Traduza este blog

quinta-feira, 12 de abril de 2012


Mas Urias dormiu à porta da casa real, com todos os servos do seu senhor, e não desceu a sua casa. (II Samuel 11:9)

A história do rei Davi é bastante conhecida por todos, cristãos ou não. Mas um personagem desta história nos chama a atenção: Urias, um dos famosos guerreiros valentes a serviço de Israel, sob o comando de Joabe, nas tropas do celebrado rei Davi. Heteu, vivia em Jerusalém com sua esposa perto do palácio real, durante o reinado de Davi. (2 Sm 23:390; 1 Cr 11:41). Em II Samuel lemos que Davi encantou-se com a mulher de seu soldado, que estava na guerra e adulterou com ela e isso resultou em uma gravidez. Para encobrir o erro de ambos, Davi fez de tudo para que o soldado voltasse da guerra para ficar com sua esposa, pensando assim que ele poderia assumir o filho fruto do adultério. Urias optou pela ética, recusou-se a ter privilégios que seus companheiros do exército não tinham e não voltou para casa, mesmo depois de ser embriagado pelo rei. E essa atitude correta, pois segundo as normas da época um homem que estava em guerra não poderia voltar a sua casa acabou expondo o pecado de sua mulher e do próprio rei. Urias demonstrou ser fiel e mais íntegro do que seu rei. E Deus se agradou de sua atitude, mas repudiou a atitude de Davi, tanto que puniu a ele e a sua descendência. Urias nos ensina o que é fidelidade, e Davi nos ensina o arrependimento, e a aceitar a repreensão do Senhor como obra necessária em nossa vida. Urias provou ser fiel tanto a Deus como ao rei. Ainda hoje, Deus nos deixa escolher entre a fidelidade aos Seus princípios e aos nossos desejos carnais. Mas é sempre bom nos lembrarmos que toda escolha tem consequências.
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!