Traduza este blog

terça-feira, 11 de setembro de 2012



O SENHOR não deixa o justo passar fome, mas rechaça a aspiração dos perversos. (Provérbios 10:3)

Essa constatação do sábio rei Salomão pode também ser feita por nós nos dias atuais, pois uma das características de Deus é a imutabilidade. Deus não muda Seus princípios e continua fazendo valer os Seus estatutos. Aquele que vive segundo a vontade de Deus, ainda que seja roubado ou enganado pelos homens não permanece em má situação, pois Deus está à frente e faz com que o mal se transforme em bem. O perverso, aquele que rouba o próximo, seja em confiança, seja em espécie, aquele que toma emprestado e não paga, que explora o trabalho alheio, ao contrário, receberá as consequências de suas ações. Aparentemente, pode até parecer imune ao castigo, mas tão logo se dê conta colherá o que semeou. Deus não se agrada de quem explora o justo e tampouco fecha os olhos para aspiração dos perversos. Deus é justo e não vingativo, é preciso esclarecer, por isso não permite que quem pratica o bem e age de boa fé seja explorado, ludibriado ou abandonado. A Bíblia diz que Jesus é nosso advogado e, com certeza, não perde uma causa porque a Sua justiça excede a justiça humana e não jamais tem dois pesos e duas medidas. Ninguém que tenha colocado sua causa nas mãos do Senhor se arrepende porque Ele julga com equidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!