Traduza este blog

quarta-feira, 26 de setembro de 2012


“lançando sobre ele toda a vossa ansiedade porque ele tem cuidado de vós.”  I Pe. 5:7

O apóstolo Pedro nos lembra que não precisamos ficar ansiosos quando cremos em Deus.  Jesus nos ensina que devemos buscar primeiro o Reino de Deus e as outras coisas nos serão acrescentadas. É natural que tenhamos algumas preocupações se elas são  voltadas para a satisfação de necessidades básicas. O ser humano, para sobreviver precisa se alimentar, beber água e buscar sua proteção.  Portanto, é legítimo que trabalhe para comprar alimento e água. É legitimo que precise de moradia, vestuário e de  locomoção. Sem comida, sem água e sem proteção, ninguém sobrevive por muito tempo. O problema está em, satisfeitas as nossas necessidades, passamos a ficar ansiosos por acumular aquilo  que jamais conseguiremos consumir. O problema se agiganta  quando  criamos a necessidade de ter e vivemos em função disso. Os bens que adquirimos  para satisfazer as nossas necessidades tornam-se a razão de nossa existência,  então, nossa vida perde o eixo.  Tomamos o lugar de Deus como o provedor e nos tornamos nós mesmos os provedores, quando deveríamos apenas ser coprovedores daquilo que precisamos para viver. Não podemos gastar nossa vida acumulando bens que não tem nenhum proveito na Eternidade. Não podemos nos concentrar em  ajuntar o que é secundário, deixando de lado o principal. Muitas vezes nossa ansiedade  advém de nossa tendência em imitar o estilo de vida dos que não confiam em Deus. O estilo de vida de pessoas que não partilham de nossos princípios não pode reger nossos planos. Por  mais sedutor ou glamouroso que pareça, não precisamos ter ou ser como o ímpio. Não precisamos ser como ou nos parecer com os ímpios para sermos aceitos ou apreciados. Basta-nos ser aceitos por Quem interessa: Deus. E para Ele nós temos valor. E, se temos valor, Ele proverá o que precisamos. A Bíblia nos ensina a confiar e a descansar, sabendo que Deus não nos dará o que nos compete fazer, mas, se fizermos o que nos cabe, receberemos o que precisamos enquanto estivermos dormindo, conforme nos lembra o salmista (Salmo 127.2). Em outras palavras, a recomendação bíblica é: trabalhemos e descansemos, para que Deus possa fazer a parte Dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!