Traduza este blog

quarta-feira, 8 de agosto de 2012


Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria. (Tiago 3:13-14)
Esse questionamento do apóstolo Tiago nos faz refletir sobre o quanto estamos dando mais valor para os estudos deste mundo, e colocando a palavra de Deus e Sua sabedoria em segundo lugar. Tudo o que precisamos é buscar o entendimento que vem do Senhor, desejando ardentemente a sabedoria que vem do alto. E isso só ocorrerá  se clamarmos ao  Espírito Santo para que Ele derrame Sua sabedoria sobre nós e nos mostre o caminho a seguir, dentro da vontade de Deus. A sabedoria de Deus não é fruto da ciência, nem produto de muitos estudos. Todavia, é resultado da nova natureza espiritual daquele cresce e se  desenvolve pela constante comunhão com o Senhor, instruída pelo estudo da Palavra, e derramada pelo Espírito Santo de Deus. A sabedoria de Deus não tem prazo de validade e não pode ser abolida ou atualizada. Ela é pura, frutífera e imparcial. Ao contrário da sabedoria acadêmica, erudita ou livresca, a sabedoria de Deus não desperta inveja nem sentimento faccioso, não causa divisão entre as pessoas, e nem confusão. Em vez disso, promove o entendimento e a paz, testemunha a verdade e a justiça, condena o pecado no mundo, e ensina o cristão a viver  em amor ao seu próximo. Essa é a verdadeira sabedoria e quem a detém demonstra no trato com as pessoas e na forma mansa com que lida com as perecíveis e corruptíveis situações que o mundo apresenta. A sabedoria do mundo pode ser desbancada por qualquer argumento frágil, mas a sabedoria de Deus é permanente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!