Traduza este blog

sexta-feira, 23 de setembro de 2011



Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes. (Lucas 23:34)

Amado(a), essa passagem do calvário de Jesus muitos conhecem, mas poucos podem compreender a sua verdadeira dimensão. Jesus sabia que os seus algozes ignoravam o que faziam, porque não foram alcançados pelo Espírito Santo. Mas depois de seu sacrifício, depois de anos que o Evangelho da Cruz vem sendo pregado não se pode mais afirmar que essa ignorância persiste. Muitos sabem quem é Jesus, sabem qual é a sua missão, e muitos se entregam a Ele. Contudo, nem todos fazem a Sua vontade. Infelizmente essas palavras de Jesus não podem ser ditas em defesa de muitos. Aqueles que conhecem a palavra e tiveram a oportunidade de se abrigar nas asas do Pai, de beber do manancial de águas cristalinas e decidiram seguir outros caminhos devem estar cientes de suas escolhas e de suas conseqüências. O Pai misericordioso ainda chama, mas o nosso advogado, Cristo Jesus, já não pode dizer em nossa defesa o que disse na cruz do calvário. O que Ele ainda faz é chamar a todos ao arrependimento e a se desviar dos maus caminhos.

Amado(a) você não pode dizer que não sabe o que faz. Você tem consciência de seus erros e sabe aonde deve voltar. Exerça a humildade e reconcilie-se com aquele que deu a vida por nós.


Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!