Traduza este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2011



Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! (Isaías 5:20).


Amado(a), em nossas atividades diárias somos o tempo todo chamados a tomar decisões e a definir nossos caminhos, mas, infelizmente, o mundo está repleto de pessoas que não percebem a diferença entre o bem e o mal. Ninguém pode decidir pelo o outro o que realmente está certo ou errado. Essa é uma decisão solitária e que deve estar embasada em um fundamento sólido. Mas muitos têm se deixado confundir pelos padrões mundanos e procurado desculpas para justificar seus atos, eliminado as barreiras entre o certo e o errado. Os cristãos não podem tomar como verdade o que foge aos princípios bíblicos. Entretanto, quando deixamos de seguir a Palavra de Deus, relativizando a verdade conforme nos convém, as nossas escolhas morais tendem a se tornar confusas. Isso porque o mundo procura racionalizar o comportamento injusto, imoral e ilegal invertendo as situações, chamando o errado de certo e propagando a inversão de valores. A sociedade, de uma forma geral, encontra-se envolvida em uma forma de vida que contraria, em vários pontos, os princípios da lei de Deus. No mundo, a busca desenfreada pela felicidade pessoal, a qualquer preço e fora de quaisquer princípios, tem determinado as ações das pessoas e a forma de se medir felicidade e sucesso está totalmente em desacordo com a Palavra de Deus. Vemos que o objetivo de vida não é a glorificação de Deus. Ao contrário, é uma força negativa que nos afasta dos preceitos de Deus. O profeta Isaias nos chama a atenção para isso e nos alerta sobre o perigo de nos deixarmos confundir, mudando, para nossa conveniência, os princípios de Deus.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!