sentimentos mais sinceros. Se nos sentimos assim, imagine pensar que Jesus foi rejeitado na forma mais aguda em que alguém pode ser rejeitado pelos seus compatriotas e familiares. Jesus sofreu rejeições, mas superou todas elas sem deixar de amar aqueles que o magoaram profundamente. O versículo de João nos faz refletir sobre a importância de não desistirmos de fazer o bem mesmo para aqueles que nos feriram de alguma forma. Jesus superou toda injustiça sem deixar de amar. Ele só pode exercer o perdão porque amou de tal maneira a humanidade que foi capaz de dar a Sua vida por aqueles que O feriram. A boa notícia é que esse Jesus que nos ama apesar de nossas limitações nos recebe como estamos se a Ele nos chegarmos. Ele jamais nos rejeitará. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!