Traduza este blog

domingo, 9 de outubro de 2011



“Quem se isola, busca seus próprios interesses…” (Provérbios 18:1)


Amado(a), a Bíblia é muito clara ao nos informar que o homem foi criado para se relacionar com o Criador e com os seus iguais. Entretanto, o diabo desde o início intentou mudar esse princípio. Ao suscitar a desobediência fez com que o primeiro casal se sentisse envergonhado e se isolasse, deixando de buscar ao final da tarde o relacionamento com Deus. E ainda hoje o inimigo procura afastar as pessoas, provocando o seu isolamento, quer pela vergonha, quer pela depressão.
E nas circunstâncias deste mundo cheio de problemas, por causa de toda pressão, somos tentados ao isolamento, e a nos cercarmos de uma couraça. Mas esse não é caminho recomendado pela Bíblia. O sábio nos diz em provérbios que devemos buscar os amigos e que o isolamento é uma atitude egoísta. Em geral, pessoas que têm dificuldades de relacionamentos tendem a se isolar. Em alguns casos demonstram uma forma doentia de isolamento, porque não consideram os outros, seus sentimentos e reações. São os sociopatas, pessoas que não conseguem estabelecer uma relação com pessoas do mesmo nível que o seu, ou que lhes apresentam superior. Essas pessoas só conseguem se relacionar com outras pessoas que consideram estar em um nível abaixo do seu. É uma forma de se sentirem superior, ou de controlar a relação. De outra forma sentem-se insatisfeitos e incomodados, mesmo quando tudo parece bem. O sociopata se isola porque não consegue controlar seu temperamento e as pessoas a sua volta. O seu silêncio é uma forma de agredir e o seu isolamento é uma defesa de si mesmo. Geralmente, passa de um momento de euforia e de extrema gentileza a momentos de recolhimento ou de exasperação e indisposição a convivência tranqüila com os demais.
Amado(a), a Bíblia nos recomenda a mantermos relacionamentos saudáveis. Ela nos fala do valor dos bons amigos e adverte-nos sobre os perigos dos companheiros errados, oferece instrução e apresenta exemplos que nos ensinam. Mas, sobretudo, nos exorta a não deixarmos o relacionamento com Deus e com pessoas que nos levam a Ele.
Graça e Paz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!