Traduza este blog

terça-feira, 25 de setembro de 2012


Tenho experimentado que o SENHOR me abençoou por amor de ti. (Gênesis 30:27)

Essas foram as palavras de Labão a Jacó quando esse quis deixar a casa do tio e partir com sua família para voltar à sua terra. Jacó continuava pobre mesmo depois de trabalhar vários anos para Labão que prosperava com o trabalho de seu sobrinho. Muitas vezes nos sentimos como Jacó. Trabalhamos para abençoar a vida daqueles que nos exploram e continuamos pobres. Essa constatação pode nos levar ao desânimo, mas se continuarmos lendo sobre a história de Jacó veremos que houve uma reviravolta em sua vida. Também não podemos deixar de considerar que  Jacó foi bênção porque era herdeiro da promessa. Ele era filho do filho de Abraão. Jacó fora enganado pelo irmão de sua mãe, mas continuou sendo honesto e não pagou com a mesma moeda o tratamento que recebera. Isso também deve ser considerado. O Senhor abençoa quem não se deixa corromper pelos costumes do mundo e faz do mal que o ímpio intenta nos fazer um bem. Os mal intencionados não prosperam quando tentam usurpar as bênçãos que foram destinadas aos filhos da promessa. O Deus de Abraão é o nosso Deus. É o Deus daqueles que creem e esperam Nele sem se misturar com o ímpio. A Bíblia conta que Jacó prosperou enquanto Labão estagnou, mesmo depois de enganar e roubar aquele que lhe serviu com fidelidade. É isso que acontece com aqueles que tentam enganar ou roubar os servos de Deus. Enquanto usufruem das bênçãos pela proximidade com os filhos de Deus ou por se apropriarem daquilo que deveria ser do servo de Deus, o ímpio pensa estar prosperando. Contudo Deus não deixa que seus filho sejam enganados e certamente fará do mal um bem. Com quem você se identifica? Com Jacó ou com Labão? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!